6 de janeiro de 2015

Chucha perdida na cama

Deve ter sido nesta altura do filho mais velho que eu lhe dei 3 chuchas para ver se ele as encontrava mais depressa e não passava a noite a chamar, sempre que a perdia a meio da noite. É que hoje levantei-me mais de 10 vezes. "mãe, mãae, mãaaae" E lá salta esta mãe da cama quente, meio trôpega do sono, a correr pelo corredor gelado para ver se ele não acorda o irmão. A sorte é que o mais velho não acorda com os gritos do mano. Hoje vou dar-lhe outra chucha. Lembro-me tão bem do mais velho... (Depois foi um drama para largar as chuchas, uma autêntica saga mas conseguiu, no momento dele, sem dramas nem ânsias e nunca mais falou no assunto)... Uma chucha na boca, outra na mão e outra para  rodar em cima da cara, na zona do nariz... Era tão pequnino.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!