30 de abril de 2017

Ontem deixei dois e hoje trouxemos um!

Hoje depois de almoço quando fui buscar os meus filhos aos meus cunhados trouxe o meu sobrinho!! Improvisei uma cama no chão no quarto dos primos. Caíram todos ferrados depois da história, que o dia tinha começado cedo e não pararam de brincar! Nem a Francisca a chorar e gritar durante uma hora os acordou. Estão todos felizes... E os meus filhos já pediram para amanhã dormirem no chão, na cama que eu hoje improvisei para o primo com colchas, saco cama e mantas! É tudo uma festa!! 

Nunca vi um bebé que durma tão pouco...

... E tão mal! Para adormecer é mais de um hora entre colo, a cama dela, chorar de pé, cair de sono, levantar-se, chorar mais, mais colo, chorar na cama quando a deito, quase dormir... Até que finalmente lá se enrosca e fica. Mas 3 ou 4 horas depois acorda. E chora. E lá dorme com muita dificuldade. E depois 2 ou 3 horas e vira o disco e toca o mesmo. E durante o dia não dorme mais de uma hora de sesta... A sorte é que em dias de creche faz boas sestas... Mas dorme muito pouco por dia para um bebé da idade dela. 

29 de abril de 2017

É oficial!! A Francisca já anda!!

Há já uns meses que ela sabia andar, mas andava de mão dada ou agarradada... Não se largava e quando queria andar sozinha, gatinhava!! Apesar dela já ter 15 meses eu não me preocupava... Ela havia de andar quando se sentisse preparada. Na Páscoa já tinha dado uns passos sozinha, sem apoio, e com o incentivo do mano grande, mas hoje é que foi! Hoje foi o dia em que ela se largou e foi à a dela. Começou no ginásio onde o irmão teve a festa de um amigo e depois continuou em casa dos tios! E ria, super divertida. É oficial, a Francisca patanisca já anda! 

Nem dei por esta semana passar...

... Nem tive tempo de aqui vir. Estive enfiada no trabalho, cheguei tarde todos os dias e até tive de pedir ajuda para me irem buscar os mais pequenos duas tardes à creche, que o meu marido ainda não conduz! Hoje o dia foi passado em família, mas em modo corrida, entre uma festa de aniversário do filhote mais velho, supermercado e jantar em casa de um dos cunhados, onde mal chegou o Afonso anunciou logo que dormia lá! É a casa do primo favorito, que tem 5 anos, e é o grande companheiro de brincadeiras dos meus filhos! Além disso tem uma casa enorme com jardim onde jogam à bola, correm, saltam, andam de bicicleta, trotinete, de baloiços e escorrega! E o tio é fantástico com eles, por isso eles adoram! Ficaram lá a dormir os dois. O Alexandre ficou porque o mano ia ficar, mas dizia que gostava de ficar mas também queria vir connosco para casa. Já o Afonso delira estar lá e é engraçado que é a única casa onde ele dorme sem nós, nem na avó quer ficar, e é ele que pede para lá dormir mal lá chegamos! Nós estamos em modo filha única até à hora de almoço e depois rumamos até mais uma festa infantil... 

25 de abril de 2017

Trabalhar ao feriado?

É verdade. Hoje não consegui gozar do feriado em família. Não tinha de ir para o escritório, mas não podia ficar em casa que os miúdos não me iam deixar trabalhar, e eu estava mesmo aflita e cheia de trabalho até porque ontem tive uma crise de sinusite que mal me deixava abrir os olhos. Fugi para um café (onde encontrei dois amigos da sala do Afonso, pais e irmãos... e lá expliquei que estava ali refugiada para poder trabalhar) e lá fiquei o dia quase todo... De vez em quando recebia fotografias do dia dos meus filhos... Obrigada, maridão! Estou a ter uma semana tramada de trabalho e tu estás a segurar as pontas com os 3! Hoje dormi quase até às 10h da manhã, depois de ontem me ter medicado para a sinusite para ver se me passava a crise que estava a ter!! Nem sei há quantos anos não dormia até tão tarde... Entre o meu marido, a minha irmã (parabéns, mana! Hoje é o teu aniversário!) e a minha cunhada mais velha tomaram conta dos meus 3 amores! 

Os 4 ano do meu Afonso!

Foi no domingo que o meu doce Afonso fez 4 anos! Ele sonhava há meses com o aniversário e com a festinha dele! Estava muito entusiasmado e felizmente o dia correspondeu às altas expectativas que ele tinha! Estava um dia de primavera perfeito, estava lindo e o sítio onde fizemos a festa voltou a ser muito bem escolhido! Gosto muito da Clareira Encantada para a festa dos 3 e 4 anos.  O tema Patrulha Pata foi escolhido pelo menino dos anos e a Paula fez um bolo lindo e maravilhoso. 



Eu tratei do lanche. Não fiz nada muito elaborado, mas partilho aqui a ementa da festa. Nem tudo aparece na imagem acima porque não tirei fotografias de tudo...

Bolo de aniversário
Sanduíches de queijo e fiambre feitas com pão de forma brioche (Comprei 2 sacos e ainda sobraram)
Batatas fritas
Gomas e guloseimas para a Pinhata
Pipocas doces do Pingo Doce
Chupas
Donuts do Lidl (frescos, aqueles da padaria)
Queques cobertos com creme de chocolate e smarties (Comprei queques e depois barrei com chocolate – usei a receita da cobertura dos bolos da Bimby)
Folhados de salsichas (Comprei a massa folhada)

Para os adultos também fiz:
Bola de farinheira (usei a receita da Bimby para a bola de carne, mas fiz com farinheira que é sempre um sucesso)
Patê de delícias do mar com tostinhas

Havia ainda tarte de maçã em massa filo, feita por uma cunhada minha, que desapareceu em menos de 2 minutos de tão boa que estava!

A festa correu muito bem e, acima de tudo, o meu filho estava a rebentar de felicidade no seu dia de anos!! E nós partilhámos com ele essa alegria!! E haviam de ver a cara dele quando a educadora chegou para lhe dar um beijinho! Ficou radiante e envergonhado. Foi uma surpresa mesmo boa!

Quando vejo avôs com netos...

... Fico sempre a imaginar como seria o meu pai com os meus filhos. Ele ficou doido de alegria quando nasceu o meu filho mais velho, era doido com ele, tinha planos de o levar a fazer coisa de rapazes já que só tinha tido filhas, de o ensinar a andar a cavalo... Infelizmente morreu quando o meu bebé tinha 6 meses e não cumpriu nenhum dos seus sonhos... Já não viu o rapaz maravilhoso que ele se está a tornar nem conheceu os meus outros filhos... (Nota: apesar de ser feriado tenho de trabalhar e fugi para um café (obrigada, maridão por teres ficado com os 3 filhotes) e já vi vários avós e netos... e tenho tanta pena que os meus filhos não tenham nenhum avô, há mimos/ensinamentos/histórias e memórias que só um avô nos pode dar... o meu sogro morreu há muitos anos e não teve a alegria de conhecer nenhum dos 10 netos... E é nestas alturas em que eu quero mesmo acreditar que quem parte nos observa lá de cima...)

22 de abril de 2017

Da nossa tarde!

Uma festa de aniversário, ao ar livre, com desporto de aventura à mistura. O mano mais velho adorou a sua primeira experiência em arborismo. A tarde estava maravilhosa, o Parque Silva Porto, conhecido por Mata de Benfica é super agradável, cheio de árvores, sombras e caminhos giros. E tem um parque infantil com baloiços para bebés, que fazem a delícia da minha patanisca, e tem patos e pavões, que também são um grande atractivo! Foi uma tarde mesmo boa!!

Quase a chegar aos 4!!

Em preparativos para o grande dia de amanhã!!

 E o balão com que tanto sonhou!!

21 de abril de 2017

Uber!

Os meus filhos andaram de Uber primeiro do que eu. Estão a ir com o pai ter com os primos para jantar... E eu consigo ver o percurso deles na aplicação! Mesmo bom para mães galinhas como eu:-))

20 de abril de 2017

A primeira otite da Francisca

Passado pouco tempo de ontem à noite a ter deitado acordou a gritar. Percebia-se bem que era um choro de dor. Peguei-lhe ao colo e vi-a agarrada ao ouvido direito. Gritava e chorava. Não tinha febre, nem tinha tido, mas estava mesmo incomodada. Dei-lhe ben-u-ron e deitei-a, quando acalmou de chorar e adormeceu. Fui ver o This is Us, mas nada tranquila e de ouvido à escuta. Era meia noite quando acordou novamente aos gritos e novamente agarrada à orelha direita. Disse ao meu marido que ela tinha uma otite. Peguei-lhe ao colo, mas nada a tranquilizava. Estava cheia de dores e incomodada. Era um choro muito diferente ao que estou habituada, já que a Francisca raramente esteve doente. Vesti-me, agarrei nela e fui para a urgência de Santa Maria. Não estava ninguém e ela foi logo observada. Na recepção olharam assim estranhos porque a Francisca parecia óptima. Assim que entrou no carro parou de chorar e mal entrou no hospital dizia adeus. Mas eu mantive a minha teoria: ela tem uma otite no ouvido direito. Nunca teve nenhuma, mas tenho quase a certeza, apesar de não ser médica. Não é médica, mas é mãe de 3, disse-me a médica que me confirmou a otite. Está a antibiótico com penicilina. Nunca tinha feito antibiótico e não sabemos se é ou não alérgica à penicilina. E como eram 2h30 da manhã quando fomos comprar o antibiótico e o farmacêutico disse: se lhe der agora tem de a vigiar pelo menos 1 hora e meia por causa de possíveis complicações se ela for alérgica. Optámos por iniciar o antibiótico só de manhã. À noite, quando chegámos tomou Brufen, que alterna com o be-u-ron e dormiu até de manhã. Está em casa no mimo da mãe. Não quer comer nem dormir. Quer colo. E eu dou. Mas espero que ela durma alguma coisa porque eu tenho trabalho para fazer... 

19 de abril de 2017

Bichos da seda!

Os novos habitantes cá de casa!! Bichos da seda ao cuidado do filho mais velho...

 Eu também tive em criança apesar de desde sempre ter detestado tudo o que seja minhocas, insectos, bicharocos no geral... Mas quando o meu filho mais velho perguntou se podia ter bichos da seda, que a professora tinha para lhes oferecer, não hesitei em dizer que sim. É educativo, os miúdos adoram e, acima de tudo, não posso passar os meus "nojos" para os meus filhos, impedindo-os de ter experiências que podem ser enriquecedoras! E estão à responsabilidade do meu filho mais velho, que tem de cuidar deles. Ele já sabe que os bichos comem exclusivamente folhas de amoreira e também já sabe onde as podemos ir apanhar. Está entusiasmado com o surgimento do casulo, dentro de dias, e do nascimento das borboletas... E até me disse que se eu pegasse numa com as mãos me dava um presente! Mais informações sobre o bicho da seda aqui ou aqui.

Para o fim das férias da Páscoa não custar tanto...


Obrigada, Bic.

O melhor do meu dia!

Tão bom que é poder aproveitar os fins de tarde! Só faltava o filho grande... ❤️








Chegaram a casa imundos e felizes!




18 de abril de 2017

Quem se lembra do Alf?


Não sei se é uma série que envelheceu bem ou não... Mas quero ver com o meu filho mais velho, nem que seja o primeiro episódio...

Ainda sobre as vacinas

Este post da médica Sofia Serrano, do blog Café, Canela & ChocolatePorque é fundamental passar a informação correcta! É urgente que todos os pais estejam bem informados por médicos e outros profissionais de saúde. Os pais protegem os filhos. E proteger também é vacinar.



17 de abril de 2017

Já tenho um espirilizador!



adaptei esta receita com salmão e muito abacate, que fez as delícias dos meus 3 filhos, e quero experimentar estas

Devia ou não ser obrigatório vacinar os filhos?

Voltámos!!

 Foram dias muito bons em família! Estava calor, a praia estava boa apesar de à tarde se levantar vento, a Francisca tomou bons banhos de mar e deu os primeiros passos sozinha para o mano grande, os manos deliraram com os primos, sempre na brincadeira mas às vezes a implicarem uns com os outros, típico de casa partilhada e de estarem juntos 24 horas por dia! Eles abriram a época da Bola de Berlim e dos mergulhos! Estavam sempre dentro de água, até ficarem roxos!! Houve petiscos em Espanha, conquilhas e cervejas fresquinhas! Houve dezenas de ovos de Páscoa... Para as crianças, que eu nem lhes toquei! A dieta esteve um bocado em stand by. Não emagreci, mas também não engordei... O que não é mau! Ontem, domingo de Páscoa, foi dia de festa num enorme almoço com a família do meu marido, como já é nossa tradição. Éramos mais de 60 num dia de verão, com muitas gerações em grande convívio, com as crianças felizes a brincarem à solta na quinta da prima do meu marido, os adultos na conversa e de olho atento, não fossem cair na tentação de ir para a piscina! Foi um almoço que só acabou ao fim do dia, quando era hora de regressar a Lisboa. As malas estavam no carro, as crianças mal se sentaram adormeceram e lá viemos nós... Foram dias bons, mas a mim já me soube muito bem chegar a casa... Deve ser da idade, já que os meus filhos tudo o que queriam era prolongar as férias e a brincadeira com os primos! 

11 de abril de 2017

Em modo Páscoa Feliz! Parte 2

Agora com todos os mimos feitos pelos artistas cá de casa!


A foto, já se sabe, é fraca, mas os trabalhos estão lindos, lindos! E doces... Este ano preparei uma surpresa aos rapazes. Combinei com as respectivas professora /educadora fazerem uma brincadeira com ovos de chocolate. Cá em casa há cada vez menos doces e temos uma alimentação cada mais saudável, mas a tradição ainda é para cumprir e eles ficam tão felizes com os ovos, amêndoas e coelhos... Tudo com conta, peso e medida... Na escolinha do mais velho fizeram uma espécie de Caça ao Tesouro, e o meu filho vinha radiante, e combinei também uma brincadeira com a educadora do Afonsito... Ontem, que era o dia combinado, esperei que ele me contasse, mas nada... Hoje, último dia antes da Páscoa, perguntei, primeiro subtilmente e depois mais à descarada: Fizeram caça aos ovos da Páscoa? E ele diz: Não! Mas o Coelho da Páscoa foi à nossa sala e deixou muitos ovos! Gostaste: Claro que gostei! Eram de chocolate! Só o P. e o A. é que não gostaram! Mas eu gostei muito! 

A importância dos momentos de filho único

O meu filho mais velho é o que mais se reclama por falta de atenção... No outro dia até me dizia, para grande dor de alma minha, que eu estava sempre a usar a frase "já vou"... Mas de facto é verdade que eu sou uma e eles são três e que dois deles são ainda pequenos, claro que ele também é, mas tem dois abaixo dele... Por isso, decidi que ele precisava de alguma exclusividade. De vez em quando faço-lhe isto e é muito bom. Para ele e para mim, que me consolo com os mimos e a atenção dele. Tirei esta semana de férias, mas combinámos que só íamos embora a meio da semana, e que estes primeiros dois dias eram para mim e para ele... Fomos às compras, que ele é um vaidoso, e já gosta de ter voto na matéria, fomos almoçar fora, conversámos, estendemos roupa juntos, fomos visitar o meu afilhado pequenino... No resto do tempo jogou Playstation, feliz e contente, por não ter irmãos a atrapalhar a concentração... Eu fui ao ginásio, pintar as unhas, cortar o cabelo... Coisas pequenas, maswque são importantes... Amanhã a manhã já vai ser repartida com o irmão, que já não vai à escolinha para irmos cortar o cabelo e almoçar fora! Programa de mãe e filhos rapazes! Depois faço as malas desta gente toda, agarramos na princesa e temos uns dias de férias em família... a banhos, a Sul! Eu achava que nestes dois dias ainda conseguia arrumar alguma papelada, acabar os álbuns digitais e organizar algumas coisas, mas o tempo voa... Simplesmente voa! 

9 de abril de 2017

Bolo de leite quente

A fotografia é fraca, mas espero que o bolo esteja bom! A cozinha cheira bem desde as 8 da manhã! A receita está aqui e nós vamos seguir para um almoço de família, de uma das irmãs da minha sogra que faz 75 anos! É daqueles almoços bons, que se trasnformam em lanches, com primos, cunhados, irmãos, sobrinhos e mais tios, tios avós, tios bisavós, todos juntos num dia de sol a almoçar no jardim! Viva as famílias numerosas, e não estou a falar de nós, que no universo da família do meu marido somos uns meninos, que têm todos uma média de 7 ou 8 filhos! Isso sim, é coragem! Ou loucura, ou fé! Ou tudo junto!!

Um super mega programa para fazer com os miúdos!

Gostamos de andar na rua, de passear... Fim de semana de bom tempo é igual a programa em família, seja ir ao parque, à praia, andar de patins, pic nic... Ontem o meu marido teve uma ideia maravilhosa. E lá fomos nós. Apanhámos o metro até ao Cais do Sodré e depois apanhámos o barco até Cacilhas! Só isto já é o delírio para as crianças, especialmente para o Afonso, que estava RADIANTE!

A viagem no cacilheiro foi maravilhosa. Estava um dia de sonho, com uma temperatura perfeita. O rio estava lindo, Lisboa estava deslumbrante. Uma benção.



Fomos almoçar ao Atira-te ao Rio. Não ia lá há mais de 15 anos. Comeu-se lindamente e o atendimento foi 5 estrelas. Atenciosos, simpáticos. Não tinham muda fraldas, mas arranjaram logo uma solução! Foi óptimo. Não é barato, mas achámos justo porque estava tudo delicioso... E aquela vista!

A seguir, mesmo ali ao lado, subimos ao Elevador Panorâmico da Boca do vento e foi giro. Mais uma vista maravilhosa.
Era tempo de apanhar o barco de regresso. Foi preciso correr. Mas conseguimos.

 Chergámos ao Cais do Sodré e seguimos a pé pela renovada Ribeira das Naus, e apanhámos o metro de volta, desta vez no Terreiro do Paço. A Ribeira das Naus está o máximo!! Grande ambiente, esplandas, espreguiçadeiras, música, cocktails! Está mesmo fabulosa! Foi perfeito. 
 
A noite foi por nossa conta! Eu e o meu marido fomos petiscar, namorar e fomos ao teatro, ao Auditório dos Oceanos, no Casino de Lisboa ver a peça "Mais Respeito que sou tua mãe"que nos ofereceram! Foi um dia e uma noite em grande!!

7 de abril de 2017

Em modo Páscoa Feliz!

Derreto-me sempre com os mimos que os meus filhos fazem na escola! Verdadeiras obras de arte, mimosas e feitas por mãos pequeninas com a ajuda de educadoras e auxiliares habilidosas e dedicadas! Eu que sou uma mal jeitiosa para trabalhos manuais acho incrível o que eles fazem... E as educadoras dos meus filhos são pessoas de grande talento e atenção ao detalhe... E eles fazem sempre coisas mesmo queridas. E eu vibro imenso com estas coisas... E demonstro-o ao ponto do meu filho Afonso há bocado vir pedir para comer o bolo que é  para depois do jantar. Eu disse que não. Que íamos jantar e que o bolo era pra comer com os nossos amigos que vêm jantar connosco. E diz ele: mas hoje é um dia especial. Eu trouxe o coelho da Páscoa! Mas nem assim ganhou uma fatia de bolo antes de jantar!!!

"A vida continua", dizia-me ela...

Falava com a minha amiga que tem a filha mais nova internada em isolamento total no IPO, onde desde Setembro luta como uma guerreira contra o cancro que lhe apareceu, e a certa altura, eu dizia: até me sinto mal quando tantas vezes me queixo das noites mal dormidas, disto e daquilo e depois penso em vocês, em vocês os 5, na vossa filha mais nova (quase a fazer 3 anos) e sinto-me a pior pessoa do mundo por me chatear com merdices... E dizia-me ela: "quando saio daqui (ela reveza-se com o marido, alternando os dias, para cuidarem das outras filhas) também me enervo, também me irrito por porcarias insignificantes... Apesar de tudo, a vida continua, tem de continuar..." Não sei onde eles vão buscar forças para enfrentar a doença da filhota deles, como aguentam o sofrimento, as dores, a quimio, o desconforto e tudo o que a filha está a passar... E o prognóstico para este tipo de tumor é tão reservado, a esperança de vida é tão reduzida (contava-nos o pai)... Hoje eles vêm cá jantar... Ou melhor, o pai vem cá jantar com as outras filhas, depois a mãe vem trocar com o pai, segue ele para o hospital, para junto da pequenina, e a mãe segue para casa com as outras duas... E amanhã trocam outra vez, e outra vez... E a pequenina já está em isolamento há 15 dias e ainda vai estar mais 15... Começa a ficar saturada, impaciente... como podem imaginar que estará uma menina de quase 3 anos fechada num quarto de vidro, para onde dar brinquedos é uma complicação porque têm de ser esterilizados até à última.. Enfim. Uma dor de alma. É preciso acreditar, ser optimista, esperar milagres, progressos da medicina... É pena o amor não curar tudo, porque se assim fosse a pequena C. estaria curada... 

6 de abril de 2017

Ainda ando para aqui com layout do blog para a frente e para trás...

... Sem tempo nem grande talento para isto do Design. Gosto mais da versão original, mas enfim... Mesmo assim acho que agora está melhor do que a anterior. 

"A infância dela é mais importante que o meu relógio"

Hoje de manhã uma amiga de quem gosto muito escrevia "A infância dela é mais importante que o meu relógio" referindo-se à ronha matinal da filha e ao facto de ela nunca a apressar de manhã... E esta frase tem-me acompanhado o pensamento ao longo do dia. Eu apresso os meus filhos de manhã. Acordo-os devagar, mas depois é sempre a abrir para se vestirem, tomarem o pequeno-almoço, lavarem os dentes... E senti um profundo aperto no peito. E pensei na sorte da filha dela, a ter todo o tempo do mundo de manhã, sem pressas... Não sei a que horas sairíamos de casa se não os apressasse... Já não saímos muito cedo porque felizmente tenho flexibilidade de horários, mas o mais velho tem de estar na escola às 9, ou seja até 5 para as 9 temos de sair. Mas fiquei a pensar nisto. E pensei na nossas rotinas, na nossa vida, na infância dos meus filhos. E sorri porque me lembrei que à tarde (na maioria das vezes, salvo raríssimas excepções) já não os apresso. Vou buscar por volta das 17h para termos tempo, para os deixar sair da escola sem pressas, para irmos ao parque se estiver bom, ao supermercado (não é seca. Eles amam ir ao LIDL porque lhes dou um Donuts e é mais ou menos como irem à Disney, mas por 0,49€), para eles brincarem ou verem bonecos antes do jantar, ou perderem-se num banho de imersão que só acaba quando a água está fria e eles engelhados... Mas as manhãs... Não são nada idílicas nem vão constar das boas recordações da infância, acho eu... Depois de ler esta frase lembrei-me que o filho mais velho está em pausa lectiva, sem rigidez de horários, e deixei-os ficar na ronha, deixei-os ver bonecos antes de se vestirem... Os mais pequenos chegaram mais tarde à escolinha e eu comecei a trabalhar mais tarde, mas sem stress... E soube bem. 

Sugestões de leitura... Mimos para a Páscoa dos mais pequenos!

Quem por aqui anda sabe que eu sou uma grande leitora, apesar dos poucos romances que li no último ano. Adoro livros, adoro ler. E quero muito passar a minha paixão pela leitura aos meus filhos. E acho que estou no bom caminho. Os meus filhos adoram livros, adoram que lhes conte histórias, adoram inventar histórias comigo... Ontem uma colega de trabalho pedia-me algumas sugestões de livros infantis para os filhos de 3 e 5 anos. E eu partilho convosco os livros que lhe sugeri. Boas Leituras! (cliquem nas imagens para irem para o link dos livros)










Todos os livros já foram dezenas, alguns centenas de vezes, lidos e relidos lá em casa! Muitos deles, ou quase todos, já os apresentei aqui. Há muitos mais... Estes são apenas alguns. E vocês? Têm livros que recomendem?

5 de abril de 2017

Acho que mudá-la para o quarto dos irmãos foi o melhor que fizemos!

Esta última noite foi quase perfeita! Adormeceu a beber o biberão enquanto eu contava a história aos irmãos. Sem Melamil. Só com leite e a minha voz a contar a história de dormir. Bebeu meio biberão. Acordou às 3 e meia e eu aqueci e dei-lhe o resto do leite. Acordou às 7h e fiz-lhe o biberão da manhã e dormiu até às 8h30! Sem dramas, sem gritos, sem espernear como se estivesse a ser espancada. Dormiu suave e tranquilamente, embalada pelo sono dos irmãos! Tão bom! 

O meu amor de Abril

Fomos à Partyland comprar os convites e a pinhata para a festa do Afonso e já tinha combinado com ele que não íamos comprar mais nada. Na loja ele pediu um balão. Eu disse que não, que tínhamos combinado que não comprávamos mais nada. Ele não faz anos hoje e não havia razão para um balão. Ele não gostou. Insistiu. Sentou-se no chão a mexer nos convites. Insistia, sem birra, mas a ver até onde eu ia. Eu voltei a dizer que não. E depois, muito querida, a dona da loja disse: a mãe é que manda. As mães mandam sempre, mas toma lá um balão! E mandou encher um balão azul, que fez as delícias do meu filho, que veio para casa feliz!! É mesmo a loja dos sonhos das crianças!! E a senhora foi muito querida porque fez a alegria do meu filho sem me desautorizar.



Nota: é engraçado ver como os meus dois filhos são tão diferentes, tão únicos... O Afonso desde o 1º dia que falámos na festa disse o nome de oito amigos da escola que queria convidar. E dizia sempre pela mesma ordem. Só quis escolher esses oito. Nem mais nem menos. "São os que eu escolhi". Já o mais velho quer sempre convidar a turma toda dele, a outra turma, mais outra e mais os amigos da praia!! E nós respeitamos cada um deles... Porque é nessa individualidade, na personalidade de cada um que está a essência de cada um deles.

Plano de Emagrecimento #Semana 10

Menos 900 gramas! Estou com menos 5,400g desde que iniciei este plano e os tratamentos de acupunctura. Sinto-me bem e mais magra! Estou contente. Estou cada vez mais perto do peso com que me sinto bem... Estou contente! Principalmente porque não houve nenhum dia que passei fome e como cada vez melhor, com hábitos mais saudáveis e equilibrados, que adoptei não só para mim como para a minha família! E isso é mesmo muito bom! 

4 de abril de 2017

Abril é o mês de um dos meus príncipes!

E eu já estou a tratar da festinha dele! Há meses que fala na festa... Eu expliquei-lhe que era na Primavera e assim que começou a Primavera começou a perguntar pela festa... Esta semana já vamos tratar dos convites para ele levar para a escola. O meu Afonsinho vai fazer 4 anos. E vai ter uma festa Patrulha Pata com todos os coleguinhas da escola que ele escolheu, com os manos, primos, tios, amigos... O sítio também foi escolhido por ele e o bolo também! E eu vou comê-lo com beijos e abraços, enchê-lo de guloseimas que dias não são dias e este é o meu filho guloso... e sempre que me pede um chupa, goma ou chocolate e eu digo que não, pergunta: mas na minha festa posso, não é? Podes sim, filho querido!

3 de abril de 2017

A minha filha tem um quê de Cinderela...

... E anda sempre a perder o seu sapato. Temos tido a sorte de os encontrar sempre... Mas ontem, para grande desgosto... O par deste ficou perdido junto ao Oceanário...


Banho duplo... Diversão infinita!

Banho duplo com um dos manos na banheira grande e a madame patanisca na sua banheira em cima.



Só vos posso dizer que  brincadeira e a festa são mais do que muitas. Ontem calhou ao Alexandre (é à vez) este banho e haviam de ouvir as gargalhadas. Estavam tão, mas tão felizes! Que maravilha!

Diálogo de manos... Boa segunda feira!

Mano mais velho: A mãe também brinca connosco.
Mano mais novo: A mãe brinca um pouco. O pai brinca mais.
Mano mais velho: Porque a mãe trabalha muito lá em casa, a mãe tem muito que fazer e também tem de cuidar da mana.
Mano mais novo: Pois. E é a mãe que manda lá em casa!

2 de abril de 2017

Em modo filha única...

A sorte é que a Francisca ainda não fala e não contou aos manos (que estavam numa festa no Oceanário) que andou com os pais no teleférico! Já no dia do pai tinha andado, mas ia meio a dormir no carrinho e nem a tirei. Hoje curtiu a vista... E olhou lá para baixo muito admirada. Estava uma manhã de sonho!

Adoro andar de baloiço!!!


Uma tarde absolutamente deliciosa num dos nossos parques preferidos!

Um bolo delicioso... que desapareceu num ápice!

Ontem tinha prometido que fazíamos um bolo. Estivemos todo o dia na rua, a aproveitar o sol e o ar livre, e depois eram horas do banho, e horas de jantar e horas de ir para a cama e diz o Afonso: e o bolo? Tu disseste que fazíamos um bolo. E percebi que não tinha como fugir. Fui deitar a Francisca enquanto eles viam a primeira parte do Benfica com o pai e depois de gritos, choro e Melamil ela lá adormeceu. E fomos fazer um bolo. Fizemos o bolo, meti o bolo no forno e fui metê-los na cama. Quando tirei o bolo do forno estava lindo, lindo... E hoje de manhã quando o provámos percebemos que era o bolo mais delicioso que já tínhamos feito. Mesmo bom. E muito simples de fazer.

Bolo de Leite Quente
Na Bimby o Afonso bateu 4 ovos com 200g de açúcar mascavado
À parte fervi 160ml de leite com 80g de manteiga
O Alexandre juntou a Bimby o leite e  manteiga aos ovos e açúcar, batendo ligeiramente para não talhar
Depois juntaram 200g de farinha, 1 colher de chá de fermento e 1 colher de chá de essência de baunilha
Bater na velocidade 4 da Bimby até estar tudo mexido
Deitámos numa forma de silicone e foi ao forno durante 30 minutos, depois desliguei o forno e deixei arrefecer. Não sei a temperatura do forno, porque o meu é a gás.

Ficou uma delícia! E um mimo para os meus filhos que foram tão queridos esta manhã! (Quando me lembrei de fotografar, mas não existia bolo...)

Obrigada, filhos queridos!

Ouvi a Francisca palrar. Vi as horas. Eram 7h48m. Depois ouvi as vozes dos manos a falar com ela. Ela ria. Depois percebi que a tinham tirado da cama. Fiquei atenta, falavam baixo para não fazer barulho. Presumi que a tinham levado para a sala. Fiquei ali no limbo, meio a dormir meio acordada, a tentar perceber a situação. O Afonso veio-me dizer que tinham a mana, que estavam a tomar conta dela. Não ouvi choros, nem gritos... Um silêncio. Adormeci. Acordei perto das 9 com a Francisca a entrar no meu quarto a gatinhar... Peguei-lhe, saímos para a sala, onde dois rapazinhos, muito orgulhosos, disseram que tinham tomado muito bem conta da mana. Diz o mais velho: vocês estão cansados, tenho pena que nunca possam dormir muito por isso trouxemos a mana. Comovi-me. E depois acrescentou: Desculpa, só não lhe mudei a fralda! Oh, meus amores. Tão queridos. Fiquei mesmo comovida com o amor deles.