30 de outubro de 2016

Mães de muitos filhos pronunciem-se!

O fim de semana foi perfeito. Muito sol, muito passeio, festas de aniversário... Mas depois há também o lado das birras, do choro, dos irmãos a baterem-se, do não quererem a sopa... Ter 3 filhos sempre foi o meu sonho, adoro-os, amo-os, adoro ser mãe, mas há alturas em que sinto que eu e o meu marido nos perdemos no meio de tanta tarefa e logística que 3 filhos tão pequenos exigem. E se a bebé não quer a sopa o mais velho não quer fazer os trabalhos de casa... Entre a parte deliciosa de estar com eles ao fim de semana em programas que eles gostam e depois a logística de alimentar, vestir, lavar e deitar esta malta toda o que resta de nós os dois são duas almas mortas e exaustas, que adormecem mal se sentam a ver uma série na televisão... Não temos quem fique com os três para um programa a dois. Fomos jantar fora sozinhos uma vez, penso que em Março ou Abril, graças a um compadre fantástico e à sua família, mas não foi fácil para eles e a Francisca estranhou... Tenho saudades de ir com o meu marido jantar fora, beber um vinho, conversar, dançar, ouvir música, namorar... Só nós os dois. Às vezes tenho medo que no meio de tanta fralda, banhos, birras ao jantar, noites mal dormidas, zangas e stresses nos percamos um ao outro... É tão fácil... E nós sabemos o que nos está a faltar, do que temos saudades, do nosso tempo a dois... mas depois temos a Francisca ainda muito pequena, a minha mãe que não fica com os 3, a Francisca que ainda é dependente e no último ano fomos 1 vez ao cinema, 1 vez jantar fora os dois... E estamos a sentir falta. Muita falta. Temos uma família gigante, mas as pessoas têm as suas vidas e não confio na sobrinha mais velha para ficar com os dois, ficou com os dois, mas com os três é mais complicado, e as minhas cunhadas têm os filhos delas e as vidas delas... E não temos uma babysitter de confiança, principalmente por causa da Francisca que ainda requer uns cuidados diferentes... E as semanas passam, o meu marido vai umas noites jogar padel para descomprimir e conviver, eu tento ir ao ginásio fazer umas aulas express de meia hora que me sabem pela vida e é isto... Não é mesmo fácil. E não me estou a queixar. Não me conseguiria queixar quando ao meu lado tenho uns grandes amigos com uma das filhas no IPO com um prognóstico para lá de reservado, mas sinto que estou cansada, estamos cansados e precisávamos tanto de namorar um bocadinho, de nos rimos mais, de bebermos um bom vinho e de dançar... Nós adorávamos o Lux e apetecia-me começar com um jantar bom, algures no Bairro Alto e acabar a dançar no Lux... sem mais nada nem ninguém a não ser nós. Porque o nós é uma grande parte de mim. E tenho saudades.

O nosso domingo em imagens!

A aproveitar o sol e o calor!

Coisas que não me fazem sentido!

Colégios grandes, altamente reputados e onde os pais pagam uma pipa de massa fecharem amanhã! Acho uma vergonha das vergonhas! Os pais que metam férias, chamem as avós, as tias ou as nanny's! Acho um abuso. Dos meus 10 sobrinhos só os meus filhos não andam no privado e foi sempre assim... Os meus na IPSS (berçário, creche e jardim de infância) sempre com a escola aberta, sem pontes e fins de semana prolongados, e os meus sobrinhos sempre com a escola fechada ora no Carnaval, semanas inteiras no Natal e na Páscoa... Agora no 1º ciclo é igual. Na pública têm aulas, o colégio "dá" fim de semana prolongado... Não sei, se calhar sou só eu que não acho normal!

28 de outubro de 2016

Boa sexta feira!

Um projecto meu ganhou um concurso e eu dei por mim a olhar para trás e a pensar que na correria do dia a dia às vezes nem me apercebo que tenho tudo o que sempre sonhei: sempre quis casar e ter uma família grande, ter três filhos e viver da escrita! E tenho tudo isto em bom! Ou seja, uma família grande e alargada que me chegou com um casamento muito feliz (com altos e baixos, claro está, dias melhores e outros piores...), tenho 3 filhos maravilhosos, que felizmente não são perfeitos, mas que são muito melhores do que eu poderia imaginar, e muito mais trabalhosos, desafiantes... e vivo da escrita! E vivo bem! Faço o que adoro e sou paga por isso! Do que eu sonhava e imaginava tudo se concretizou em real! E acho que isso é mesmo muito bom e tenho de agradecer com todo o meu coração!

27 de outubro de 2016

Uma 4ª feira diferente!

A 4ª feira é o dia em que eu estou menos tempo com os mais novos para levar o filho grande à natação, mas ontem trocámos as voltas todas (o pai não estava, o padrinho como sempre deu uma mega ajuda, obrigada, compadre!!! És o melhor padrimho do mundo!!!) e eu fiquei com os mais pequenos... E enquanto a mana brincava no tapete eu e o Afonsinho lemos um livro, a pedido dele...

Adorei sentar-me no chão com ele, contar a história sem pressas e com a atenção exclusiva ao meu filho do meio... Antes ainda fomos ao parque aproveitar estes fins de tarde de Outono com temperaturas de verão! Foi bom!!

26 de outubro de 2016

Quem se junta ao Bairro do Amor?

Nesta altura em que anda tudo a destralhar armários e gavetas para trocar roupas e ver o que serve ou não serve que tal separarem o que já não tem utilidade por aí para lhe dar uma nova vida? Se está estragado, não, mas tudo o que estiver em bom estado e limpinho pode ir directamente para a Loja do Bairro do Amor. O que vos parece? Também vale dar uma volta nos brinquedos que os miúdos já não ligam, afinal têm tantos e tantos que nem sabem o que escolher. E escolher é coisa que estas crianças desfavorecidas não estão habituadas a fazer, recebem o que lhes dão nas instituições e já está... E é nisto que a Loja do Amor é mágica. E as crianças vão poder cirandar e escolher o que mais gostam, como se fosse uma verdadeira loja! Lindo, não é?
"A 3 de dezembro de 2016 repetiremos a nossa Loja do Bairro do Amor para crianças desfavorecidas que neste dia vão ter a oportunidade de escolher roupa, calçado, material escolar e brinquedos, num acesso democrático a uma experiência de “compra".
Até dia 26/11 temos os seguintes PONTOS DE RECOLHA DE DONATIVOS para a Loja do Bairro do Amor:

LAR NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO
Rua Santos Pousada, n.º 182 | 4000-478, Bonfim, Porto
De Segunda a Quinta feira, das 9:00h às 11 horas

CAFÉ INOVADOR
Travessa da Mouta n.º 150 | 4470-089 Maia
Das 7:00 às 22:00 horas, de Segunda-feira a Sábado.

CLÍNICA DR. FERNANDO PÓVOAS - PORTO
Av. Fernão Magalhães n.º 1585 | 4350-170 Porto
De segunda a sexta feira das 9:00 às 19:00 horas.

CLÍNICA DR. FERNANDO PÓVOAS - LISBOA
Estrada da Luz, 90 - 11ª - Sala E
1600-160 Lisboa
De segunda a sexta feiras, das 9:00 às 19 horas.

INDOOR KARTING CALDAS DA RAINHA |
CALDAS DA RAINHA
Rua João Reis, Zona Industrial
De Terça feira a Domingo, das 16:00h às 00:00horas

CINTA, LDA. - SINTRA
A/C: ROSA SANTOS
Terrugem
2705-869 Terrugem | Sintra
De segunda a sexta feira, das 8:30 às 17:30h.

Ao deixar o seu donativo (roupa, calçado, brinquedos e material escolar), identifique-o como sendo para a Loja do Bairro do Amor.
Para qualquer esclarecimento, por favor contactar: porto@bairrodoamor.com"


E se ainda não são vizinhos do Bairro do Amor, juntem-se a nós, aqui! Vemo-nos lá!!!

Trabalhar a partir de casa

Estes dias em que estou em modo mãe solteira com as crianças falei com o meu chefe e ele não se importou nada que eu ficasse a trabalhar a partir de casa, de modo a ser mais fácil gerir o trabalho e as crianças e para evitar ficar presa em filas de trânsito. Tenho um trabalho que se pode fazer muito bem em casa, a empresa não se opõe nada a este regime e cada equipa/pessoa vai gerindo a sua vida... E devo-vos confessar que estes dias me estão a saber muito bem. Adoro trabalhar em casa, faço uma óptima gestão do meu trabalho, e ainda consigo estender uma roupa ou adiantar alguma coisa numa pausa... E, o melhor de tudo é que posso ir almoçar ao meu sítio de sempre, mesmo ao lado de casa... 

E hoje comi as primeiras romãs do ano e comecei a ler um livro novo! Boa quarta-feira!

25 de outubro de 2016

Eu, num dos meus sítios preferidos, um almoço delicioso e o silêncio de um livro

... e um saco com fruta do mercado e um molho de coentros para o arroz! Parece sábado, mas não é... Fiquei em casa a trabalhar e aproveitei para ter uma hora de almoço só para mim, num dos meus sítios do costume, onde somos da casa... Hoje estranharam ver-me sem filhos, eles que dão sempre vida extra a este recatado café maravilhoso, onde a dona os recebe com bolachinhas em forma de coração e até lhes guardou as miniaturas do Lidl... Gosto de sítios assim, onde nos conhecem pelo nome, onde sabem o que gostamos, onde a música é serena, onde o mimo e o cuidado está em todos os pormores de simplicidade e beleza, onde o café é aromático, o chão é de mosaico hidráulico e onde os pequenos almoços de sábado são grandes e demorados... É um dos nossos segredos.

Sou uma mulher nova!

Por favor, querida filhota linda do meu coração, podes fazer sempre assim? Tu até já sabes dormir a noite toda, vês? Foi tão bom!!! Deitei a bebé às 20h e depois fiquei a deitar os rapazes e no mimo até às 22h... com o mais novo, que o mais velho adormeceu logo depois da história da noite. Pensei no que haveria de fazer e decidi ir para a cama ler. Apetecia-me ver uma série, mas achei mais sensato ir ler para a cama para adormecer cedo enquanto a piolha dormia. Li uma hora e tal e depois dormi até à 1h30 altura em que a Patanisca pediu biberão. Bebeu o leite e dormiu até às 7h30! Pelo meio o Afonso precisou de mudar o pijama e de assoar o nariz e pediu para dormir comigo. Deixei. Por volta das 6 e meia veio o mais velho enroscar-se. Dormi até ao despertador tocar com um dos meus meninos de cada lado... Estava tão bom! Depois foi preparar os pequenos almoços, vestir, ligar ao pai a desejar um bom dia e chegámos à escola antes das 9!! Prova superada e uma mãe que dormiu bem e descansou! Estava mesmo a precisar de uma noite de paz. Obrigada, filhotes queridos. E a manhã também correu lindamente!

24 de outubro de 2016

Que chuvada!!

Não sei como é que vou buscar os mais pequenitos à escola debaixo desta carga de água... e depois ainda temos de ir buscar o mano! Vou estrear as minhas galochas velhas:-))) gabardines e afins... 

É tão bom este tempo, não é? Então para o leva e trás das escolas, põe no carro, tira do carro, toma lá o chapéu, filho... olha as poças, anda cá. Ai que me vai cair o chapéu de chiva, ai não, é a carteira, não, é a mochila dos brinquedos... desde que não caia a miúda, tudo bem! Vamos a isto!! E o truque é um par de galochas para os rapazes e para mim dentro do carro, porque dá para transformar um problema numa festa de saltos nas poças!! E com a água da chuva na cara há menos riscos de eu adormecer em pé!!!

Desejos secretos...

Tudo o que eu queria era poder dormitar no sofá, enroscada numa manta, a ver o Brothers & Sisters que nunca vi e que estão a dar outra vez na televisão. Era isso, um banho de emersão bem quente, uma cama e uma noite de seguida até ao dia seguinte. Ia acordar fresca e fofa... Em vez de me sentir de ressaca, eu que não bebo álcool há quase 2 anos...

O que eu preciso de uma noite inteira de sono!!

A minha Patanisca já tem 9 meses e não dorme uma noite seguida! Socorro!!!!!! Estou a cair da tripeça. Esta noite ela acordou de hora a hora... Ora bebia biberão, ora mamava... Que despero. E eu com frio e cheia de sono e um bocado ranhosa e desesperada. Não sei o que se passa para ela estar a dormir cada vez pior... Não sei se é de se conseguir sentar, que agora ao despertar senta-se logo a falar... Não sei. Em 9 meses e pouco dormiu 2 noites seguidas... 2 noites!!! Pensava que o biberão à meia noite iria ajudar, mas não... Nada disso. E eu não sei o que fazer.  Mas precisava mesmo que ela começasse a dormir a noite inteira. Pelo menos, os manos dormiram directos e sem xixi's ou pesadelos... Mas a boneca...

Do nosso fim de semana!

No sábado fomos à Kidzania para o aniversário dos 30 anos da Chocapic e, como não poderia deixar de ser, foi um sucesso! Nada como juntar os cereais que os miudos adoram a uma festa na Kidzania! O filhote grande adorou ir à fábrica da Chocapic aprender a fazer os cereais, mas o mais pequenino cumpriu um sonho: Andar na ambulância do Inem! Se vissem a alegria! Obrigada Chocapic por este convite tão doce! 

No domingo fomos ao Teatro ver uma peça da Cativar no Museu Nacional do Teatro e da dança. E foi um espectáculo! 
A peça é maravilhosa, o cenário e os adereços muito ternurentos e fartei-me de rir! levei os meus rapazes e uma amiga levou os rapazes dela e foi uma manhã fantástica. Se nunca assistiram a nenhuma peça desta companhia vão lá com os mais pequenos porque vale mesmo a pena. Espreitem aqui a programação da Cativar.

21 de outubro de 2016

Um novo livro na nossa biblioteca

Chama-se Livro sem Bonecos e exige muito de quem conta a história para soltar verdadeiras gargalhadas! 


Lá em casa correu bem, mas hoje andei a espreitar outras formas de contar para me inspirar na minha performance!


E ainda a versão Brasileira:




A escola pública

Ontem o meu filho fez uma asneira na escola. Contou-me (tenho sorte que ele me conta tudo ou quase tudo, mas o importante conta sempre, e espero que assim continue) e eu zanguei-me com ele pelo que ele tinha feito. E escrevi uma nota na caderneta a pedir uma reunião com a professora titular para perceber melhor o que se tinha passado porque fiquei triste com o comportamento do meu filho... E ela ligou-me há bocado a tranquilizar-me e a falar um bocadinho sobre ele na escola... e disse: não se preocupe, mãe. Ele é um miúdo traquinas, mas bem educado e o que ele fez foi para defender um amigo e ficar bem visto no grupo. Falámos um bom bocado e ela tranquilizou-me bastante. E gostei de saber que ela se preocupa não só como professora, mas como mãe. Ela tem dois filhos da mesma idade dos meus rapazes e não quis que eu ficasse todo o dia preocupada... Ela fez questão de me tranquilizar ao telefone, com uma conversa, onde até deu o exemplo de uma atitude semelhante do filho dela, em vez de escrever uma nota fria de volta na caderneta da escola. Há quem ache que o acompanhamento na escola pública é pior que nas escolas privadas e que os miúdos andam um bocadinho à deriva. Pois eu gosto de dizer que em quase 2 meses de escola a minha opinião é a melhor, a todos os níveis. E a comunicação casa/ escola funciona muito bem e eu fico descansada porque sei que a professora está atenta e disponível do outro lado, o que é fundamental para um bom acompanhamento do meu filho. E quando surgem questões, resolvem-se tranquilamente. Claro que infelizmente não será assim em todas as escolas, privadas ou públicas, mas acredito que pais interessados, disponíveis e atentos promovem professores e escolas igualmente atentas e disponíveis.

Hoje o meu coração está com os meus amigos e com a filhota deles...

Depois de uma semana internada em exames, mais exames, mais TAC, mais ressonâncias, transfusões e todo o horror que se pode imaginar e que nenhuma criança de 2 anos devias viver... hoje o diagnóstico está concluído e não é bom. O tumor está em estado avançado e já tem pequenas metástases ósseas... Vai iniciar a quimioterapia rapidamente e vamos rezar muito e confiar na equipa que a acompanha. Esperamos que esta pequenina linda reaja bem à quimio e consiga combater esta terrível doença e que se sinta sempre confortável, acarinhada e muito amada pelos pais, manas, avós, tios, primos, amigos... Há toda uma multidão a enviar boas energias e a rezar por esta família. (Há uma semana a vida destes amigos corria com toda a normalidade igual às nossas, estavam a trabalhar, as filhas mais velhas na escola, a mais nova na creche... e de repente à noite uma dor de barriga leva-os à urgência e começou o pesadelo... ) É uma fragilidade esta vida, num momento estamos bem assoberbados nas nossas rotinas e stresses e de repente... o mundo vira do avesso. Por isso quando pedimos muita saúde para nós e para os nossos filhos ao comer as passas da passagem de ano é mesmo o mais importante que podemos pedir.

As minhas noites são sempre uma incógnita!

Hoje a minha Patanisca acordou às 4, dei-lhe um biberão e a miúda acordou para a vida. Ainda tentei adormecê-la, dar de mamar... Mas nada. A miúda estava pronta para o dia! E lá fui com ela para a sala brincar e ver o Baby Tv. Por volta das 6 peguei-lhe ao colo, enrosquei-a e ela adormeceu. Devolvi-a à cama e dormi... Não muito, mas o suficiente para hoje conseguir fazer alguma coisa. 

20 de outubro de 2016

Dia Mundial de Combate ao Bullying

Pode acontecer a todas as crianças e como pais temos de estar atentos e muito alertas. Este ano, nos primeiros dias da nova escola, do novo ciclo, o meu filho queixou-se de um colega... ao início até eram amigos e depois o outro começou a disparatar. Escrevi uma nota à professora titular para estar atenta. Ela falou com os dois. O assunto ficou automaticamente resolvido. Penso que algumas questões, alguns dos casos mais simples, podem ser resolvidas se forem de início, se não se formar uma bola de neve de violência/silêncio/culpa/humilhação... Por isso é que fundamental falarmos com os nossos filhos, se os ouvirmos sem pressas, sem esperarmos respostas automáticas... O meu filho contou-me o que se estava a passar já Às escuras, no momento de mimo depois da história e antes de dormir... E eu acho que este é um momento privilegiado para estarmos com os nossos filhos, sem interrupções, sem distracções... só nós e eles a fecharmos o dia, com todas as tarefas e rotinas feitas e só nós e os nossos sentimentos. Mais informações, aqui no site da APAV.

Sou Fã do Papa Francisco!

Este Papa Francisco é o MAIOR! Ora leiam aqui mais estas palavras sábias! É tudo o que a igreja precisava para chegar a todos, para tirar a igreja de dentro das igrejas e para a trazer para as nossas vidas, as nossas famílias... É o Papa da proximidade, o Papa de quem todos gostamos, o Papa de todos nós... Se eu já adorava o Papa João Paulo II este Papa veio dar continuidade a esse caminho de Amor e de proximidade com todos nós. E tive tanta pena de não ter visto o Papa quando estivemos em Roma.

O berço que vai revolucionar a vida dos pais

É apresentado e vendido como o "O berço que vai revolucionar a vida dos pais", mas a mim não me convence. Não gosto deste berço

 

Acho tudo tão frio, tão pouco humano... tão pouco caloroso. 


E tudo o que os bebés precisam é de calor humano, de sentir o colo dos pais, o cheiro da mãe... Isto é demasiado robot para meu gosto... demasiado artificial. e se há coisa que não deve nem pode ser artificial é o contacto pais e filhos. E nenhum berço substitui isso. Mas esta é só a minha simples opinião.

Há dias em que não chego a todos...

Quarta feira é dia de natação e é o dia em que estou mais disponível para o filho grande, mas fico sempre com o coração apertado porque sei que os pequeninos sentem a minha falta. À 4ª saio do trabalho e vou a correr buscar os minis. Levo-os a casa com beijocas e ficam a brincar com a S. Eu saio, vou a pé buscar o filho grande, lanchamos e estamos só os dois, conversamos, damos a mão, mimo exclusivo... Voamos para a natação. E ali está ele uma hora. Eu observo-o orgulhosa da sua imensa evolução... o meu lingrinhas que depois de fazer os testes foi colocado duas classes acima da sua e que dá tudo por tudo naquela piscina onde ainda mal tem pé, mas onde evolui a cada braçada! Ontem aproveitei aquela hora para ler alguma coisa e ia deitando um olho ao meu amor e um olho ao livro. 


E depois liguei para casa. Está tudo bem, assegurou o marido. Mas o Afonso quer falar contigo: oh, mãe. eu queria tu aqui. Estava a chorar muito. E o meu coração ficou apertado ao saber que o meu filhote só ficou mais contente quando o pai chegou e brincou com ele... Chegámos a casa depois das 20h!!! Este horário é horrível, mas este ano com mudança de escola, novos horários e actividades lectivas tivemos de mudar de piscina e já só tivemos um horário tardio. Paciência. É só uma vez por semana. E depois chegámos a casa e fui coberta de beijos do meu filhote Afonso, a Patanisca grudou no meu colo, jantei com o mais velho e ainda dançámos todos e houve histórias e muitos beijos. Como cheguei tarde estava cheia de saudades e eles cheios de saudades minhas, que é coisa que também é raro acontecer porque a mãe está sempre ali... Custa estar menos presente neste dia para os mais novos, mas eu sou só uma e eles são três e tenho de me dividir o melhor que posso...

Dizer não, as regras e as culpas dos pais de hoje em dia!

Bom dia!

Hoje a minha Patanisca dormiu até às 7 da manhã! Yeah! O Afonso não fez xixi na cama! Yeah! E vocês acham que eu dormi a noite seguida? Não... Hoje o mais velho teve pesadelos e foi-me chamar para me ir deitar um pouco com ele... Vida de mãe! Mas até dormi bem. Adormeci enroscada no filho grande e depois acordei e voltei para o quarto. Vi que a bebé dormia bem, deitei-me e foi até tocar o despertador. Coisa rara!

19 de outubro de 2016

Dar sangue!

Porque estou a amamentar não posso dar sangue... Mas quem o poder fazer... Aqui fica o pedido.


As minhas idas ao ginásio!

Lembram-se de vos ter contado aqui que me tinha inscrito num ginásio? É verdade! É low cost, é perto da escola dos mais pequenos, tem aulas express de 30 minutos e ainda tenho uma amiga (que chegou primeiro como mãe do melhor amigo do meu filho mais velho, mas que agora já é uma amiga...) a fazer-me companhia! Resultado: desde que me inscrevi tenho ido todas as semanas, pelo menos 2 vezes! E sabem que mais? Estou a gostar imenso. Faz-me bem ao corpo e à alma. Ouço músico, transpiro, convivo, rimo-nos a pensar no biquini do próximo verão, já que no passado usei fato de banho!!!  No peso ainda não noto nada, mas sinto-me melhor e acho que já perdi volume na barriga e anca e esses pneus aí... A minha aula preferida é a 3B, que significa bum bum Brasil e a ideia é ficar com um bum bum mesmo jeitoso ao som de música Brasileira! A minha faixa preferida é cantada pela Rita Lee...


Hoje dormi 6 horas seguidas!

A Patanisca bebeu leite à meia noite e meia e eu só acordei às 6h30... e não foi a bebé que acordou. Ela só acordou Às 7h com o meu despertador. Quem me chamou às 6h30 foi o Afonso, que tinha feito xixi na cama... Mudei-lhe os lençóis, zanguei-me ligeiramente com ele (porque ele já é crescido, porque já não fazia xixi na cama há muito tempo, que ele sabe ir à casa de banho sozinho...) beijei-o, tapei-o e lá fui mais um bocadinho enroscar-me para a cama... Mas hoje sinto-me bem melhor depois de 6 horas de sono seguidas. Estou nova!

18 de outubro de 2016

Aquelas perguntas...

No carro. Eu com os dois mais novos a caminho de casa. (Faço sempre perguntas, conto do meu dia, quero saber tudo, tento ir direccionado e afunilando as perguntas para ser mais fácil para ele responder...)
- Então, Afonso, foi bom o teu dia? O que é que gostaste mais? A Ana contou uma história?
e diz ele com um ar curioso, olhando-me como se eu fosse totó;
- Oh, mãe! Porque é que perguntas sempre isso? Perguntas sempre.

E lá lhe explico que gosto de saber como é que ele passa o dia, que gosto de lhe contar o que comi, o que gostei mais, e que gosto de saber o que ele fez na escola... E lá faço novas perguntas e ele lá vai respondendo... Mas sempre um bocado desconfiado.

O meu filhote do meio...

Voltou aos xixis na cama. Todos os dias faz. E depois diz que é para ir dormir para a nossa cama, que quer ser bebé outra vez.  Sempre que sou eu a acudir a meio da noite eu mudo-lhe os lençóis e deito-o na cama dele, mas como muitas vezes estou a dar de mamar... como se ele pressentisse que a mana está a ter um momento especial comigo... é o pai que o vai buscar, muda-lhe o pijama e trá-lo para junto de nós... E nunca mais saímos disto. Ele já nos disse que faz xixi de propósito... para ser bebé outra vez. Já tenho o contacto da psicóloga e vou marcar a primeira consulta, o problema é que é suposto ir eu e o meu marido e ele vai estar fora em trabalho e por estes dias hibernou para preparar as reuniões e formações que vai dar... E quando ele for para fora e eu ficar sozinha com os três as noites vão ser bem duras sem ninguém com quem partilhar choros, xixis, pedidos de colo e de mimo... E eu sou só uma e às vezes eles precisam os três de mim, ao mesmo tempo, para coisas tão diferentes... E saber que à noite não tenho o meu marido comigo custa-me... ele faz-me falta, não só pela companhia, pelo nosso tempo como casal, como pela ajuda, como por saber que ele está ali, enroscado a mim, e que somos uma equipa... 

17 de outubro de 2016

Este mais velho tem cada uma!

Ontem à mesa, o meu maridão olha para o pastelão do nosso filho mais velho, que continuava a olhar para o prato com o jantar, depois de todos termos acabado à séculos (eu já estava a deitar os mais pequenos) e diz: Deus me dê paciência para aturar este meu filho... E responde ele, num tom meio confidente: oh, pai! Não acredites nisso. Deus é só uma lenda para fazer com que as pessoas como a avó vão à missa e lhes dêem dinheiro! E depois ainda acrescenta! É como a Fada dos Dentes e o Pai Natal. Não existem! São lendas. Não sei de onde lhe vêm estes raciocínios, mas ele não é nada religioso. É baptizado, baptizámos os irmãos, nós somos católicos... Eu desconfio que é por causa da minha mãe, que é muito muito religiosa, um bocado chata com esse assunto, confesso, e que às vezes o massacra com as questões da religião... Até porque no outro dia ele disse-me: a avó acha que sabe tudo porque anda sempre na missa, mas não sabe! Tenho vontade de o colocar na Catequese, provavelmente para o ano, quando entrar nos escuteiros porque ele tem tantas questões sobre Deus e a religião que acho que seria muito interessante ouvir quem sabe, mas já com algum sentido crítico... É que se há coisa que este meu filho tem, desde muito pequeno e ele só tem 6 anos, é que ele questiona sempre muito, tem sentido crítico e não acredita em nada só porque lhe dizemos que é assim. E isso é muito bom.

16 de outubro de 2016

Ementa#6

Aqui fica a minha sugestão de ementa para a próxima semana, e como prometido vai durante o fim de semana para quem se quiser organizar com compras e deixar tudo pensado e preparado!

  • 2ª feira
Lombinho de porco recheado com alho francÊs, cogumelos e bacon, receita daqui.
  • 3ª feira
Bacalhau espiritual com salada verde
  • 4ª feira
 Frango com cogumelos e amêndoas, receita daqui.
  • 5ª feira
Rolo de carne recheado com queijo e espinafres, acompanha com arroz de gengibre
  • 6ª feira
Filetes de peixe espada no forno, espreitem a receita aqui.
  • Sábado
Bifinhos de frango com pesto, acompanha com esparguete
  • Domingo
Esparguete com legumes assados

15 de outubro de 2016

Como amiga e como mãe fiquei arrasada...

... Enquanto ontem eu refilava que o peixe estava demasiado assado uns amigos muito queridos estavam no hospital a receber a pior notícia que uns pais podem receber: a filha mais nova, com 2 anos, tem um tumor maligno. Uma dor de barriga levou-os à urgência e a bebé deles já não regressou a casa para junto das manas, mas ficou internada para seguir directamente para o IPO para começar a luta dela... E quando ontem soube isto, praticamente em directo por uma amiga das duas que estava de banco no dito hospital senti as pernas fraquejarem e fiquei em choque. Não podia ser! Chorei, depois abracei os meus filhos que estavam acabados de ir para a cama e chorei. Mal dormi, devo ter passado a minha ansiedade à Francisca porque ela não pregou olho grande parte da noite... A vida corre o curso dela, andamos na lufa lufa do dia a dia, queixamo-nos de tretas, zangamo-nos com os miúdos porque eles saltam e pulam e muitas vezes têm demasiada energia para nós e depois o mundo pára e a fragilidade da vida, a fragilidade dos nossos filhos e de tudo o que damos por certo é abalado... E continuo com vontade de chorar... E de abraçar os meus filhos e enfiar-me com eles numa bola de vidro e protegê-los para sempre.

14 de outubro de 2016

A nossa vida ficou mais feliz e cor de rosa há 9 meses...

... Mas o pequeno filho do meio, o nosso Afonso, não está a conseguir gerir as emoções da chegada da mana. Ao início, houve o retrocesso normal, os xixis na cama voltaram... afinal, ainda nem 3 anos tinha, mas nem voltou a pedir chucha e os xixis pararam... Tentei fazer programas exclusivos com ele, dar-lhe mais mimo e atenção, afinal ele era muito apegado a mim e até achávamos que a coisa estava a correr bastante bem e que ele era doido pela mana. Não havia dramas nem ciúmes por aí além. Os meses foram passando e a Francisca começou a ficar gente, mais interactiva, mais engraçada... E começámos a reparar que ele sempre que se aproximava da mana ficava tenso, nervoso, ansioso... Sempre querido com a mana mas a contorcer-se todo para não lhe fazer mal... Começou a morder a própria língua. Não se magoa, mas dobra a língua... E reparámos que era só com a mana, até porque a educadora garantiu que ele nunca fez tal coisa na sala... Beija-a, abraça-a, mas sempre em tensão e com várias emoções e sentimentos à mistura. Nós começámos a ficar mais atentos e preocupados até porque de vez em quando a arranha ou aperta, garantindo sempre alto e bom som: viste, mãe? E ontem, no carro, olhou para mim no carro depois de eu ter colocado a irmã no ovo e disse: eu queria ser bebé sempre. Expliquei-lhe as boas vantagens de ser mano crescido, as coisas que ele mais adora e que a mana não pode fazer e ele ficou logo contente, mas a verdade é que ele tem ciumes desta bebé que mama, que anda ao meu colo e no marsúpio, que recebe muita atenção e que está sempre feliz. E decidimos que vamos pedir ajuda a um psicólogo ligado à infância que nos ajude e que acima de tudo ajude o meu bebé grande a lidar com os seus sentimentos. Não tenho a menor dúvida que ele ama a irmã! De manhã a primeira coisa que faz é correr até onde ela está para a abraçar, dar beijinhos, pede para lhe dar colo, brinca com ela, abraça-a... mas notamos que o faz com nervosismo... e como mãe sinto-me na obrigação de pedir ajuda porque ele ainda só tem 3 anos e não sabe pedir. Acho que devemos seguir o nosso instinto e o nosso coração. E é o que vamos fazer. Depois conto tudo.


A consulta dos 9 meses

Fui com a Francisca ao Pediatra fazer a revisão e fiquei mesmo convencida que no próximo mês vou ao médico de família. Lembram-se deste post? Eu adoro o pediatra, confio nele mas pagar 80€ para medir, pesar, verificar o perímetro cefálico parece-me um exagero. Ele será sempre o pediatra dos meus filhos, conhece-nos, conhece a família e está lá sempre à distância de um telefona, mas estou cada vez mais decidida a ter o médico de família nas consultas de rotina dos miúdos, assim como nas constipações e outras questões típicas da infância, e depois recorrer a médicos de especialidade, como já temos feito com o alergologista... Em relação à consulta dos 9 meses correu bem, continua uma mini-mini Francisca, só tem percentil 3 de altura, no peso e perímetro cefálico nem lá chega, mas em termos de desenvolvimento está fantástica! Engordou 400 gramas no último mês e já tem 6,800kg para 67 cm de beleza pura!! É a minha ratinha querida!

13 de outubro de 2016

Quando os finais de dia e início de noite são uma para três...

... É duro. É duro para todos. Eu dou os banhos aos rapazes, depois eles brincam ou vêm televisão, depois dou o jantar à princesa enquanto lhes dou o jantar a eles (se o Maridão vier mais tarde não janto agora e como depois com ele), depois é hora de ir deitar a boneca e ela mama sempre um bocadinho enquanto isso eles arrumam os brinquedos e  escolhem o livro da história da noite.. Mas às vezes a boneca demora mais tempo a adormecer, às vezes há bulhas, muitas vezes não arrumam o que desarrumaram e vão ainda buscar mais brinquedos... Quando estou sozinha com eles até os deitar é duro, quero ter paciência, acabar o dia em bem e nem sempre eles colaboram... São crianças e estão mais interessados em continuar a brincar do que em obedecer à mãe que nem está ali no quarto... Umas vezes melhor, outras pior lá vamos levando os nossos dias e os nossos inícios de noite, e sinto que nos falta tempo, tempo para eles estarem mais livres a brincar, mais tempo para eu os deitar com calma e ficar a ler histórias até eles afirmarem, mais tempo para mim depois de os deitar, mais tempo para ler sem cair redonda, mais tempo para ser mais brincalhona com eles, mais tempo para namorar mais com o meu marido e refilarmos menos um com o outro, mais por cansaço, exaustão, ressaca de noites e noites e noites sem dormir do que por falta de amor!! Isto de ter filhos pequenos é uma maravilha, o melhor do mundo, mas que sai do pêlo, sai!! Boa noite.,. Vou ali que o meu marido acabou de chegar!!  

Faz neste preciso momento 9 meses❤️

Que segurei na minha bebé Francisca pela primeira vez!! E que emoção!! Tão pequenina, perfeitinha, cabeluda... A minha menina!! É uma bebé doce, doce!! Trouxe o cor de rosa e o sorriso mais querido de princesa às nossas vidas. Uma bebé feliz que vive a sorrir e que nos derrete o coração sempre que olhamos para ela❤️

12 de outubro de 2016

O meu filho teve aulas ao ar livre!

E podem imaginar a felicidade! Foi na aula de expressão plástica (disciplina de enriquecimento curricular) que foram para o pátio da escola para desenhar os sons que ouvissem. Segundo a professora, que por coincidência conheço bem como mãe da antiga escola, foi o delírio! E sempre que possível e que o tempo permitir ela tenciona levá-los para fora da sala, para um registo diferente e que os estimule. É fantástico quando há professores com vontade de fazer diferente e quando têm o apoio das direcções das escolas. Os miúdos precisam de mais e de melhor. Precisam que não lhes matemos a curiosidade inata, que não os sufoquemos, que lhes ensinemos coisas que lhes despertam a atenção e que os ajudam a pensar...


Imagem fotografada directamente da Grande Reportagem Sic sobre a Escola e o Futuro. Quem não viu, espreite aqui que vale a pena... Só é pena que quem tem poder de decisão não ouça o que é dito, o que é gritante, e não faça as mudanças que são necessárias para adaptar a escola aos miúdos deste século, o século XXI!

11 de outubro de 2016

Já gatinho...

... saio do meu tapete, saltando as boias,e lá me arrasto eu para fazer asneirinhas! Um dos meus sítios preferidos é a mesa da televisão com os Dvd's e os bonecos Infinty para a playstation. Adoro!



Porque é imperativo parar com a exploração de meninas/crianças!


O meu Judoca preferido!

O meu filho grande chegou a casa exultante: A minha professora de Judo é a irmã da Telma Monteiro! Da Telma Monteiro! E diz que eu tenho muito jeito! Depois foi só acalmar os ânimos e suplicar para que ele não uso o irmão para exemplificar os golpes!

10 de outubro de 2016

Estou muito chocada com a reportagem da TVI... Love You Mom!

Não conhecemos a versão dos serviços sociais do Reino Unido, até podemos só conhecer parte dos factos, mas estou muito triste/ incomodada com a reportagem da TVI sobre as crianças que são retiradas às famílias no Reino Unido...



Gostava de ter esta coragem!!

Vi esta reportagem e só me apeteceu agarrar no meu marido, nos nossos filhos e seguirmos este exemplo, eles são "uma família portuguesa largou tudo para viver uma aventura de oito meses. Vão viajar pelo mundo com os três filhos. As crianças têm oito e cinco anos, mas também há um bebé de 17 meses!" Ia ser tão bom para nós enquanto casal, para os nossos filhos cresceram com os horizontes bem abertos e cheios de mundo e para a nossa família que é tantas e tantas vezes engolida nos stresses e nervos do dia a dia... e para quê? Já sei que hoje vai ser um dia de reflexão, de querer mudar... e Adorava ter esta aventura! Até já estou a imaginar que poderíamos usar alguma família que temos espalhada pelo mundo para fazer algumas paragens!! Vou acompanhar esta família, aqui!

Ementa Semanal#5


Bom dia! Aqui fica mais uma sugestão de ementa semanal! Boa semana a todos!
  • 2ª feira
Frango assado com legumes gratinados no forno, com molho de tomate e queijo da ilha
  • 3ª feira
Arroz de couve e entrecosto
  • 4ª feira
Peixe assado no forno com batatinhas, cebola, tomate e ervas frescas
  • 5ª feira
Frango à Brás (para utilizar as sobras do frango)
  • 6ª feira
Pizza caseira
  • Sábado
Festas e mais festas!!
  • Domingo
Empada com salada

9 de outubro de 2016

Dia D na Gulbenkian

Fui de manhã com os miúdos preparada para um dia muito giro, mas nunca tinha ido a estas actividades. Estava uma manhã linda e lá fui com as crianças. E foi fantástico. Começámos com waffles ao pequeno almoço na nova cafeteira, depois de um belo passeio pelos jardins. O momento alto foi o teatro mais pequeno do mundo: Shakespear numa caravana!! Maravilhoso!! Fui com os três e a pequena Francisca assistiu pela primeira vez a Macbeth, adaptará na versão Três chapéus para um rei!! Maravilhoso! Depois assistimos a parte do concerto do grupo Macadame e foi lindíssimo!! A manhã passou a voar e o pai juntou-se a nós para almoçar, até porque ao contrário do pleneado íamos ficar mais um pouco da parte da tarde para vermos mais uma peça de teatro. E foi na confusão da cafeteria, enquanto eu fui para a fila o meu marido ficou na esplanada com a Francisca e os rapazes andavam po ali à volta correndo por ali, apanhando folhas... Mas depois quando eu saí não vimos o Alexandre. O meu marido achava que ele  estava comigo e eu achava que ele estava nas proximidades a brincar. Mas eu estive 15 minutos na fila... E não o víamos desde essa altura. O meu marido foi dar uma volta ali perto e nada... Foi mais longe. E eu com o carrinho de bebé, mais o casaco da mota mais o saco de padel do meu marido e mais o Afonso a querer comer o bolo de chocolate... E começa a secar-me a garganta. O meu marido dá a volta a tudo e nada... Dois pais na esplanada perceberam o que se estava a passar, largaram os seus almoços, pediram-me dicas da roupa e aspecto do meu filho e lá foram eles pelos jardins da Gulbenkian enquanto eu alertava os seguranças. Tudo à procura do meu filho, imensa gente a oferecer ajuda, pessoas a guardarem-me os casacos e sacos para eu estar mais liberta para o procurar, o segurança a dar códigos pelo rádio e eu a tentar não me passar, mas a estranhar imenso ele nunca mais aparecer... Passados uns 10 minutos aparece o segurança com ele, estava enfiado numa sala semi escura com uma instalação artística... Foi horrível. Um pânico. Nós gostamos de lhes dar certa liberdade e responsabilidade, mas já é o segundo susto que apanhamos...  Ele só dizia que tinha estado sempre ali... Que não se escondeu, que estava distraído a ver uma projecção. E nós voltamos a dizer que eles têm de estar sempre a ver-nos, dizer onde estão e ir aparecendo a cada minuto para não ficarmos preocupados. Depois de recuperados deste susto foram com o pai novamente para o teatro. E desta vez conheceram Ofélia!! Tirando este enorme susto foi um dia muito bem passado, num sítio lindo cheio de crianças e famílias a aproveitar este domingo de sol!



8 de outubro de 2016

A minha filhota está uma despachada

A minha filhota já sai sozinha do tapete onde está, arrasta-se/ gatinha até ao brinquedo dos irmãos que quer ir buscar....


.... E depois volta ao mundo dela...

Atira-se de volta lá para dentro e já está!!

7 de outubro de 2016

Estou a ponderar trocar o pediatra dos meus filhos pelo médico de família...

Eu gosto do pediatra dos meus filhos. É reconfortante saber que há alguém à distância de um sms, email ou telefonema, é pediatra de primos, sobrinhos e afins há muitos, muitos anos... É um homem experiente, simpático, atencioso e competente... Mas, de há algum tempo (já grande) a esta parte ando com vontade de passar a utilizar unicamente o médico de família do serviço nacional de saúde. Eu adoro o nosso médico de família, é super competente, atento e prestável. A nossa USF funciona maravilhosamente bem, conseguimos sempre consulta no dia e são todos simpáticos e prestáveis. Quando há varicelas, viroses, ranhocas e afins já não vou ao pediatra, mas sim ao centro de saúde ou à urgência pediátrica do Hospital de Santa Maria. As vacinas também são dadas no centro de saúde. Então, para quê continuar com as consultas de desenvolvimento com o pediatra? Temos vindo a ter pediatra privado porque como temos seguro de saúde as consultas não ficam exorbitantes, mas acho que se calhar não vale a pena... Tem-me custado fazer este corte, até porque já somos amigos e ele é amigo da família, mas eu noto que muitas vezes nas consultas não se acrescenta nada de novo, principalmente porque como sou mãe de 3 já se parte do pressuposto que eu sei tudo... E é mentira. Tão mentira. Tenho vontade de fazer esta mudança, mas tenho algum receio de ficar sem rede... Acho que vou experimentar fazer a consulta dos 9 meses da Francisca com o médico de família e falar abertamente com ele sobre isto...

Já começou mais uma temporada!!!

E eu sou completamente fã destes 3 homens!!! E talvez o meu sonho mais maluco fosse participar neste programa só para poder os conhecer!!!


Aceitam o desafio? "Faz um gesto de bondade. Ajuda uma pessoa a sorrir"

Não fazia ideia de que havia este dia, mas há o Dia Mundial do Sorriso e é hoje! O Dia Mundial Oficial do Sorriso, conhecido como World Smile Day, foi criado em 1999, sendo celebrado desde então todos os anos na primeira sexta-feira do mês de Outubro. Este dia internacional do sorriso foi criado por Harvey Ball, um artista de Worcester, Massachussets. Ball é o criador da imagem do smiley, reconhecida internacionalmente. Todas as atividades deste dia podem ser conhecidas no site oficial da data, que tem como lema: "Faz um gesto de bondade. Ajuda uma pessoa a sorrir".

6 de outubro de 2016

O biberão de leite em pó à meia noite não está a dar resultado...

... A minha Patanisca continua a acordar entre as 4 e as 5 da manhã para mamar! Por isso já não sei se fiz bem em trocar o leite da maminha pelo biberão... Acordamos na mesma...

5 de outubro de 2016

Os meus filhos já viram o primeiro episódio da nova série “ELENA DE AVALOR”!!

Vai estrear dia 8 no Disney Channel, mas os meus filhos foram uns sortudos e foram convidados para a antestreia desta nova série!! 


Foi uma manhã bem divertida, no fantástico Pestana Palace, e os meus filhotes adoraram a série, que promete encantar príncipes e princesas!!! 




4 de outubro de 2016

A maternidade aos olhos do meu amor mais velho

Na história da noite era preciso dar nome a uma das personagens. O meu filho decidiu que a prima da nossa história se chamaria Violeta. Eu contei-lhe que se ele tivesse nascido menina, antes da loucura da Violeta da Disney, se chamaria Violeta. E diz ele: ainda bem que eu tive sorte e não nasci menina! É que as meninas têm de levar vacinas para ter os bebés!! E eu acho um bocado nojento ter um bebé dentro da barriga com a comida toda misturada... 

Apanhados!!!❤️

Mais um momento de ternura com 91 anos de diferença de idades!!! 

3 de outubro de 2016

A amamentação é sempre uma experiência diferente...

A amamentação da Francisca tem sido uma vivência muito diferente da dos irmãos... Começámos com ela a precisar de suplemento na maternidade porque estava a desidratar muito e a perder muito peso devido às sessões de fototerapia que estava a fazer por causa da icterícia, depois páramos o suplemento quando fomos para casa, depois por ordens médicas tivemos de o voltar a introduzir porque ela não mamava o suficiente, porque se cansava era magrita e não tinha grandes forças... Depois páramos o suplemento por volta do mês e tal de vida e tem sido leite só da maminha... E tem sido um prazer amamenta-la, um momento só nosso... mas que desde que regressei ao trabalho há 3 semanas ficou reduzido à hora de dormir, a meio da noite e de manhã... O problema é que a minha miúda está a mamar duas vezes por noite. E eu estou para lá de exausta. Não me custa dar de mamar à noite, até me sabe bem aquele namoro com a minha princesa, mas o meu corpo (e o meu humor) está a ceder... Então ontem no supermercado comprei uma lata de Nan para lhe dar à meia noite para ver se a boneca se aguenta até de manhã, e aí dou-lhe de mamar. Ontem não correu lá muito bem porque ela acordou a chorar às 23h30 e eu ainda não tinha o biberão pronto e pu-la a mamar enquanto o meu marido fazia o biberão. Só bebeu 20ml do biberão e depois acordou às 5. Mas como não a pus na minha cama a dormir e a mamar, estou a tentar fazer este desmame para ver se a tiro do meu quarto, demorou mais tempo a mamar e a adormecer... E já eram 6 quando voltei a adormecer para acordar às 7... Acho que quando a tirar do quarto vou passar a dormir melhor, sem acordar com todos os barulhinhos... Tenho é medo que ela acorde os manos. O meu filho grande, o mano protector de coração grande, disse logo: põe a cama da mana colocada à minha para eu lhe pôr a chucha a meio da noite se ela chorar...

Livro da Selva

Os meus filhos estão fãs do novo filme do Livro da Selva! Eu não vi, apanhei bocados no entra e sai da sala, mas eles adoraram e já viram várias vezes! O maridão também gostou.


Ementa Semanal#4

Bom dia! Mais uma sugestão de ementa para esta semana.
  • 2ª feira
Bacalhau no forno com coentros e broa + salada de alface e tomate
  • 3ª feira
Coelho guisado com puré de batata
  • 4ª feira
Empadão de atum e arroz
  • 5ª feira
Frango assado com esparguete
  • 6ª feira
Frango à Brás com salada
  • Sábado
Esparguete à bolonhesa
  • Domingo
Caril de frango com cuscus

2 de outubro de 2016

Um livro infantil que é um sucesso cá em casa!!

Amor de bisavó

Um privilégio ter uma bisavó que aos 94 anos se ajoelha e dá banho ao bisneto de 3 anos com energia, alegria e um amor imenso ❤️
Tenho a sorte de ter a melhor avó do mundo, que ainda consegue aproveitar os bisnetos. Gosto tanto, tanto, tanto da minha avizinha... E tenho tantas, mas tantas saudades do meu querido avô que ainda me viu grávida do Afonso, mas que já não o conheceu... Tantas saudades de um avô doce, amigo e muito presente!

Entrámos em Outubro em grande estilo, celebrando a música e a amizade!

Um dia todo ao ar livre, em família, e que foi perfeito! Jardins da Gulbenkian, que adoramos todos, e almoçámos na nova esplanada que é super agradável, concerto ao final da tarde no Convento do Carmo a propósito do Dia Mundial da Música, jantar no Chiado com uns amigos do coração e um show do meu filho mais velho, junto à Brasileira quando foi convidado pelo artista de rua para participar na sua performance e dançar ao som de Michael Jackson! Ele estava envergonhado, mas arrasou!!!  Para o Afonso os pontos altos do dia foram ir e vir de metro! Chegámos a casa perto da meia noite, exaustos, mas felizes por termos feito tido um dia tão fixe, tão na rua, tão animado!!