28 de fevereiro de 2012

Maldita virose

Deitou-me por terra vários dias e, pior do que isso, esperou que o meu marido chegasse à neve, a 1200 quilómetros de casa, para se manifestar. O desgraçado está de cama, num quarto de hotel, cheio de febre e de dores de cabeça a ver a neve pela janela sem os mimos da mulher nem do filho. Espero que ele recupere mais depressa que eu, pois estou assim desde 4ª e ainda não estou boa.

Só espero que o meu filho se mantenha imune a esta virose e que continue de boa saúde.

24 de fevereiro de 2012

Fui atacada por uma virose

Nunca me tinha sentido assim. Comecei a sentir-me mal na 4ª feira, ontem parecia que me tinha passado um camião por cima e a febre ia chegado aos 39º. Depois de 12 horas de cama e ben-u-ron hoje sinto-me ligeiramente melhor, mas estou longe de estar boa. Com prazos de trabalho apertados não me pode dar ao luxo de ficar apenas doente. Rezo para não ter pegado isto ao meu marido e ao meu filho e espero ficar boa depressa, que o meu marido vai embora uma semana e vou ficar home alone com o meu piolho.

21 de fevereiro de 2012

Não, não tive feriado!

Apenas tenho a sorte de poder fazer o meu trabalho em casa. Não tive o dia de hoje como não tenho nunca nenhum feriado, mas posso trabalhar em casa e gerir o meu horário. Como hoje ia estar com o meu filho - coisa tão boa - ontem trabalhei até perto da uma da manhã e aproveito agora a sesta (em que ele devia estar a dormir e não a cantar deitado na cama. E ainda dizem o que o ar do mar dá sono) para continuar o trabalho que deve ficar concluído depois dele ir para a cama a seguir ao jantar. É óptimo poder organizar o meu tempo e o meu trabalho para poder usufruir de manhãs como a de hoje.

A primeira ida à praia de 2012!

Eu, o meu filho e a minha mãe aproveitámos o sol bom que se sente em Lisboa e fomos passar a manhã à praia. Escolhemos uma diferente da habitual e fomos até ao Estoril à Praia da Poça. Estava muito bom. OCucas  fez duas amigas, construiu castelos, apanhou conchas e pedras e almoçou sentado na areia a ver as gaivotas! Que manhã tão boa! Olá, vida! Obrigada por estes momentos que nos enchem de alegria e nos aquecem o coração.

18 de fevereiro de 2012

A família pediu...

E a família vai ter. Gelado de morango caseiro. Já aqui tinha deixado a receita, mas aqui fica outra vez:

  • 1 kg de Morangos
  • 350g de açúcar
  • Sumo de 1 limão
  • 2 pacotes de natas
Trituram-se bem os morangos com o açúcar. Depois junta-se o sumo de limão e mexe-se. À parte, batem-se as natas até ficarem duras. No final, envolvem-se muito bem o preparado dos morangos com as natas até ficar homogéno. Coloca-se numa forma e depois no congelador. Aconselho a tirar do congelador quando se vai para a mesa para estar com a consistência certa na hora da sobremesa. Delicioso!

A creche do meu filho

Gostei muito da circular que recebi na 4ª feira quando fui levar o pimpolho à creche. Pois que no regulamento da creche, que aceitámos quando o inscrevemos lá, dizia que terça feira de carnaval estavam fechado, pois era considerado feriado, mas este ano, devido às medidas do governo, em que muitos pais seriam obrigados a trabalhar, eles estariam abertos de modo a prestar asistência às famílias, pois é essa a missão e o objectivo da creche. Não estarão a funcionar a 100% e, por isso, pediam para informarmos se o nosso filho ia ou não para eles verem como organizariam as salas. Gostei desta atitude. Há cada vez menos apoios para as famílias e eu gostei da sensibilidade da creche para a situação dos pais que, de forma inesperada, têm de trabalhar na terça feira de Carnaval. Mais um ponto para esta creche, que eu adoro.

Nota: Todos os meus sobrinhos que andam em creches privadas e XPTOs com mensalidades a roçar o absurdo não têm escola na segunda, na terça e na quarta feira.

Não estaria na hora de se repensar as férias das crianças? Numa altura em que temos cada vez menos férias é real as escolas e as creches fazerem tantas pausas ao longo do ano? Conheci uma rapariga de uma loja que me disse que ela e o marido tiravam férias por turnos para conseguirem ficar com as crianças quando a creche fechava. E as férias em família? Os momentos de descanso e de alegria? Os pais precisam de férias em conjunto, com tempo para namorar e sem estarem sempre cronometrados pelos rígidos horários do dia a dia...

Que saudades das férias da nossa infância... Adorava proporcionar ao meu filho as férias que tanto eu como o meu marido tivemos. Meses e meses de praia e um mês no campo já em Setembro. Terá sido por isso que nunca tive doente e que ainda hoje é raro o bicho aqui entrar? Apanhávamos ar puro, iodo, sol, vento... sempre ao ar livre!

O meu super POCOYO!

Ontem não pode ir mascarado para a escola, pois parecia que estava com conjuntivite, mas hoje à tarde tem uma festa e vai de Pocoyo! Encontrei uma t-shirt, uma mascarilha e uma capa com o P num conjunto no Corte Inglês e foi mesmo aquilo que comprei. Ele adora, já andou mascarado pela casa e sente mesmo os super poderes do super Pocoyo. E na segunda feira vai para a creche com o mesmo disfarce (este sol maravilhoso permite estender e secar num instante), pois a educadora disse que como ele não foi mascarado na sexta vai na segunda! Pelo meio, parece que a sobrinhada se vai juntar toda - e mascarada - no parque. Bom fim de semana!

15 de fevereiro de 2012

Mãe moderna

Que publica posts na cama com o seu novo android. Estou mesmo uma mulher moderna e já não é só o pai que tem um telefone fixe. Ainda estou um pouco às aranhas, mas hei-de me safar.

Nota máxima

A consulta de rotina dos dois anos foi um sucesso. O meu filhote está óptimo e lançou o seu charme tanto na sala de espera como no consultório e acabou com um abraço e um biigado doutor. Até já tem percentil de peso.

Este blogue recomenda...

"Masage" na Av. 5 de Outubro em Lisboa. Não é um SPA todo XPTO, mas é um centro de massagens super tranquilo, num bonito apartamento de traça antiga, e a terapeuta que me massajou era fantástica. Fizemos uma massagem a dois e o meu maridão também gostou muito da massagem dele. Estava tão tensa, cheia de nós, que devia ir lá hoje outra vez para ver se fico em condições... Então do lado direito, onde carrego a minha carteira de 20kg e o meu filho estava uma desgraça. A ver se me organizo para me ir massajar uma vez por mês a bem da saúde física e mental.

14 de fevereiro de 2012

Amor de pai... e filho de 2 anos

O meu marido achava uma seca eu ler todas as noites, desde o dia de Natal, o mesmo livro do Ruca ao meu filho. Todas as santas noites eu leio o Ruca seguido do livro dos animais. Ontem, muito contente, o meu marido chegou a casa com um saco da Bertrand com 5 novos livros do Ruca. O meu marido estava tão feliz! Quando chegou a hora da leitura o meu marido foi até ao quarto para ajudar o seu filho a escolher um dos novos livros que eu ia ler e ia chorando quando ele vai à estante buscar o mesmo "Ruca diz não". O meu marido não queria acreditar. Tantos livros novos e ele queria o mesmo. O nosso filho percebeu o que se passava e, sem deixar o velhinho Ruca de lado, lá foi buscar um dos novos. O meu marido sorriu, todo contente, beijou a cria e saiu. Eu comecei a ler "O Ruca e o riscas", que é o gato do Ruca, mas o meu filho não estava nem aí para a história e, a certa altura, fechou o livro e disse acabou e foi buscar o livro antigo. Sentou-se novamente ao meu colo enquanto eu lhe contava a história, que ele já vai completando com as respostas do Ruca. Ele conhece aquele livro e sabe a história de cor e é isso que o fascina no livro. Sabe o que vai acontecer. Conhece a história e reconhece as palavras. Sabe que o Ruca não quer as calças verdes, mas as azuis e que ele vai comprar umas botas de borracha vermelhas. Coisas de menino de dois anos... Vou introduzindo devagarinho as outras histórias para ele se ir familiarizando. Mas obrigada, maridão! Obrigada por ajudares a fomentar o gosto do nosso filho pela leitura, que é uma das paixões da minha vida.

Dia dos namorados

A maioria das pessoas dizem que não gostam do dia dos namorados e que é uma estupidez de uma data criada pelo comércio para gastarmos dinheiro, mas eu, pessoalmente, gosto deste dia que é um pretexto para uma noite a dois. Sou romântica e beijoqueira e gosto destas coisas. Para a creche do meu filho seguiu uma fotografia de família e um texto sobre os afectos lá em casa. Contei que somos beijoqueiros e que os nossos mimos acabam por se confundir com gargalhadas. Gostamos de nos abraçar e de beijar e hoje de manhã tinha o meu piolho a chamar "amor" ao pai, pois ouve-me chamar assim o meu maridão. Somos uma casa de afectos e dizemos o que sentimos. Somos barulhentos e emotivos. Hoje beijei muito o meu filho, como todas as manhãs, e expliquei-lhe que hoje ele dormia na avó. É que eu e o meu marido temos uma massagem a dois. Vai ser uma noite só nossa, como nos tempos de namoro, apesar de já não exsitirmos só nós, mas o nosso filho maravilhoso, fruto do nosso grande amor, que eu amo e de quem vou sentir saudades logo, apesar de saber que ele está muito bem em casa da avó. Os pais também precisam de namorar.

13 de fevereiro de 2012

Boa semana

Meu primo, meu ídolo...

Um dos primos do meu filho é o idolo dele. Têm 10 anos de diferença e o meu filho é completamente apaixonado pelo primo. Quando o vê sorri com a cara toda e, escusado será dizer, o meu filho imita tudo o que o primo faz. No fim de semana, o meu sobrinho foi lá a casa e estava a jogar computador. O meu filho andou a rondar o primo e, a certa altura, entra na sala com um lápis na mão como se fosse uma arma. perguntámos o que ele estava a fazer e ele disse: Pum, pum! Muito orgulhoso de estar a fazer o mesmo que o primo.

12 de fevereiro de 2012

Manhãs no parque

Adoro as manhãs de domingo com o meu marido e o meu filho no parque. Hoje, o miúdo fez um amigo mais velho que tinha um skate e foi a loucura completa com o meu marido a ensinar o outro rapaz a fazer manobras cujo nome não decorei e com o meu filho e o meu sobrinho de um ano a curtirem à brava no skate. Foi mesmo uma manhã boa, fria, mas cheia de sol. E depois do pequeno acordar da sesta juntamo-nos aos meus 14 cunhados, 7 sobrinhos, sogra, tios e mais primos para celebrarmos o aniversário da minha sogra. Fins de semana de família, fins de semana de festa! Bom domingo!

10 de fevereiro de 2012

Várias gerações à mesma mesa

Ontem jantámos em casa da minha mãe e foi muito bom. Além da minha mãe, apareceu a minha irmã e os meus avós. Com a correria que são os meus dias e com a saída de Lisboa para a linha é raro ter tempo para ver os meus avós durante a semana. Ainda por cima o meu avó está um passarinho. Envelheceu tanto, mas tanto nestes últimos dois meses. Está tão magrinho, tão mais pequenino... E é tão bom poder estar com ele, ver o meu filho rir para ele e chamar-lhe bivô enquanto a minha avó lhe contava histórias para ele jantar. Foi bom, muito bom.

Acho lamentável um livro infantil com erros

O meu filho recebeu nos anos um presente que me parecia bastante engraçado e que consistia numa escova de dentes que vinha acompanhada de uma ampulheta e de um livro sobre uns dragões a lavarem os dentes, mas fiquei chocada quando comecei a contar a história e esta vinha cheia de erros ortográficos e, ainda mais grave, erros ao nível da construção das frases e do Português. Ora, estes livros, são para crianças que estão a aprender as palavras, a aprender a conjugar frases e é inadmissível que venham escritos de forma tão bera. Penso que em nenhum livro se admitem erros, mas num livro infantil ainda me choca mais. O livro está tão mal escrito que até dói. Resta-me fazer desaparecer o livro ou rescrevê-lo. Já fiz reclamação junto da editora.

8 de fevereiro de 2012

ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS

O 1.º filho é de vidro.
O 2.º é de borracha.
O 3.º é de aço.

A ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS
1.º Filho - Os irmãos mais velhos têm álbum de fotografias completo, relatominucioso do dia que vieram ao mundo, madeixa de cabelo e dentes de leite guardados.
2.º Filho - O segundo mal consegue encontrar fotografias do primeiro aniversário.
3.º Filho - O terceiro não faz ideia das circunstâncias em que chegou à família

O QUE VESTIR
1.º Bebé - A mãe começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo.
2.º Bebé - A mãe usa as roupas normais o máximo que puder.
3.º Bebé - As roupas para grávidas são as roupas normais da mãe, porque já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia.

PREPARAÇÃO PARA O NASCIMENTO
1.º Bebé - A mãe faz exercícios de respiração religiosamente.
2.º Bebé - A mãe não se preocupa com os exercícios de respiração - afinal lembra-se que, na última vez, eles não funcionaram.
3.º Bebé - A mãe pede para tomar a epidural no 8.º mês porque se lembra que dói muito.

O GUARDA-ROUPA
1.º Bebé - Lavam-se as roupas que oferecem ao bebé, arrumam-se de acordo com as cores e dobram-se delicadamente dentro da gaveta.
2.º Bebé - A mãe vê se as roupas estão limpas e só deita fora aquelas com manchas escuras.
3.º Bebé - Os meninos podem usar rosa, não é? Afinal o seu marido é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho como o pai!

PREOCUPAÇÕES
1.º Bebé - Ao menor suspiro do bebé, o pai e a mãe correm para o pegar ao colo.
2.º Bebé - Os pais pegam no bebé ao colo quando os gritos ameaçam acordar oirmão mais velho.
3.º Bebé - Os pais ensinam o mais velho a abanar o berço.

A CHUPETA
1.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais guardam-na até que possam chegar a casa e fervê-la.
2.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais lavam-na.
3.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais passam-na na camisa, dão uma lambidela, passam-ma de novo na camisa, desta vez para dar secar e dão-na novamente ao bebé, porque o que não mata, engorda (vitamina B, de Bicho, off course!).

MUDA DE FRALDAS
1.º Bebé - Trocam as fraldas de hora a hora, mesmo que elas estejam limpas.
2.º Bebé - Trocam as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário.
3.º Bebé - Tentam trocar a fralda apenas quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro.

BANHO
1.º Bebé - A água é filtrada e fervida e a temperatura medida com o termómetro.
2.º Bebé - A água é da torneira e a temperatura é fresquinha.
3.º Bebé - É enfiado directamente debaixo do chuveiro à temperatura que vier, porque a mãe, o pai e os avós foram criados assim e ninguém morreu de frio.

ACTIVIDADES
1.º Bebé - Levam o bebé às aulas de música para bebés, ao teatro, à narração de histórias, à natação, ao judo, etc.
2.º Bebé - Levam o filho à escola e vá lá...
3.º Bebé - Levam o filho ao supermercado, à padaria, à manicura...

SAÍDAS
1.º Bebé - A primeira vez que saem sem o filho, ligam cinco vezes para casapara saber se ele está bem.
2.º Bebé - Quando estão a abrir a porta para sair, lembram-se de deixar o número de telefone à empregada.
3.º Bebé - Mandam a empregada ligar só se vir sangue.

EM CASA
1.º Bebé - Passam boa parte do dia só a olhar para o bebé.
2.º Bebé - Passam algum tempo a olhar para as crianças só para ter certeza que o mais velho não está a apertar, a morder, a beliscar, a bater, a brincar ao super-homem com o bebé, a amarrar um saco de plástico do Continente ao pescoço dele ou a atirá-lo de cima do sofá.
3.º Bebé - Passam o tempo todo a esconderem-se das crianças.

ENGOLIR MOEDAS
1.º Bebé - Quando o primeiro filho engole uma moeda, correm para o hospital e pedem um raio-X.
2.º Bebé - Quando o segundo filho engole uma moeda, ficam atentos até ela sair.
3.º Bebé - Quando o terceiro filho engole uma moeda, descontam na mesada dele.

Mais um teste negativo...

E mais um mês em que adio a vontade de ser mãe outra vez. Quero tanto dar um mano ou uma mana ao meu filho, quero tanto ter outro bebé... Estes dias são sempre muito duros quer a nível emocional, quer a nível fisico.

5 de fevereiro de 2012

Um acordar diferente

Hoje de manhã quando acordou o meu filho começou a chamar "mãe". Deixei-me ficar mais um pouco para ver se ele adormecia que ainda era muito cedo. A certa altura oiço: Mapalda, Mapalda! Foi a primeira vez que me chamou pelo nome. Nem assim consegui sair, estava exausta, e o meu querido marido lá foi ter com ele e eu consegui passar a manhã a dormir coisa que não me acontecia há mais de dois anos. Foi tão bom!

Mimos de filho

Estava enroscada no sofá com os meus amores e decidi fechar os olhos e pedi ao meu filho para me cantar uma música de embalar para eu dormir. Ele começa a fazer-me festas e a cantar: "dorme, dorme, bebé mãe, dorme, dorme, bebé mãe..." Querem coisa melhor? Claro que o momento de ternura durou poucos segundos, pois rapidamente saltou para cima de mim aos pinotes. Vidas de rapaz traquinas e de mãe feliz!

Os livros são (quase) sempre melhores

E o livro "As serviçais" não é excepção. O filme é bastante bom. Podem espreitar aqui o trailer, mas o livro é mais rico, saboreia-se melhor, vai-se lendo e absorvendo a história, imaginando os personagens, idealizando os décores. Gostei do filme, mas ADOREI o livro. Emocionei-me imenso a ler o livro, mas não chorei a ver o filme. Mas, em qualquer dos casos, a história é magnífica e deixa-nos com um nó na garganta. Recomendo.

4 de fevereiro de 2012

Neste fim de semana... quero beijar os meus amores

Aproveitar o sol lindo que ilumina as nossas vidas. Ser feliz com quem me preenche a vida, o coração, a alma, os meus A's. Agora, dormem os dois a sesta. O pai queria que o filho tivesse ido dormir com ele, mas o filho gosta da sua cama (trabalhámos para isso, não nos podemos agora admirar). Só espero que eles acordem para os presentear com um beijos, muitos beijos, e um lanche feito com muito amor. Acho que vou fazer crepes. Bom fim de semana, vida.