23 de janeiro de 2015

Varicela



Pois é. Parece que ainda aí um novo surto de varicela. Partilho convosco a informação que recebi das educadoras dos meus filhos. E para os pequeninos que já estão infectados, deixo-vos uma sugestão de leitura que os pode animar: "O Ruca Fica Doente" com varicela! Depois de ter lido este livro ao meu filho, fiz como a mãe do Ruca e comprei autocolantes à bolinhas para ele colar nos bonecos quando tivesse varicela... E isto foi há uns 3 anos, num dos primeiros surtos de varicela na escola. Os autocolantes continuam à espera, mas até agora ainda ninguém apanhou varicela... Será que é desta?

?a_aid=4ff2f60cd2629





Varicela
A varicela é uma doença frequente e se não for tratada atempadamente pode ter consequências graves. Conheça pois as perguntas e as respostas fundamentais acerca desta doença.
O que devo fazer se penso que o meu filho tem varicela?
Se pensa que o seu filho foi infectado, consulte de imediato o seu médico. O diagnóstico desta doença é normalmente simples, e quanto mais cedo a varicela for identificada, mais cedo um tratamento poderá ser considerado. Tratar precocemente a doença é importante, para reduzir os sintomas da criança. A maioria das crianças com varicela não tratada desenvolve uma média de 200 a 300 vesículas durante o curso da doença.
O que é a varicela?
A varicela é uma doença de infância muito vulgar, todos os anos afecta dezenas de milhar de crianças em Portugal, especialmente durante o Inverno e Primavera. É causado pelo vírus varicela-zoster, um membro da família do vírus herpes, o mesmo que causa herpes zoster (zona).
Uma vez debelada, a varicela normalmente não reaparece, no entanto, o vírus permanece alojado no tecido nervoso como que adormecido (não activo), podendo reactivar-se mais tarde, causando zona.
A varicela é perigosa?
Quando se detectam os primeiros sintomas, é difícil prever até que ponto a varicela do seu filho poderá ser grave. Apesar da doença não ser normalmente perigosa em crianças saudáveis, causa mal-estar e pode levar ao absentismo das crianças à escola e dos pais ao emprego.
Em crianças mais velhas e em especial nos adultos, os sintomas são geralmente mais graves e podem originar outros problemas.
Existem complicações associadas à varicela?
Apesar de raras, podem ocorrer infecções bacterianas, encefalite e pneumonia.

Quais são os sintomas da varicela?
O primeiro sintoma é a febre ligeira. Um ou dois dias mais tarde aparecem manchas vermelhas primeiro no couro cabeludo e espalhando-se mais tarde pela cara, tronco, axilas, braços, pernas, boca e por vezes na traqueia e brônquios.
A criança pode também queixar-se de dores de cabeça, dores de garganta, dores de estômago, cansaço e perda de apetite.
Qual o aspecto das borbulhas?
São pequenas e vermelhas, provocam comichão e transformam-se em bolhas num curto espaço de tempo (poucas horas). Estas bolhas cheias de líquido (vesículas) secam e formam crostas em alguns dias.

Quanto tempo duram as borbulhas?
Normalmente ao fim de 5 dias deixam de aparecer novas borbulhas. A maioria forma crosta em 6 a 7 dias.
As borbulhas deixam cicatrizes?
Por vezes. É mais provável a formação de cicatrizes se as borbulhas infectarem.
É importante evitar, dentro do possível, que a criança se coce para prevenir a infecção das borbulhas e o aparecimento de cicatrizes.
Como posso impedir que o meu filho coce as borbulhas?
Mantenha as borbulhas limpas e secas, use loções calmantes e dê banhos de água morna de 4 em 4 horas nos primeiros dias. Limpe a criança aconchegando a pele, evitando esfregar. Deve manter as unhas da criança curtas para prevenir eventuais infecções e cicatrizes.
E os meus outros filhos? Devo mantê-los afastados do que tem varicela?
Se os seus outros filhos ainda não tiveram varicela, existe uma elevada probabilidade (80 a 90%) de contágio pelo irmão.
Se forem saudáveis, é geralmente melhor que tenham a doença já. Assim estarão protegidos de contrair varicela mais tarde, podendo a doença ser então mais grave. Se o seu filho tem problemas de saúde e foi exposto à varicela, consulte o seu médico imediatamente.
Posso contrair varicela a partir do meu filho?
Sim, se nunca teve a doença antes. No entanto, a maioria das pessoas teve varicela antes dos 10 anos.
Se nunca teve varicela, ou não tem a certeza, deve sempre que possível, evitar o contacto com a criança infectada.
Contacte o seu médico assim que possível se acha que foi exposta ao vírus.
Existem outras situações em que a varicela pode ser perigosa?
A varicela é uma doença grave nos adultos. Uma mulher grávida pode estar sujeita a um risco ainda mais elevado no que respeita ao aparecimento de complicações, devendo evitar a exposição à doença, devido ao risco que isso constitui para o feto.
A varicela é também grave para aqueles com um sistema imunitário enfraquecido.
Devo manter o meu filho afastado de um adulto infectado com varicela?
Pelas razões expostas anteriormente, se o seu filho for saudável, provavelmente será melhor permitir a sua exposição ao vírus da varicela, através do contacto com a pessoa infectada.
O vírus que infecta a criança é o mesmo que infecta o adulto.
Como ocorre a transmissão da varicela de uma pessoa para outra?
O vírus é transmitido pelo ar, quando a pessoa infectada tosse, espirra, ou fala, ou pelo contacto com as lesões do doente.
Qual o período de incubação?
Cerca de 14 a 15 dias contados a partir do contacto com a pessoa infectada.
Durante quanto tempo a varicela pode ser transmitida a outra pessoa?
A varicela é contagiosa, desde aproximadamente 10 dias após a criança ter sido contagiada, até todas as bolhas se transformarem em crostas.
Qual é o tratamento para a varicela?
Existe um medicamento específico para a varicela, que ajuda de forma substancial à redução da duração da doença, permitindo que a criança se sinta melhor num espaço de tempo mais curto.
Lembre-se que apenas o médico pode determinar se este medicamento é ou não o mais indicado para o seu filho.
Tenha também em atenção que o tratamento deve ser iniciado o mais rapidamente possível.
Alguns medicamentos podem ser utilizados para combater os sintomas da doença, no entanto não diminuem a sua duração.
O ácido acetilsalicílico não deve ser usado no tratamento da febre e dores durante a varicela, em crianças.
Outros cuidados.
Se a criança apresentar lesões na boca, pode ter dificuldade em se alimentar.
Nesta situação deve dar-lhe bebidas frias e alimentos moles e fáceis de engolir.
Evite tudo o que seja ácido, como sumo de laranja, ou salgados.As lesões na área genital podem ser dolorosas. Cremes anestésicos podem ser indicados nestas situações. Aconselhe-se junto do seu médico.
Outras questões?
Se tiver alguma dúvida que esta informação aqui apresentada não esclareça, coloque-a ao seu pediatra.
A responsabilidade editorial e científica desta informação é da Sociedade Portuguesa de Pediatria.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!