21 de janeiro de 2015

Quando se fica com um, fica-se com os dois...

E o filho mais velho estava a dormir tão profundamente de manhã que eu e o meu marido decidimos que ele ficava em casa comigo e com o mano. Claro que acordou passado dois minutos e quando lhe perguntei se queria ficar disse logo que sim, entre beijos e abraços: assim posso estar o dia todo a brincar com o mano. (Pausa) E posso jogar playstation, não posso? Claro que não pode. Cá em casa a playstaytion só se liga ao fim de semana. E hoje não é fim de semana. Preparava-se para refilar quando percebeu que ia para a creche se fizesse birra. O dia era para ser de alegria e de brincadeiras e não de birras. E enquanto eu aproveito a sesta do Afonso para trabalhar, ele vê bonecos. De manhã, fizemos pinturas e puzzles e à tarde vamos brincar com os legos. E é dia do mais velho ir ao piano. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!