30 de abril de 2020

50º dia de quarentena

Acordei cansada e sem paciência para mais um dia. Analisando, até tem corrido bem, eles têm poucas aulas online, gostam das aulas e de ver os amigos,  as fichas também não são muitas, estão a aprender bem, a evoluir. Até gostam da tele escola, o Estudo em Casa, e fazem revisões na Escola Virtual. Eles estão a colaborar bem, estão a aprender, adaptaram-se super bem às tecnologias e as respetivas professoras também. Mas hoje apetecia-me silêncio. E silêncio é coisa rara cá em casa... agora estão a fazer ginástica a ver o Estudo em Casa... e estão bem divertidos. Eu tenho sono e só me apetecia enfiar na cama a ler e a ver séries. Mas não vai acontecer... e já estou a preparar os trabalhos deles para hoje, já imprimi o que é para imprimir, já marquei as páginas dos livros e já organizei também o meu trabalho e as minhas aulas da pós graduação... e consegui comprar mais uma secretária, que vai para o quarto deles e que estava esgotada, vou buscar na terça ao Ikea, ao serviço Click and Collect... É que há dias em que eles têm aulas ao mesmo tempo e não podem estar ambos na sala porque interferem na aula um do outro... assim, o mais velho pode estar no quarto, sossegado, visto que já não precisa de mim. Eles tinham uma secretaria no quarto, mas no início da quarentena "roubámo-la" para fazer um escritório no nosso quarto e gostámos tanto, que já não sai de lá. 

29 de abril de 2020

Nesta quarentena, o meu luxo têm sido os livros

Há mais de um ano que praticamente não comprava livros (desde que mudámos de casa e o espaço reduziu imenso e que eu descobri a rede de bibliotecas), exceto um ou outro, como este, que queria mesmo ler e que não havia disponível na rede de bibliotecas. Mas desde que esta quarentena começou que já comprei dois livros, e hoje encomendei mais um... Ler é o meu prazer e sem poder requisitar, tenho de os comprar...




O meu marido vai deixar de estar em quarentena...

... E a empresa para a qual trabalha já está a organizar tudo para que na segunda feira, dia 4, comecem a ir trabalhar, no escritório, com todas as medidas de segurança, distância e higiene, alternadamente,  dividiram-nos em dois grupos, e vão só dois dias por semana... Os outros três dias continua em teletrabalho. Eu é que não tenho escritório para onde possa ir dois dias por semana, trabalhar e conviver (mesmo com distanciamento) com adultos, já que o meu escritório já era em casa... Por isso, eu e os miúdos por aqui vamos continuar... 

Os meus filhos já não gostam de desenhos animados

10 e 7 anos acabados de fazer e já não querem ver desenhos animados. Estão completamente rendidos às séries "com pessoas" da Netflix. Viram À Redea Solta e hoje terminaram Go! Vive à Tua Maneira! E houve emoção e lágrimas porque a série ia acabar! São já séries de adolescentes, com todos os seus namoricos, música, dança... Quando há beijocas é uma risota!




Tudo começou com Big Top Academy, num dos canais cabo dos miúdos, e depressa largaram os bonecos para séries mais juvenis...


Nesta quarentena

Tenho tentado cumprir com todas as tarefas, trabalhos e missões, mas há uma coisa que tenho falhado... o exercício físico. Nos primeiros dias ainda fazíamos todos ginástica, depois houve dias em que fui andar e até fiz aulas no jardim, mas o meu tempo não estica, de manhã é preparar a casa, pequenos almoços e orientar os miúdos, depois o dia voa entre trabalhos deles, os almoços, as aulas síncronas, o meu trabalho, os lanches, jantares, roupas e banhos... e quando dou por mim só quero que eles durmam para haver algum sossego e silêncio. Uma casa pequena  com 3 crianças é um enorme desafio e chego ao final do dia com a cabeça feita em água. Depois de tudo em ordem, sentamo-nos no sofá, vemos as notícias em acelerado, uma série, depois vou para a cama ler o meu livro e já está... E não tenho tido nem paciência, nem tempo nem disposição para fazer ginástica. O corpo já se ressente, mas por agora a minha ginástica é o que tem ficado para trás... 

49º dia de quarentena

E um filme muito bonito, que me foi enviado por uma amiga muito querida, "para ver e refletir o nosso lugar na família e a nossa criatividade ao usar o conhecimento que nos é passado".


28 de abril de 2020

Os livros do Lobo já eram um sucesso cá em casa...

E nesta quarentena descobriram os vídeos! 






A minha avó

Já está em casa. Vamos tentar perceber se os desmaios foram causados pelo traumatismo, a perda de sangue e o stress... Ou se terá sido um desmaio que provocou a queda na qual partiu o nariz. Está acompanhada, bem disposta e maravilhosamente lúcida como sempre. Já falámos com ela, os miúdos encheram-na de beijos por telefone. São 97 anos... 

A magia do teletrabalho

Estava eu numa aula, online, a discutir um trabalho com um professor, com toda a turma a assistir, mais o professor coordenador do curso, quando a minha filha de 4 anos entra pelo quarto adentro, onde tenho o meu escritório, e preparando-se para tirar as calças e as cuecas, sob o olhar de todos, grita: tenho comichão no rabo!

48º dia de quarentena e a minha avó continua em observação

Passou a noite sob observação no SO depois de ontem ter desmaiado duas vezes... Aguardamos notícias, estamos à espera que seja novamente observada.

27 de abril de 2020

Já falei com a minha avó...

Já está no hospital, está bem disposta e aguarda o resultado do TAC. É esperar por boas notícias. 

Manicure em quarentena....

A necessidade aguça o engenho! E lá me vou safando a fazer a minha manicure, já que adoro ter as unhas pintadas. Tenho cuidado das mãos o melhor que sei... 

Ementa semanal

2ª feira
Almoço: Hambúrgueres com puré de batata e ovo estrelado
Jantar: Arroz de cabidela - que a minha cunhada mais velha nos fez e trouxe

3ª feira
Almoço: Tarte de frango e alho francês
Jantar: Massa com salmão, cogumelos e queijo creme

4ª feira
Almoço: Tostas de frango 
Jantar: Bacalhau rápido gratinado no forno com cenoura e coentros


5ª feira 
Almoço: Bifes de perú com pesto de tomate, arroz e salada
Jantar: Salada russa de atum

6ª feira
Almoço: Massa com frango, bacon e cogumelos
Jantar: Arroz de polvo (Não fizemos a semana passada e salta para aqui)

47º dia de quarentena e uma notícia menos boa

A minha querida avó de 97 anos caiu hoje de manhã. A minha mãe e a minha irmã dizem que ela está a deitar muito sangue do nariz, há horas, mas não a querem levar ao hospital... Já liguei, as urgências do privado estão vazias, mas estão com medo do Covid. Eu tenho mais receio que ela não seja observada. 

26 de abril de 2020

46º dia de quarentena e uma atividade simples e gira



A educadora da Kika sugeriu esta atividade tão simples. Escolhemos imagens cortamos em várias partes e depois a criança monta, como se fosse um puzzle, colando depois. Não comprava o jornal há muitas semanas, mas sai hoje de manhã, fiz um passeio a pé, sozinha, e trouxe o jornal. Depois de o ler escolhi algumas imagens. As letras recortou a Kika, assim como a data para colar na folha. Foi um sucesso! Confesso que as atividades do jardim de infância são aquelas em que mais falho por falta de tempo, mas hoje consegui dar um tempinho à Kika e amanhã vou preparar mais umas folhas para ela montar e outras para recortar.

Cortei a imagem em 4






Cortei a imagem em 6

 




Em ambas as imagens expliquei a notícia. Comecei esta atividade pela notícia do Batman, figura bem conhecida cá de casa.

25 de abril de 2020

45º dia de quarentena

Desafiei os meus filhos e o meu marido para verem um dos filmes que mais me marcou na infância. The Neverending Story, História Interminável. No genérico o meu filho mais velho começou a franzir o nariz, mas depois gostou imenso. O filhote do meio, com os 7 anos recém feitos, teve algum medo, a filhota viu na boa e o meu marido lembrava-se das partes que também me marcaram a mim na altura... Não tinha voltado a ver. O filme é de 1984, eu tinha 6 anos... Como o tempo passa. 

45º dia de quarentena - 25 de abril

Da da Liberdade e dia do aniversário da minha irmã mais nova que já faz hoje 38 anos... Não consegui nenhum cravo, mas consegui pedir para entregar uma caixa de gelados à minha irmã, em casa, de quarentena, a celebrar o aniversário. 

24 de abril de 2020

44º dia de quarentena e uma sugestão de leitura para os mais pequenos...

O Dia Mundial do Livro tinha de ser comemorado cá em casa. Para oferecer aos meus filhos escolhi "O Meu Coração", da editora Fábula. Um álbum ilustrado muito bonito, que foi a leitura da noite de ontem.

23 de abril de 2020

A nossa Junta de Freguesia trouxe a PSP a cantar os parabéns ao meu filho!

E foi a loucura! Dois  carros patrulhas no meio da rua, sirenes, a PSP a chamarem-no pelo nome pelo altifalante! Depois descemos e cantaram-lhe os parabéns com um bolo do Benfica e ainda presentes do clube do coração! Foi uma animação na nossa rua, o prédio todo a bater palmas!! Nunca mais se vai esquecer desta brincadeira! Um aniversário em quarentena, mas recheado de mimos!

Dia Mundial do Livro

Apaixonada como sou por livros, adorei quando o meu segundo filho nasceu no Dia Mundial do Livro.

Versatilidade na quarentena

Já aprendi a fazer pão, faço as limpezas todas da casa, dou aulas de 1º ano, de 4º ano, faço jogos de jardim de infância, aprendi a pintar as unhas e ontem, depois de ver este post, fiquei a matutar, matutar, ia cortá-lo na semana em que nos fechámos em casa, e cortei ontem! 5 dedos e ficou super giro, escadeado atrás. Como não vi um vídeo que servisse mesmo, vi vários (só encontrei estes agora) misturei, inventei... e já está!


43º dia de quarentena e parabéns ao meu filho Afonso

7 anos deste filho meigo e desafiante. Que os 7 anos te devolvam a alegria e a felicidade que perdeste um pouco aos 6 anos com a difícil adaptação à escola nova e ao 1º ciclo. Hoje começaste o dia com um bolo escolhido por ti e feito por mim, parabéns, e vídeos dos grandes amigos do jardim de infância,  e também dos misters e dos colegas do futebol. Foi uma super emoção! Nós, os tios, avós, bivó e primos juntámo-nos todos e demos-lhe a alegria da PS4 e do Fifa 20, com que tanto sonhava. E para logo temos uma super surpresa preparada... 

22 de abril de 2020

Hoje celebra-se o Dia da Terra

Hoje celebra-se o Dia da Terra, que este ano festeja melhor do que nos outros anos, já que o nosso confinamento foi a melhor coisa que lhe aconteceu. A poluição diminuiu logo e a Terra recupera o seu equilíbrio. Acho que esta é mesmo umas das principais lições que temos de aprender com esta pandemia. Para celebrar a Terra partilho alguns livros para os mais pequenos.

         

  

Se clicarem nas imagens encontram mais informações sobre os livros.
Boas leituras.
Todos estes livros já foram testados e aprovados pelos leitores cá de casa!

42º dia de quarentena

Por aqui continuamos, entre a Escola Em Casa, as fichas, o Classroom, o Zoom... Está um dia de sol lá fora, o que ajuda a manter a boa disposição. Há dias em que me sinto mesmo saturada e exausta, cansada das bulhas dos meus filhos, farta do barulho da televisão e deles próprios, sem paciência para as vozes do youtube kids que a minha filha ouve... há dias em que fico cheia de dores de cabeça, que me assusto com os trabalhos da pós graduação que tenho de entregar, que tenho medo de não conseguir desenvolver um projeto de trabalho que me encomendaram entretanto e que exige que me consiga concentrar, isolar e criar. A qualidade e criatividade do que eu entregar agora pode fazer com que escolham a minha proposta, o que permitiria ter trabalho nos próximos meses...   Era tão importante! Um dia de cada vez, é preciso respirar fundo e não perder o foco e saber que há dias que correm melhor do que outros. Até ver, hoje está a ser um bom dia. 

21 de abril de 2020

Passeio higiénico de final de tarde

 Um vai lá à frente de bicicleta, lá ao longe, o filho grande vai no seu skate e a madame Patanisca vai na sua bicicleta. Estes fins de tarde são fulcrais para mantermos a sanidade. Entre 15 a 30 minutos nos parques e ciclovias ao lado de casa para apanhar ar, sol e queimar energias!

41º dia de quarentena e as almôndegas do Ikea

Os meus filhos são fãs das almôndegas do Ikea e quando vi este artigo, a revelar a receita, não resisti a guardar para experimentarmos no fim de semana. Não acredito que fiquem iguais, mas é mais uma receita de almôndegas. Eu costumo fazer caseiras - há várias receitas partilhadas no blogue - porque os meus filhos gostam e vou experimentar estas. 

20 de abril de 2020

Boas leituras


Foi mesmo pontaria. Ontem à noite acabei de ler "Longa Pétala de Mar", da Isabel Allende, que adorei e recomendo, e hoje à hora de almoço chegou o livro novo "Eliete", da Dulce Maria Cardoso, que eu tinha encomendado há uns dias. Fiquei mesmo contente! Continuo a não dispensar os meus momentos de leitura ao deitar. É um hábito que tenho desde que comecei a ler e que tento incutir nos meus filhos.

Duas histórias para o Pré Escolar!

A minha filhota do JI começou a receber alguns conteúdos para esta quarentena. Acima de tudo a educadora, que é maravilhosa, por sinal, quer que eles pintem, desenhem, façam ginástica, brinquem à vontade... E hoje enviou umas histórias que eu partilho aqui. 




40º dia de quarentena e uma semana nova!

Hoje o dia cá em casa começou com o Estudo em Casa! E a dar a primeira aula de Português estava a minha colega e querida Isa, que entre outros leu o maravilhoso livro "A Casa da Mosca Fosca"! Se as vossas crianças não viram, podem ver aqui

19 de abril de 2020

39º dia de quarentena e uma sugestão de ementa para a semana

2ª feira
Almoço: Douradinhos com arroz de ervilhas
Jantar: Arroz de bacalhau e espinafres, receita livro base Bimby

3ª feira
Almoço: Bifes de peru com esparguete
Jantar: Caril de camarão

4ª feira
Almoço: Frango assado com legumes 
Jantar: Esparguete carbonara do pai cá de casa


5ª feira - Hoje é dia de festa! O nosso Afonso faz 7 anos! E pediu esta ementa para o seu dia
Almoço: Pizza caseira
Jantar: Entrecosto assado no forno com batatas de bróculos gratinadas (Lidl)

6ª feira
Almoço: Tarte de frango (na quarta asso dois frangos, o que sobra desfio e guardo) com salada
Jantar: Arroz de polvo

38º dia de quarentena

Sábado de quarentena é igual a limpezas. Para não ser tudo mau começamos com um super brunch, ontem foi panquecas, ovos mexidos com salsichas, sumo de laranja natural e tostas mistas. De barriga aviada metemos mãos à limpeza, com a ajuda - possível - das crianças. 5 horas depois as camas estavam feitas de lavado, roupa estendida, casa lavada e aspirada, móveis limpos. Depois agarrámos nas bicicletas dos miúdos e fomos para a rua, esticar as pernas e apanhar sol. Soube bem. 

17 de abril de 2020

Hoje os meus rapazes tiveram as primeiras aulas virtuais...

Os dois, marcados para a  mesma hora... Cada um em seu portátil. Por hoje, foram só apresentações e estes de equipamentos e plataformas. Falaram com as respetivas professoras e colegas de turma e para a semana começam com as aulas síncronas... 

37º dia de quarentena e as novas tecnologias

As realidades são muito diferentes em todas as casas e esta nova realidade de aulas online, virtuais, vem mostrar ainda mais as diferenças. Enquanto na escola são todos alunos, com mais ou menos dificuldades, têm a mesma professora, a mesma atenção... em casa cada um tem a sua realidade. E se aqui em casa temos computadores para todos, Internet, livros e pais que podem e sabem ajudar, há colegas dos meus filhos que não têm computador nem tablet, há pais que estão a navegar para acederem à classroom ou ao zoom, porque nunca usam novas tecnologias, há crianças com necessidades educativas especiais, há pais com pouca escolaridade e há meninos do JI da minha filha que nem computador, nem televisão, nem canetas nem lápis... O ensino estava estagnado e nada como uma situação destas para agitar as águas, acredito que nunca mais nada será como dantes e que as tecnologias vão ficar na vida dos alunos, mas há um grande trabalho a fazer para garantir que todas as crianças têm acesso às aulas... partiu-me o coração saber que uma menina da sala do meu filho o 1º ano não vai poder ter as aulas porque a única possibilidade seria o telemóvel da mãe, mas tem o écrã partido... Este artigo é muito interessante e Stefania Giannini, a mais alta responsável das Nações Unidas para a Educação, diz à TSF que a pandemia vai mudar "o paradoxo da educação" 

16 de abril de 2020

Jogatana de Scrabble



Esta versão para iniciação ao inglês é muito gira para os miúdos e é um jogo em que a mini de 4 anos pode jogar em família... e ontem até foi a feliz vencedora! Ficou  tão contente. Do outro lado do tabuleiro tem a versão 2 um pouco mais avançada. 

Sapatos da rua dentro de casa, nunca mais!

Era uma atitude que queríamos adotar há tempos, mas não termos um bom espaço para arrumar os sapatos à entrada e o termos sempre família e amigos a entrar e a sair fazia com que nunca tivéssemos decidido que os sapatos da rua não entram em casa! Foi agora com a chegada do Corona Vírus e nunca mais vamos querer sapatos da rua dentro de casa. Eu tinha deixado os meus chinelos na casa da Serra da Estrela, no carnaval, ia comprar uns novos, mas entretanto, não comprei nada. Ia comprar  hoje uns chinelos, mas depois decidi-me por umas alpercatas para trazer usar só casa. Nunca gostei de andar de chinelos todo o dia e desde que começámos a quarentena que não calço outra coisa... Agora é esperar que cheguem. Comprei na H&M.

36º dia de quarentena e uma notícia triste

Morreu um dos meus escritores de eleição, Luís Sepúlveda. Podem espreitar aqui a sua obra e aproveitar a quarentena para ler ou reler a obra deste autor incrível. Os meus preferidos:





15 de abril de 2020

A minha mini professora💗

Ontem quando fui às compras semanais vi este quadro e não resisti. A minha filha passava o tempo ajoelhada à porta do frigorífico a escrever num bloco magnético que eu tenho e quando vi este quadro achei que ela ia adorar... até porque, dos meus 3 filhos, é quem está mais desorientada, mais sozinha, mais perdida nesta quarentena... Hoje, estava eu a estudar com os irmãos e vem ela e diz: anda ver, mamã! Estou a copiar as letras! E a ensinar as minhas bonecas!

Hoje sou eu que tenho aula virtual

Mais uma aula da pós graduação. Nunca gostei muito das aulas online, prefiro mil vezes as aulas presenciais, os workshops, as conferências... gosto do convívio. A pós graduação tem as duas componentes, presencial e online, mas agora estamos só com as aulas online... Espero que esta pandemia e o estado de emergência passem para podermos retomar as nossas aulas. Temos professores fantásticos, uma turma ótima e temos imensas saudades das nossas aulas e dos nossos convívios. Mal sabia eu quando começámos em setembro que nesta altura todos os alunos, incluindo os meus filhos, iam estar a ter aulas através de plataformas... 

35º dia de quarentena... a minha máquina da loiça...

... trabalha quase tanto como eu! Todos os dias e há dias em que fazemos duas máquinas. Isto de sermos 5 e de fazermos todas as refeições em casa tem que se lhe diga... Só peço muita saúde para esta máquina... e para mim, também! 

14 de abril de 2020

34º dia de quarentena... Nunca quis ser professora primária...

... mas hoje começámos o terceiro período e, devo dizer, que hoje até correu bem. Não é uma estreia, estamos neste modo há várias semanas, mas a diferença é que vai ser todo um período letivo em casa e já temos plataformas e tudo pronto para as aulas online. E é como dizia o meu filho mais velho: nem me pude despedir da escola, das pessoas, dos amigos... nem tivemos a festa de finalistas nem o passeio com a professora... 
Quando hoje fui buscar uns livros que ele tinha deixado ficar na escola, enquanto esperava que a auxiliar os trouxesse, fiquei a olhar nostálgica, e lembrei-me da fotografia que lhe tirámos no 1º ano, quando entrou pelo portão... e como o tempo passou... entretanto, voltámos a ser pais, mudámos de casa... e agora estamos em isolamento social. 
É verdade, a nossa vida mudou de uma maneira, o mundo está fechado... e não sabemos como e quando é que isto vai acabar. E eu que há uns meses estava preocupada com as férias do verão e o atl dos miúdos, especialmente da mais nova... sem imaginar que ia estar meses e meses fechada com os miúdos em casa... 

Em casa subimos às paredes...

... nos nossos passeios subimos às árvores! 


Continuamos a sair, nem que seja 30 minutos, sozinhos, em isolamento, para esticar as pernas, apanhar vitamina D e espairecer a cabeça. Tudo com os devidos cuidados e indicação do pediatra dos meus filhos, que acha fundamental um pequeno passeio higiénico por dia, principalmente porque vivemos numa casa muito pequena. E temos a sorte de ter espaços verdes ao lado de casa, que nos permitem estas saídas. 

13 de abril de 2020

A frase mais hilariante do meu dia...

Quando o filho mais velho diz que podíamos ter mais um filho. Ele queria mais um irmão para jogarem às escondidas. Estive uns 5 minutos a rir... mas foi dos nervos!! Mais filhos??? Só mesmo para rir!!

Hoje a Educadora da minha filha ligou-lhe...

E foi uma alegria tão, mas tão grande, como eu não via há muito tempo. Estiveram uma hora em vídeo chamada, a Kika fez jogos, mostrou os brinquedos, na sua cozinha preparou um café e uma pizza, cantaram o "Bom Dia"... Custou-lhe tanto desligar, estavam as duas emocionadas, cheias de saudades uma da outra... Está a ser difícil esta separação, esta mudança na vida dela, longe da educadora que ela adora, da auxiliar maravilhosa e dos amigos... eram todos novos, a Kika só entrou para este JI público em setembro, mas ganharam lugar cativo no coração da minha filha. 

33º dia de quarentena e uma nova semana

Começa o 3º período letivo e eu esta semana vou estar mais dedicada aos miúdos e à minha pós graduação. Entreguei os meus trabalhos a semana passada e esta semana estou mais liberta para ajudar os meus filhos neste novo período escolar. 

Ementa semanal:

2ª feira
Almoço: Massa com salmão e queijo creme
Jantar: Bifes de perú com cogumelos e arroz

3ª feira
Almoço: Arroz de peixe
Jantar: Frango guisado com esparguete

4ª feira
Almoço: Douradinhos com arroz de cenoura
Jantar: Feijoada magra

5ª feira
Almoço: Massa com cogumelos e bacon 
Jantar: Arroz de couve e salsicha fresca - é a versão simples da salsicha com couve enrolada

6ª feira
Almoço: Omolete de queijo e fiambre
Jantar: Lasanha com salada

12 de abril de 2020

31º e 32º dias de quarentena

Os miúdos fizeram desenhos a desejar Boa Páscoa, que colocaram nos elevadores do prédio e fomos deixar à porteira - senhora muito querida, que está a sofrer com a ausência da neta pequenina e que vive sozinha, porque já é viúva - e à nossa vizinha de patamar, que já tem 89 anos e vive sozinha, um desenho dos miúdos e um folar. É impressionante como pequenos gestos fazem a diferença no dia das pessoas. 

Depois da manhã de sábado nas limpezas a fazer as camas de lavados, limpar, esfregar e aspirar até a casa estar a brilhar - ao sábado de manhã é o nosso dia de limpezas e a vantagem da casa ser pequena, toda nova e termos feito um grande destralhe quando mudámos em dezembro de 2018 é que se limpa muito bem -  Voltámos à rua, com todos os cuidados, para mais um passeio higiénico, fazer ginástica e esticar as pernas.

Quando chegámos a casa tínhamos uma travessa de arroz doce ainda morno, que a porteira tinha feito para o nosso almoço de Páscoa. Que delícia! 

No domingo de Páscoa fomos visitar a avós, bisavó, tios, primos, compadres e amigos mais especiais à janela. Foi uma bela surpresa e apesar da distância foi bom ver as caras e falar sem ser pelos ecrãs. Mais uma vez mantivemos as distâncias e as normas de segurança.  

O fim de semana passou-se melhor. Já são muitos dias fechados em casa e quando percebemos que estamos a começar a fritar é melhor sair, em segurança, para não perder totalmente a sanidade mental. Vão ser muitos meses em casa e temos de ir renovando algum equilíbrio físico e mental, tão fundamental para aguentarmos os dias que se seguem. 

10 de abril de 2020

30º dia de quarentena

Neste dia feriado não trabalhámos e os miúdos não fizeram fichas. Aproveitámos e fomos fazer um passeio higiénico, jogar à bola e eu fiz ginástica com a app do meu ginásio ao ar livre. Estava a ficar muito impaciente, irritada e sem paciência e precisava de apanhar sol, sentir o ar na cara. E os meus filhos também precisavam de libertar energias porque estavam muito implicativos e bulhentos. 

9 de abril de 2020

O meu novo mantra - paciência!!!!


Muita paciência e se calhar uns comprimidos anti nervos, não sei... valium??? Ou vinho! Ainda nem contei ao filho mais velho, que está num desgosto profundo por não estar com os amigos no último ano todos juntos na mesma escola... 

28º dia de quarentena - está confirmado o 3º período letivo

As crianças vão mesmo ficar todo o 3º período em casa. Era quase certo, eu sei, mas acabei de ouvir a confirmação. Que a Santa Paciência me ajude e me ilumine... Estou tão saturada. Vou fazer um bocadinho de meditação... e muitos exercícios de respiração... (É isso ou mandamos os miúdos para a Suécia e Noruega, que começam já as creches e escolas para a semana...) 

28º dia de quarentena - instalei uma app de meditação

Instalei esta app ontem e já fiz várias práticas, incluindo uma caminhada Mindfullness. Sinto-me em baixo de forma, física e emocionalmente. E espero que as pequenas meditações que vou fazendo ao longo do dia me ajudem a estar mais tranquila. 

8 de abril de 2020

27º dia de quarentena

Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém.Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém. Hoje tenho de ir fazer uma caminhada. Preciso de estar sozinha e de não ver ninguém.

7 de abril de 2020

26º dia de quarentena - bater as palmas às 21h30

Estava a estender roupa quando começo a ouvir bater palmas. Eram 21h30m. Não tinha ouvido falar de nenhuma corrente (depois vi que era pelos médicos), mas como estava a deitar os meus filhos pensei que eram os pais a festejar ser hora dos putos irem dormir! O meu filho mais velho ofendeu-se um bocado e o meu marido disse que se fosse esse o motivo das palmas havia muito mais estardalhaço e não apenas meia dúzia de pessoas! Não sei... mas eu estou tão cansada e a ficar com pouca paciência (birras, trabalhos, cenas da casa...) , isto de estarmos todos fechados em casa está a ser duro.

26º dia de quarentena

O trabalho doméstico é aquele que nunca está terminado e agora, em que estamos 5 pessoas, a viver fechadas, 24h sob 24h sempre em casa, a máquina a louça não pára, a cozinha está sempre a bombar, o frigorífico esvazia-se depressa, o lixo é muito e temos de estar sempre a ir despejar, e a roupa acumulou devido à chuva. Apesar de hoje não chover está humidade, mas mesmo assim estou a lavar a roupa toda e vou à lavandaria self service secar. Vou com todos os cuidados, não vou tocar em quase nada, levo o meu cesto e desinfecto as mãos. Mas não consigo continuar a acumular roupa. 

6 de abril de 2020

Nesta semana de qaurentena, esta é a vista do meu escritório...

O meu marido está de férias esta semana e por isso é ele que assegura mais os miúdos durante o dia e eu posso ficar mais resguardada e sossegada no nosso mini escritório que improvisámos no nosso quarto e que se tornou num dos espaços mais acolhedores da casa. Esta é a minha vista. Vejo a chuva, vejo os pássaros e reparo que nos últimos dias as folhas ficaram verdes... é a primavera a acontecer lá fora.  

Escola virtual para todos!

No início do ano letivo tínhamos comprado a escola virtual para o filho mais velho, do 4º ano, mas quando entrámos de quarentena e esta plataforma ficou disponível para todos criámos um registo para o filho do 1º ano, que se rendeu completamente a este método. Hoje foi dia de criar um acesso para a mini cá de casa, do Jardim de Infância. E correu super bem. Ela gostou imenso e fez tudo, com jeitinho, e aprendeu a usar o rato!

25º dia de quarentena e uma ementa semanal

2ª feira
Almoço: Para aproveitar umas sobras de carne, fiz estes croquetes maravilhosos.
Jantar: Entrecosto assado no forno com arroz de coentros

3ª feira
Almoço: Hambúrgueres com puré de batata doce e salada
Jantar: Lulas estufadas

4ª feira
Almoço: Rolo de carne com esparguete e esparregado
Jantar: Filetes de peixe no forno com puré de batata

5ª feira
Almoço: Massa com salmão e queijo creme
Jantar: Peito de frango assado (tempero com cerveja, ervas e azeite de véspera) com arroz e salada

6ª feira
Almoço: Massa com cogumelos e fiambre e ovo
Jantar: Lasanha com salada

Mais um fim de semana (23º e 24º dias) de quarentena

Aqui em casa fazemos questão de marcar os fins de semana para nos mantermos orientados e diferenciarmos as rotinas da semana da descontração do fim de semana. Aos sábados de manhã é tempo de limpeza a fundo da casa. Custa, mas tem de ser e sabe muito bem ter a casa a brilhar depois de bem limpa. Este sábado dispensámos os miúdos e eu e o maridão despachámos tudo sozinhos. Este fim de semana descobrimos uma nova série na Netflix, à qual estamos completamente rendidos. Fizemos uma maratona no sábado à noite, depois de deitarmos os miúdos e domingo à tarde dormi uma bela sesta. 

Estou cansada desta quarentena, muito preocupada com o que vem depois, preocupada com os nossos rendimentos e trabalhos. O meu principal cliente entrou em Layoff e para já não tenho mais encomendas. Surgiu outro cliente, outro projeto, que espero que vá para a frente e tenho muitos trabalhos da pós graduação para fazer. É ir vivendo um dia de cada vez. E acreditar que vamos ficar bem. Boa semana.

3 de abril de 2020

Quarentena - 22º dia

Fizemos pão em casa! Cá em casa somos todos absolutamente fãs de pão. A padaria do bairro continua a fazer pão, com todas as medidas de segurança adotadas devido ao Covid 19, mas evitamos sair todos os dias. Quando lá vou compro às 30 bolas de mistura e depois congelo, mas ontem vi esta receita do blog " A Pitada do Pai" e apeteceu-me fazer. Com a ajuda do meu filho Afonso fizemos a massa, levedou 18h e hoje de manhã foi para o forno a tempo do pequeno almoço. Não sabia como iria ficar, mas ficou divinal! E é super fácil de fazer!
 

2 de abril de 2020

Coisas que a minha filha aprendeu!

A partir ovos! Ela é agora a nossa especialista e vem à cozinha sempre que é preciso partir ovos! Fica tão contente! Haviam de ver! E já não se desmancham! 

Quarentena - 21º dia - Quando se comemora o dia internacional do livro infantil

Eu adoro livros infantis, trabalho com eles, já escrevi alguns, tenho formação na área e adoro as emoções, os afetos e os momentos de partilha em torno do momento de leitura de um livro infantil. Hoje é o Dia internacional do livro infantil 2020 e comemora-se hoje em função da data em que nasceu o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, em 1805.
Partilho convosco a alguns dos preferidos dos meus filhos. Boas leituras aos mais pequenos!

1 de abril de 2020

Leituras juvenis


O meu filho mais velho está rendido à coleção "O Diário de um Banana" e todas as noites tem permissão para ficar a ler um bocadinho até mais tarde, sozinho, no sossego do andar de cima do seu beliche.

Quarentena - 20º dia e uma sugestão de leitura


Chegou a encomenda com livros para todos. Eu requisitava muitos livros na rede de bibliotecas, por uma questão de poupança de espaço e de dinheiro, porque leio tanto, há livros que nunca mais releio, e foi uma forma que encontrei para ler tudo e só comprar os mais especiais, para mim e para os miúdos. Mas com as bibliotecas fechadas comprei este livro da Isabel Allende. Estou a precisar de um bom romance à hora de deitar, e escolhi este porque também relata tempos de provação, de guerra e de superação.




"Espanha, final da década de 1930. A vitória iminente das tropas franquistas na Guerra Civil obriga milhares de pessoas a abandonar o país, numa perigosa viagem através dos Pirenéus. Entre eles, Roser Bruguera, uma jovem viúva, e Víctor Dalmau, médico e irmão do falecido marido de Roser.
Em França, conseguem embarcar no Winnipeg, um navio fretado pelo poeta Pablo Neruda que transportou mais de 2 mil espanhóis até ao Chile - essa «longa pétala de mar, de vinho e de neve» -, onde são recebidos como heróis.
Víctor e Roser integram-se com sucesso na vida social do país de acolhimento, durante várias décadas, até ao golpe de Estado que derruba Salvador Allende, parceiro de xadrez de Víctor Dalmau. Os dois amigos de toda uma vida são de novo forçados ao exílio, mas, como diz a autora, «se vivermos o suficiente, todos os círculos se fecharão».


Isabel Allende propõe-nos uma viagem através da História do séc. XX, pela mão de personagens inesquecíveis que descobrirão que numa só vida cabem muitas vidas e que, por vezes, o difícil não é fugir, mas regressar."