31 de janeiro de 2016

Programa de filho único

Ontem fui com o mais velho ao cinema num programa exclusivo de mãe e filho mais velho. Tenho tentado que ele perceba que o nosso amor, carinho e atenção não estão em risco e que ele terá sempre o tempo dele e o espaço dele... Foi bom e adorámos o filme: Norm, o herói do Ártico. Eu ainda adormeci uns segundos, mas ele chamou-me logo a atenção. E como o filme era giro até me aguentei bem... estar sempre a enfardar pipocas também ajudou!!

Tenho também usado as nossas histórias de boca da noite para introduzir as questões que quero abordar com ele, passando mensagens através das personagens que inventamos. 

As mães também querem dormir!!!

Mais de duas semanas a dormir às meias horas e eu e o meu marido estávamos completamente rebentados. E pior. A implicar um com o outro madrugada a dentro. Quando um de nós via o outro a dormir sentia inveja... Como é que te atreves a dormir ferrado com esta filha aqui aos gritos? E não pensem que era só o pai que dormia, nada disso. Quando se trata de ferrar no sono, entre turnos, eu até ferro bem melhor que o pai. Quanto tempo é que dormiste? Olha que eu estive mais de uma hora acordada?! Dormiste mais 5 minutos e meio que eu!! A privação do sono é mesmo tortura e a Francisca andava com um padrão de sono louco: ferrada durante o dia, no meio do caos, dos gritos e das brigas dos irmãos misturadas com o som da Bimby e das vozes dos desenhos animados e acordada à noite de olho aberto, irritada, chorosa... Ontem, à beira da exaustão, decidi dar-lhe um biberão depois de lhe dar de mamar à meia noite. Tinha essa indicação do pediatra, desde que a fomos pesar na semana passada e ela tinha recuperado o peso e o médico tinha suspendido o suplemento em todas as mamadas para dar exclusivamente à noite, mas tinha optado por amamentação exclusiva, até porque ela já nunca tinha fome para o biberão. Mas ontem dei-lhe uma medida e 30ml e não sei se foi disso ou não... Teorizamos muito sobre o recém-nascido, isto e aquilo, mas a verdade é que vamos agindo por instinto e bom senso e por tentativa erro... Mas a verdade é que ela fez um intervalo de 4 horas! 4 horas!! Eu sei que ela sabe fazer, uma vez que faz este intervalo durante o dia, mas de noite... Ela ferrou 4 horas. E nós também. Sem rugidos nem invejas do que está de plantão... Dormimos abraçados e quentinhos na cama e a nossa filha dormia também... Foram 4 horas que souberam a 24!! E depois ainda dormi mais 3 horas até às 9!! Nem imaginam o power e boa disposição com que acordei!! Tão bom!!! Logo vou repetir a receita do biberão, sem saber ou não sei vai funcionar... E eu que achava que ia amamentar em exclusivo até aos 6 meses... Agora suplico para que aquela mini dose de biberão nos ajude a todos a não endoidecer! É que não adianta nada alimentá-la com a nata da nata do meu leite quando depois eu não durmo, fico cansada e insuportável e sem paciência para os meus filhos e para o mundo em geral!!! 

28 de janeiro de 2016

O meu marido é único...

No outro dia pedi ao meu marido para ir ao supermercado. Fiz-lhe uma lista e lá foi ele. Chegou e diz-me, muito entusiasmado: Não imaginas a máquina nova que têm para fazer hambúrgueres. Eu: a sério? Como é que é? E diz ele: Colocam uma geringonça na saída da máquina de picar a carne e faz logo os hambúrgueres do tamanho que nós queremos. Eu tive o maior dos ataques de riso. E ele lá explicou que não conhecia esta modernice e que achava que os senhores ainda faziam bolinhas com a carne picada e depois faziam os hambúrgueres numa forma própria!! Uma delícia... Dá para adivinhar quem é que faz as compras cá em casa, não dá??

A Francisca esta noite dormiu umas horas boas!!

E eu ganhei uma alma nova!! Foi tão bom!! Acordou às 2 e às 6 para mamar, mas nos intervalos dormiu quase 3 horas seguidas! Estava mesmo a precisar de uma noite com algum descanso e hoje sinto-me fresca e revigorada e cheia de energia!! E para melhorar, tive autorização médica para conduzir, o que me permitiu ir levar os miúdos à escola e ir ao supermercado, deixando a Francisca na ronha com o pai. 

SIC Kika!!


Não tive intercomunicador com câmara dos outros filhos, mas emprestaram-nos este e podemos assistir em directo às emissões da SIC Kika, como nós brincamos. Os manos, claro, adoram o aparelho e o Afonso sempre que o apanha a jeito agarra-o e usa-o como telemóvel para falar com a mana!

27 de janeiro de 2016

2 semanas de família numerosa!

Faz hoje 2 semanas que a Francisca nasceu e ainda nos estamos todos a adaptar à nova família, que também nasceu. Como já aqui disse os manos estão completamente rendidos à mana, adoram-na, pegam-lhe, apertam-na com beijos... Não têm ciúmes dela, mas estão ainda a adaptar-se à nova família e a tentar perceber o lugar de cada um... O mais velho está zangado comigo. Não me obedece, refila, desafia-me a todo o instante. Está numa provocação constante e é tudo uma guerra. É como se me quisesse abraçar e pedir mimo, mas em vez disso responde torto e ignora o que eu lhe digo. Além disso, provoca o irmão para brigarem. As lutas deles custam-me mais do que as noites em claro... O Afonso parece tranquilo com a mana e com o facto de ter cedido o lugar de bebé à irmã, mas na escola disseram-me que ele está a sentir muito, está muito carente e bate e morde aos outros meninos... E eu tenho de arranjar uma maneira de voltar a trazer o equilíbrio a esta família... Sei que é uma fase de adaptação, mas sei que é crucial para o futuro... E sem dormir à noite, confesso que de manhã não tenho a paciência que gostava de ter e muitas vezes não sou capaz de desconstruir as birras com graça e com cócegas... É que a Francisca é mesmo a rainha da noite. Até hoje, durante o dia ninguém a ouve e só dorme (mesmo quando a levamos para a rua ou no meio dos barulho e das brincadeiras dos irmãos) e por volta das 23h acorda para mamar e acorda para a vida!!! Hoje estivemos acordados, à vez, até perto das 7 da manhã... Ora dorme um, ora dorme outro... E de manhã confesso que a minha paciência para os mais velhos não está como eu gostaria... 

Obrigada, Well's

Nunca usei toalhitas em recém nascidos, utilizando sempre compressas embebidas em água de limpeza específicas para o efeito. Mesmo com a Francisca, que é a terceira, não facilito...   Mas vou experimentar as toalhitas Water Wipes, gentilmente oferecidas à Francisca pela Well's, onde estão disponíveis em exclusivo para Portugal, e que são consideradas "as mais puras do mundo" livres de químicos e de perfumes. 


É que para as saídas é bem mais prático levar um pacote de toalhitas, desde que estas sejam mesmo adequadas à pele delicada do recém-nascido e garantam uma alternativa segura às compressas. Vou experimentar e se gostar vou aproveitar a campanha de promoção de 10% de desconto até dia 7 de Fevereiro!


26 de janeiro de 2016

Hoje fizemos uma surpresa aos manos!!

Depois de irmos ao pediatra pesar a boneca fomos os 3 buscar os manos à escola. A alegria deles quando nos viram com a mana!! Foi a loucura e mostraram a mana a toda a gente, cheios de orgulho e todos ficaram rendidos à nossa boneca mais querida... Que dormiu o tempo todo, impávida e serena... Como dorme todo o dia... 

A Francisca foi à balança e estamos muito contentes!

A nossa boneca recuperou o peso com que nasceu e ainda mais 30g. Foram 240 gramas em 4 dias! Um espectáculo!! Como ela desde começou a mamar como deve ser e começou a recusar o biberão, imagino que porque estava de papo cheio, vamos apenas manter o suplemento com uma medida à noite, para não retirar por completo e com é esperança que ela durma melhor... Há bocado, a deitar os meus filhotes, deitada na cama do Afonso só me apetecia enfiar naqueles edredons, enroscada nos meus filhos e dormir até de manhã... Tenho tanto sono... 

As nossas manhãs...

... São alucinantes. De manhã eu e o pai estamos em coma depois de uma noite praticamente em branco, em que o pai ainda dá colo e mimo ao Afonso sempre que ele acorda para fazer xixi, mas há que despachar os rapazes para irem para a escola. Mas eles querem é estar com a mana e refugiam-se no nosso quarto e demoram uma eternidade a vestir-se e a tomar o pequeno almoço. Hoje tinha massa de panquecas preparada para eles e foi um sucesso!! Eles, como sabem que não estamos a trabalhar, enrolam e demoram mais do que é costume. E de repente são quase 10 da manhã!!! Ainda bem que o mais velho ainda não está no primeiro ano ou a conversa teria de ser outra. O pai leva-os à escola e eu fico a tratar da Francisca e a arranjar-me. E quando damos por nós é hora de almoço. E o dia voa, passa a correr. Mesmo sendo o terceiro filho ainda me surpreendo com a falta de tempo, com a velocidade a que passam os dias... Mas são tranquilos. De dia, a Francisca é um doce de bebé, calma e dorminhoca. Eu não durmo de dia, gosto de me arranjar logo depois de um longo banho quente que me ajuda a despertar! Passo muito bem o dia, o pior é o cansaço que me chega à noite... Mas todas as noites eu acredito que vai correr melhor. E digo a mim mesma que é só uma fase mais cansativa. E delicio-me com a minha filha linda e saudável. A minha princesa, que veio dar ainda mais sentido à nossa vida❤️

25 de janeiro de 2016

Voltamos às ementas semanais!

Este ano ainda não tinha partilhado as nossas ementas aqui no blog, mas aqui ficam umas sugestões para esta semana:

Segunda feira
Frango com molho de tomate fresco e cogumelos + espaguete tricolor

Terça feira
Bacalhau à Brás com salada verde

Quarta feira
Moqueca de pescada e camarão

Quinta feira
Lasanha de frango (com as sobras do frango) e legumes com salada verde

Sexta feira
Salmão assado com legumes no forno

Sábado

Domingo
Hamburgers com natas e cogumelos + batata cozida

Os manos e a mana!

Estão os dois completamente rendidos à mana, doidos com ela, super queridos, meigos e carinhosos mas estão mais asneirentos, birrentos e bulhões do que é costume. Devem estar a chamar a nossa atenção. Precisam de um mimo extra só para eles. De um programa especial. Eu gostava de os levar à neve, numa escapadela a 5. O meu marido diz que eu sou doida. E se calhar sou, mas acho que era muito bom para os 5 sairmos uns 3 ou 4 dias, em família. Vamos ver se a Francisca recupera o peso dela para depois ir espreitar aqui.

Do nosso primeiro de fim de semana em casa já a 5

Aproveitámos o sol que espreitou sábado e domingo de manhã e fomos ao parque infantil, fomos tomar o pequeno almoço num café maravilhoso onde é tão bom estar e fomos votar! Tudo a pé e em família. A pequena Francisca dormiu sempre aninhada e bem quentinha no seu carrinho e fez as delícias de todos os que se rendiam à delícia de um recém-nascido.

Faz hoje 3 anos que o meu querido avô Zé morreu...

... E eu tenho tantas saudades dele. Já não conheceu o Afonso nem a Francisca e eu tenho muita pena.   Hoje a minha avó estava muito triste. Diz que sente saudades do meu avô todos os dias, foram quase 70 anos de casados, num amor lindo e muito unido, e que neste dia custa ainda mais... E eu convencia-a a vir ver a bisneta para lhe aquecer um bocadinho um coração. E acho que consegui.

Já estou velha para fazer directas!

E as noites custam-me imenso. A Francisca mama duas vezes por noite, geralmente às 2 e às 6, a questão é que estamos mais de hora e meia no mama não mama e no biberão. Eu depois deito-a e caio num coma profundo, exausta, até ser outra vez hora de dar de mamar. O problema é que ela não ferra no sono, ao contrário do que acontece durante o dia, e aí entra o meu marido em acção porque eu não dou sinais de vida! Ainda bem que ele está de licença parental, que ainda nos vamos revezando... Ora dorme um, ora dorme outro! Hoje o meu marido brincava porque nunca tinha visto o Open da Austrália em directo, mas tem sido um fiel espectador nas últimas noites... E também diz que está velho para estas andanças!! E rimo-nos. Estamos felizes, apesar do cansaço, se bem que de vez em quando vem o enorme peso da responsabilidade que é ter três crianças tão pequeninas... E só peço a Deus e a todas as forças superiores saúde e sorte, como dizem os antigos, para as criarmos.

23 de janeiro de 2016

Eu sou a Francisca❤️



A consulta do pediatra

Ontem levámos a Francisca ao pediatra e está tudo bem, excepto a evolução de peso. A Francisca continua a perder peso. Nasceu com 2940kg, perdeu logo até aos 2710kg, recuperou ainda no hospital até aos 2786kg, mas ontem quando a pesámos tinha 2760kg. Ela continua muito difícil para mamar, pega mal, cansa-se, está horas a mamar, mas a certa altura está a chuchar e não se está a alimentar. E como não fica saciada, meia hora depois está com fome e a pedir mama outra vez. O pediatra disse que assim não podíamos continuar. Não era para mim nem para ela e que depois de mamar ela tem de beber suplemento. Eu sempre defendi a amamentação em exclusivo quando corre bem, quando funciona e é bom para mãe e filho. Tive a sorte de amamentar em exclusivo os primeiros meses, sem problemas, os meus dois filhos, mas desta vez não vai ser possível. O pediatra foi muito prático: não só a Francisca não está a engordar, o que é um problema, como eu não posso passar as noites a dar-lhe de mamar, de hora a hora, quase em contínuo. Tenho mais dois filhos e preciso de conseguir descansar, pelo menos umas 3 horas seguidas à noite, ou não vou aguentar passar todas as noites em claro, como estava a acontecer. E lá introduzimos o biberão. Sem dramas, sem culpas. Custa-me ter imenso leite e ela não conseguir mamar o que precisa, mas custava-me mais ter uma filha a guinchar de fome e sem conseguir dormir tranquila porque não estava saciada. É certo que eu poderia tirar o meu leite e dar-lhe esse leite como suplemento, provavelmente se fosse filha única era o que eu faria, era o melhor para ela que só beberia leite materno, mas para mim seria extenuante estar a dar de mamar, depois a tirar leite, passado um bocado já estaria novamente a dar de mamar e a tirar leite... Era o melhor para ela, mas acho que não era o melhor para para todos. Eu tenho de estar bem para conseguir cuidar dos 3. Os meus filhos mais velhos precisam imenso de mim. E se eu me transformar num zombie morta viva vai afectar toda a família. Assim, decidimos conciliar o leite materno com o leite adaptado. Ela não é fã do biberão, mas lá bebe um bocadinho depois de mamar, de modo a garantirmos que ela fica mais satisfeita e que aumenta de peso. Para a semana vamos voltar a pesá-la no pediatra para vermos a evolução. Para já, de salientar, que domi das 2h da manhã, hora em que mamou e bebeu o biberão, até às 8h30 da manhã de seguida. Pelo meio, ela acordou, refilou, o meu marido viu que eu estava em coma profundo, tratou dela, deu-lhe biberão, ainda pôs o Afonso a fazer xixi e eu não dei por nada... E acordei fresca e bem disposta para um fim de semana em família! 

20 de janeiro de 2016

A licença parental do pai

É o melhor apoio do mundo!! Estes 20 dias úteis que o meu marido tirou de seguida são fundamentais para nos orientarmos nos primeiros tempos. Assim, partilhamos as tarefas da Francisca, enamoramo-nos da nossa nova filha, vamos juntos ao pediatra, ele vai levar e buscar os miúdos à escola, vai com o mais velho às actividades extra, coisa que nunca consegue devido aos horários de trabalho, vai ao supermercado, dá banhos aos 3, dividimos as noites e os dias e adaptamo-nos a esta nova situação. Dos outros dois filhos o meu marido também conseguiu tirar a licença partilhada comigo e é muito importante para a dinâmica familiar, até porque ele é um super pai, super desenrascado e faz tudo com os miúdos. 

A Francisca faz hoje uma semana e já estamos em casa ❤️

Já chegámos na segunda-feira, mas não tenho tido tempo para vir ao blog partilhar a novidade! A Francisca recuperou, tivemos alta e já estamos os 5 reunidos em casa! Ao sair do hospital com a minha bebé até chorei de emoção... Os manos não sabiam que tínhamos saído até terem entrado em casa e nos terem visto. Que loucura que foi!!! Estão doidos com a mana e a maior surpresa foi o pequeno Afonso que está apaixonado pela irmã. É o meu ajudante. Super meigo e querido com a mana. Quando ela chora quer logo oferecer a fralda dele e a chucha e adora estar ao pé de nós quando eu dou de mamar.  Há bocado ela estava a bolsar deitada no berço, enquanto ele calçava os sapatos ao  lado dela, e chamou-me logo a avisar: vomitou! A mana vomitou! O mais velho está chateado porque está constipado e não a pode beijocar e apertar as mil vezes por minuto que gostaria e tem de usar máscara. Estamos todos em fase de adoração e de adaptação. E a Francisca entrou logo nas dinâmicas cá de casa. Dorme profundamente quando estamos no quarto dos irmãos com eles a construir Lego na maior barulheira e gargalhas  e tem ouvido as histórias de boca que lhes conto ao deitar. Já tivemos uma noite muito, muito má ( a primeira) e outra muito boa. E assim será nos próximos meses: umas más, outras péssimas, outras menos más... O importante é que já estamos os 5 reunidos em casa e estamos muito felizes. Sinto-me realizada e completa. E também sinto o peso da responsabilidade. E só peço saúde e amor para os criarmos e para os vermos crescer saudáveis, felizes e a sentirem-se amados!! 

17 de janeiro de 2016

A Francisca não teve alta...#3

Eu e a Francisca continuamos no hospital para que a Francisca possa continuar com as sessões de fototerapia. À medida que os dias passam vou começando a perceber melhor a situação clínica da Francisca. Não se trata de uma simples icterícia, muito comum nos recém nascidos, mas de uma incompatibilidade sanguínea Bo ( de início tinha escrito rh, mas não estava correcto) entre o meu tipo de sangue e o dela, que originou a destruição de uma parte, felizmente não muito elevada, dos glóbulos vermelhos da Francisca. Não vou fazer um post médico sobre o assunto, estou apenas a tentar queimar o tempo que estou longe da minha filha, que está na neonatologia e onde eu vou sempre que a quero ver e para lhe dar de mamar de 3 em 3 horas. Estamos a conseguir que ela mame, mas tem sempre que fazer suplemento extra para garantir que fica atestada durante 3 horas para não interromper os ciclos de fototerapia, que são fundamentais para a recuperação dela mas que ao mesmo tempo a fazem desidratar e perder peso... Hoje voltou a perder peso, sendo que ainda está longe do peso com que nasceu. Para garantir um tratamento mais eficaz hoje nem vem dormir comigo ao quarto, ficando no solário em modo continuo até amanhã de manhã ser reavaliada pelo pediatra de serviço, que a observará e pedirá análises para ver os valores da bilirrubina. Por aqui, continuo a aguardar e com todo o pensamento positivo para a minha filhota❤️ E o importante é que ela vai ficar bem e não terá consequências a longo prazo.

A recuperação da cesariana

Quase 96 horas ( 4 dias) depois de ter feito a cesariana é incrível como me sinto bem em termos físicos da dor relacionada com a cesariana. Não sei se foi o facto da Francisca não estar totalmente bem e termos tido a questão da icterícia, da perda de peso e da dificuldade em mamar e eu ter deixado de estar concentrada nas possíveis dores e mau estar da cesariana para me preocupar com o que é realmente importante, ou é apenas a minha reação e a reação do meu corpo. A verdade é que apesar de ainda ter a barriga muito inchada, as calças de gravida vão continuar a fazer-me companhia nas próximas semanas, já não tenho dores, já ando bastante bem, já me levanto e sento sem dificuldades maiores... Na maior parte do tempo nem me lembro que fiz a cesariana. Claro que tenho de ter cuidado - e ontem distraída ia pegando no meu filhote Afonso ( que choramingava a ir embora do hospital e o meu instinto maior foi pegar-lhe e reconfortá-lo) mas percebi a tempo e parei - não posso pegar em pesos e não irei poder conduzir durante os próximos dias, mas diziam-me tão mal da recuperação da cesariana que acabou por não acontecer nada tão severo. Ainda não tenho a minha mobilidade, mas nada que me incomodo por aí além e que me impeça de cuidar sozinha da Francisca,  Nas primeiras duas noites era mais doloroso entrar e sair da cama para a tirar do berço quando ela chorava, demorava bastante tempo a movimentar-me, mas fui-me sempre mexendo à medida das necessidades. Por iss, cesariana não é obrigatoriamente sinal de um mês com dores agarrada à barriga sem nós conseguirmos mexer. E ainda bem. 

16 de janeiro de 2016

O meu amor grande

Agora, na hora de dormir, a minha amiga e comadre (que veio aqui deitar conversa fora comigo e ajudar-me a passar o tempo e depois foi lá para casa para o meu marido nos vir dar um beijo e ver a filhota) estava a contar-lhes a história da noite, as músicas de embalar e depois perguntou: o que foi o melhor do vosso dia? E o meu filho grande disse: ver a mana no hospital❤️ De salientar que ele ele viu a mana durante um minuto e teve um dia super feliz com uma festa de aniversário e brincadeira com o melhor amigo à mistura lá em casa. Ainda assim, o melhor do dia dele foi aquele minuto que viu a mana... Já no dia em que a conheceu, e a abraçou e pegou ao colo aproximou-se do ouvido dela e disse, num murmúrio: vou proteger-te sempre! ❤️

Uma enfermeira extraordinária

Neste último turno de enfermagem da neonatologia estava lá o meu anjo da guarda, em forma de enfermeira! Ela esteve uma hora a ajudar-me a dar de mamar à Francisca. E como ela mandou bem!! Pela primeira vez vez, mamou verdadeiramente bem! Com o encaroçar da mama cada vez mais a minha filha rejeitava a maminha, mas a enfermeira ajudou e a Francisca mamou como deve ser até ficar consolada. Que alívio. Depois ainda a deixou ficar ao meu peito, ali pele com pele, a sentirmo-nos uma à outra. Tão bom. Que ajudarão preciosa para a minha filha e para mim, que corria sérios riscos de fazer uma mastiste, uma vez que o leite estava todo a encaroçar. Agora é esperar 3 horas para ir de novo ter com a minha boneca, esperando que ela durma o tempo todo que está lá nas luzes ( espécie de encubara com raios ultra violeta)  para não lhe custar tanto. Não dói nada, mas é chato estar com uma venda nos olhos ali deitada no solário. E no fim deste ciclo de 8 horas vão ser reavaliada e ainda há possibilidade de aumentar o número de horas e fazer logo outro ciclo durante a noite.  Eu vou aproveitar para descansar nestas 3 horas, que estou mais calma depois de ter conseguido alimentar a minha filha.

A Francisca não teve alta... #2

E os manos mais velhos começam a sentir a minha ausência e a ausência da mana... O meu filhote mais velho é o que está mais carente com toda a situação, mas felizmente hoje tinha uma festa de uma amiga da escola e nós organizámo-nos com a mãe do melhor amigo dele que não só deu uma ajuda na logística do leva e trás da festa, obrigada C. ( que só por si é já um programão para os miúdos) como depois vai lá a casa para continuarem a brincadeira! Assim, estão distraídos e felizes. E não há nada que me deixe mais feliz do que ver os meus filhos felizes. Porque é tão frustrante estar aqui no hospital sem puder fazer nada para ajudar a Francica, que nem sequer quer mamar e, acima de tudo, não a ter ao pé de mim... E ao mesmo tempo sentir que faço falta aos meus filhos mais velhos... 

A Francisca não teve alta...

... Mas teve a visita dos manos e já está nas luzes para melhorar os valores e eliminar a icterícia! Eu já tirei leite com uma máquina profissional e estou a fazer figas para conseguir controlar a subida de leite e a produção, sendo que a oferta é maior do que a procura... Já deixei um biberão com o meu leite na neonatologia para lhe dar-nos depois de a colocar a mamar. É tão preguiçosa e pouco interessada em comer. Mama um minuto e já está... É um bocado aflitivo, mas havemos de conseguir contornar a situação. Entre a maminha, o biberão com o meu leite e o suplemento alguma coisa lá vai ficar!! E ela é tão linda!! 

A subida do leite!

E no meio disto tudo está a subir-me o leite! Estou a rebentar de leite, mas a princesa é preguiçosa para mamar e pega mal na mama e daí a opção dos médicos de introduzir o suplemento para evitar que ela continuasse a perder peso de forma abrupta. Mas sinto que vou explodir e tenho de ter cuidado para não encaroçar o peito ou estou tramada! É engraçado (sem ter graça nenhuma) como achamos que é tudo linear, que se correu tudo bem com os primeiros dois filhos não há motivo para agora ser diferente. Mas há. Cada bebé é único e o facto de ter amamentado os irmãos sem um único problema ou questão não quer dizer que desta vez seja igual... 

A aguardar os resultados das análises para saber se a Francisca tem alta

Bom dia! A Francisca aumentou 90 gramas com maminha e leite adaptado!! Por isso, agora é só preciso ver os valores do hemograma para a icterícia. Ainda está muito amarelada e o mais provável é ter de fazer mais umas horas de fototerapia, mas só o saberemos com as análises. Só espero que entre a Francisca vir das análises e ser novamente observada pelo pediatra os irmãos a consigam ver.❤️

Quando as coisas não correm como esperamos...

... Este coração de mãe fica em sobressalto. E com as hormonas pós parto à mistura mais difícil fica. A Francisca começou a ficar muito amarela, com icterícia, e teve de ir para a Neonatologia para fazer as luzes, mas o mais complicado nem é a icterícia, mas o facto da minha princesa ter perdido mais peso do que é suposto. E a fototerapia ainda aumentou mais a desidratação dela. Está desde as duas da tarde longe de mim, há mais de 8 horas, na neonatologia, e aguardamos que termine as radiações, é um ciclo de 8 horas, para fazer novos exames.... Os manos tiveram um programa especial (obrigada madrinha Bia) e depois vieram ao hospital e foram-se embora em lágrimas. O mais velho porque queria ver a mana e o mais pequeno porque queria que eu fosse embora com eles... E eu já tenho saudades dos meus amores grandes, apesar das visitas diárias. 

E enquanto escrevia este post... A enfermeira da neonatologia bateu-me à porta com a Francisca. Terminou o ciclo de fototerapia e as análises estão melhores, sendo que necessita apenas de fazer suplemento depois de mamar. Eu não gostei que lhe tivessem introduzido o suplemento ao leite materno, mas foi ordem da pediatra que disse que não podíamos correr o risco dela desidratar mais e entrar num estado crítico além de que não podia estar sempre a interromper os ciclos de fitoterapia a cada hora para mamar. Se é o melhor para ela neste momento, é o que fazemos, esperando que seja algo transitório. O que eu sei é que já lhe dei de mamar, o pai deu o biberão e ela já dorme aqui ao meu lado... É horrível estar num quarto da maternidade sem o bebé... Não é suposto e a mim estava a consumir-me a alma... Amanhã de manhã será vista pelo pediatra, fará novos exames e análises e logo ficamos a saber se mantemos a alta, como estava previsto, ou se ficamos mais algum tempo internadas até os valores da Francisca ficarem normais e estabilizados.

Um dia de fortes emoções com muitas lágrimas à mistura. 

15 de janeiro de 2016

E como foi fazer uma cesariana?

Foi muito estranho. Não gostei da sensação. Achei um stress estar ali sem fazer nada, sem ver nada, sem erro dores, mas a sentir puxar e repuxar... A parte do nascimento foi rápida, felizmente não tinha aderências nem complicações derivadas da endometriose, e a minha filha nasceu bem e linda! Super perfeitinha. O meu marido foi com ela para a vestirem e limparem. Veio depois um bocadinho para junto de mim enquanto a médica me cozia. E aqui é que foi demorado. Mais de uma hora para cozer o meu útero, que é complicado, e para deixar tudo impecável. Também laqueei as trompas na altura. Só mais de uma hora depois pude colocar a minha filhota ao peito para irmos para o recobro. Mamou logo bem. Eu tinha bastantes dores por causa da costura da cesariana, mas fui sempre sendo medicada. Já tinha a minha princesa comigo e isso era o que mais importava. Pensava que ia demorar muitas horas até fazer o levante, mas à tarde levantei-me logo e até tomei um duche. Custava-me a andar, mas lá fui começando, devagarinho a movimentar-me sem ajuda. Hoje, mais de 48 horas depois sinto-me bastante recuperada, praticamente sem dores e com muito mais mobilidade do que tinha imaginado. 

14 de janeiro de 2016

Já tenho a Francisca nos braços!

Nasceu ontem, como previsto, de cesariana e já está connosco. É linda e é a nossa princesa. Estamos as duas bem e eu passei a noite, ensonada e estremunhada, a chamar-lhe Afonso... E estava toda vestida de cor de rosa... Bem-vinda, filhota! 

12 de janeiro de 2016

Fim de tarde especial ❤️

Eu e os meus dois rapazes!! Foi bom, valeu a pena ir buscá-los mais cedo e dar-lhes este mimo.





E a poucas horas de conhecer a Francisca...

Ficaram a faltar os pontos 8, 9 e 10!!! É impressionante como estes dias passaram a voar! Foram 12 dias, mas nem dei por eles...

  1. Arrumar a árvore e todos os enfeites de Natal;
  2. Fazer a depilação e arranjar os pés;
  3. Ir dar mais uma espreitadela aos saldos  e comprar o presente de anos (super atrasado) para o meu compadre e para a mãe do meu compadre;
  4. Festejar e organizar, com a ajuda do meu compadre, a festa dea aniversário do meu filho mais velho, já no sábado;
  5. Deixar as roupas dos meus filhos mais velhos preparadas para os dias de escola em que eu não vou cá estar;
  6. Organizar despensa, frigorífico e comidas para os dias em que vou estar na maternidade;
  7. Arrumar o escritório;
  8. Fazer o albúm digital de 2015 (já está feito até Junho);
  9. Ir ao cinema com o meu marido e jantar fora;
  10. Dormir umas sestas;
  11. Embrulhar os presentes dos manos para a Francisca e da Francisca para os manos!

Apetecia-me fazer um programa especial com os mais velhos...

... Estou só a ver se tenho forças e coragem para meter a bicicleta do mais novo no carro, o skate do mais velho e ir dar uma volta com eles depois da escola... 

Já está tudo pronto para a chegada da Francisca❤️

Estamos em contagem decrescente para conhecer a nossa filhota. Hoje tive a última consulta antes do grande dia e ainda espreitámos a boneca na ecografia, não fosse ela ter virado. Não virou e não faz mal. O importante é que nasça bem e se junte à nós com muita saúde, que amor temos muito para lhe dar! 

11 de janeiro de 2016

Laquear ou não laquear as trompas? eis a questão

Eu e o meu marido já tínhamos decidido aproveitar a cesariana para laquear as trompas e a minha médica, que além de obstectra é a minha ginecologista especialista em endometriose, aprovou a nossa decisão porque não me é de todo aconselhado mais uma gravidez. Apesar da laqueação não resolver a minha doença, que terá de ser sempre controlada e estabilizada, pelo menos ajuda e descarta uma nova gravidez. A decisão foi fácil e pragmática, muito lógica, mas já dei por mim a pensar nela... Não a questiono, porque sei que é o que faz sentido, é o que eu quero, até porque vou fazer 38 anos e não quero ter mais filhos, mas é uma decisão irreversível... E o que é definitivo pode sempre assustar um bocadinho, não é? Até porque a vida dá tantas voltas... Mas é a melhor decisão, está tomada e acredito que não me vou arrepender depois. 

E se as pessoas se metessem na vida delas??? Era fixe, não era??

Hoje uma pessoa que conheço há muitos anos, mas que não é amiga, era empregada do meu pai lá na casa da serra da estrela, mas daquelas pessoas intrometidas, cuscas e de quem eu nunca gostei e a quem nunca dei muita conversa porque nunca a achei de confiança liga-me à procura da minha mãe e depois, a certa altura, diz-me: com a menina já fica com uma bela tribo! Agora é para fechar a loja. Não se ponha a ter mais que os tempos não são para muitos filhos!! Deixe-se estar que já tem a conta certa!! Tive vontade de ser mal educada! O que é que ela tem a ver se eu tenho 3 ou 10 filhos!! Odeio que se metam na minha vida, principalmente pessoas a quem nunca dei essa abertura nem essa confiança!! 

A mana ainda não nasceu, mas já temos xixi's na cama

O meu pequenino Afonso já está a dar sinais de que algo muito grande, e que o ultrapassa, está pestes a acontecer. Está mais agarradinho a mim do que nunca e voltou a fazer xixi na cama à noite. Ele é pequenino, até agora tem sido o bebé da casa, apesar de ser muito despachado e independente - já se despe sozinho e coloca a roupa no cesto da roupa suja. já se calça sozinho, arruma os brinquedos, faz recados e já raspa o prato no lixo e coloca no lava louça - ainda só tem 2 anos e meio... E ontem veio ter comigo e disse: eu não quero a mana, ela é feia. E foi-se embora. Eu e o pai iremos fazer tudo para que ele receba bem a mana - que lhe vai dar um mega presente que ele vai adorar - e para que não sinta ciúmes. Dizem que o irmão do meio é sempre o que sofre mais e eu tenho receio da reação do Afonso, mas tenho esperança que com a nossa ajuda, mimo e atenção corra tudo bem. Peço também que a Francisca seja uma bebé tranquila, que me permita conseguir ter muita disponibilidade para os manos. O Afonso era um doce de bebé, mamava e dormia, e eu sei que isso foi muito importante porque eu tinha imensa disponibilidade para o mano vais velho, que era quem precisava mais da minha atenção assim que chegava da escola. E teve-a e nunca rejeitou nem teve ciúmes do irmão.

38 semanas de Francisca❤️

Depois de tratar das crianças e deixá-las na escola fui tratar de umas coisas ao Ikea ( que eu cá tenho bicho carpinteiro em último grau e já se percebeu que não consigo estar quieta) vamos almoçar com o maridão!! 


Nota: na foto gosto especialmente do pormenor da perna aberta!! Estou mesmo muito grávida!!

10 de janeiro de 2016

Criatividade na hora de deitar!

O mais pequeno pede uma história com   porcos e póneis na quinta e o mais velho pede com Ninjagos da Lego! E com a ajuda da fadinha dos dentes e de pó de fadas, numa onda Toy Story, conseguimos uma história onde os Lego ganham vida e vão brincar na quinta! 

A caminho de mais uma festa...

Desta vez para irmos dar um beijinho muito especial à avó (emprestada) Mema de quem gostamos muito e a quem desejamos tudo de bom neste 91 aniversário! 

Fiz esta bôla (chouriço e farinheira) com a receita da Bimby para levar para o lanche ajantarado. Foi uma estreia e espero que saiba tão bem como cheira. Gosto sempre de levar um miminho, mesmo quando dizem que não é preciso nada.

Sinto que me passou um camião por cima!

Quando cheguei ontem a casa já perto da hora de jantar a casa e tirei as botas nem conseguia por os pés no chão. Parecia aquelas manhãs em que chegava a casa depois de uma noite inteira a dançar no Lux... Hoje estou meio em coma! Os meus filhos acordaram às 5 da manhã - o pequeno a pedir leite porque adormeceu no carro à vinda da festa do mano e foi directo para a cama e o mais velho porque queria ir montar os Lego que tinha recebido - lá os enfiámos na nossa cama e adormeceram. Eu é que só adormeci quando eles saíram, por volta das 8, porque estava apertada e sem posição... Felizmente um banho quente faz milagres! E hoje é dia de calçar ténis;))

9 de janeiro de 2016

E hoje foi a festa do meu filho mais velho!

Correu tão bem!! Ele adorou e os amigos também! Foi perfeita. A pedido do menino dos anos repetimos o mesmo sítio do ano passado, o Ginásio Clube Português, e foi novamente uma boa aposta! Os monitores eram Top, os miúdos deliraram com os trampolins e as actividades que fizeram nos ginásios e o onde brincaram e saltaram durante mais de 2 horas e lanche foi no maravilhoso Petra Club, o bar de ginásio mais giro que há 3 onde estamos em casa! 


Tão bom! Entre família, amigos da escola e os nossos amigos e respectivas crianças éramos muitos e bons!!! Foi uma tarde muito feliz. O pequenino não dormiu a sesta devido à hora da festa, mas adormeceu no carro a caminho de casa e foi directo para a cama, exausto de tanta brincadeira, porque ele acompanhou o mano, os primos e amigos sem ficar para trás! Eu também estou aqui estendida depois de mais 5 horas de pé e de saltos altos!!! Mas feliz e de coração cheio por o meu filho grande ter tido a festa que desejava!! Não há nada melhor que ver os nossos filhos felizes!!

8 de janeiro de 2016

Eu e a Francisca vamos buscar o mano grande para o levar à natação!

A Francisca às 37 semanas e 4 dias!

Vou doar as células estaminais da Francisca para investigação

Como, lamentavelmente, a Lusocord, o Banco Público de Criopreservação de células estaminais não está a funcionar em Lisboa, decidimos doar as células da Francisca a uma empresa privada de criopreservação de modo a que estas sejam usadas para investigação. Pareceu-nos melhor que desaproveitar por completo estas células, tão ricas e com tanto potencial ainda por descobrir! 

7 de janeiro de 2016

A minha To Do List antes de ir para a maternidade!

Os primeiros três pontos estão feitos!!!

  1. Arrumar a árvore e todos os enfeites de Natal;
  2. Fazer a depilação e arranjar os pés;
  3. Ir dar mais uma espreitadela aos saldos  e comprar o presente de anos (super atrasado) para o meu compadre e para a mãe do meu compadre;
  4. Festejar e organizar, com a ajuda do meu compadre, a festa dea aniversário do meu filho mais velho, já no sábado;
  5. Deixar as roupas dos meus filhos mais velhos preparadas para os dias de escola em que eu não vou cá estar;
  6. Organizar despensa, frigorífico e comidas para os dias em que vou estar na maternidade;
  7. Arrumar o escritório;
  8. Fazer o albúm digital de 2015 (já está feito até Junho);
  9. Ir ao cinema com o meu marido e jantar fora;
  10. Dormir umas sestas;
  11. Embrulhar os presentes dos manos para a Francisca e da Francisca para os manos!

As visitas ao recém-nascido!

aqui e aqui escrevi sobre isto, mas hoje li este post da Maggie e voltei a rir-me com o assunto. Ainda hoje, tive de começar a impôr regras. Retribui um telefonema e uma mensagem que uma grande amiga da minha mãe me tinha deixado nos anos do meu filho mais velho e estávamos a falar e, a certa altura, ela diz: eu depois combino com a tua mãe para te ir ver à maternidade... E eu, muito simpártica, disse logo: depois combinamos quando eu for para casa, que prefiro não ter visitas no hospital... Claro que há pessoas que quero ver e que quero abraçar numa altura de tanta felicidade, mas acima de tudo quero paz, quero estar com o meu marido e com a nossa filha, e à tarde receber a visita dos meus filhos. Não quero um entra e sai. Quando foi do mais velho foi quase imoral a quantidade de visitas que tive - a culpa foi da minha mãe que estava numa euforia tal que avisou as primas todas, as amigas e que achou que era na boa virem todas ver-me!! - do meu segundo filho proibí a minha mãe de convidar quem quer que seja e disse que só podiam ir os mais próximos. Houve amuos e ofensas. E é nestas alturas que ficamos a conhecer melhor as pessoas, que lá por serem da nossa família nem sempre são do melhor... Uma pessoa ( e estamos a falar de família afastada, de pessoas amigas da família, não estou a falar de avós, tios do bebé ou amigos de todos os momentos) que se ofende de uma mãe pedir para a irem visitar a casa, nas semanas após o bebé nascer, para ter alguma calma e tranquilidade, não me merece grande consideração...

Está aqui uma grávida que precisa de descansar, mas depois precisa de ir à segurança social...

... resolver uma embrulhada deles, que tem de ser resolvida presencialmente, e está 4,5 horas sentada numa cadeira à espera de ser atendida com a senha prioritária. E vi de tudo: crianças que deviam estar na creche a lamberem o chão e a serem passadas por cima por um velhote que não viu e que se ia matando em cima da criança, recém-nascidos aos gritos, pessoas impacientes a mandarem vir com as únicas 3 funcionárias que estavam a atender, estando os outros 6 balcões fechados, funcionárias aos gritos a mandarem calar as dezenas de pessoas que aguardavam, impacientemente, pessoas que ameaçavam bater nas funcionárias, palavrões... Uma miséria... saí de lá exausta e com as costas feitas num oito.

6 de janeiro de 2016

Estes dias de licença de maternidade com sabor a férias!

Estes dias antes da Francisca nascer estão a ser só meus.




Tenho uma lista de imensas coisas que tenho de fazer antes do grande dia e estou a conseguir fazer tudo com calma e com todo o tempo só para mim. São dias de descanso com sabor a férias, mas férias sem filhos em casa... Eles mantêm a rotina deles e eu tenho o dia todo só para mim!! E está a saber-me bem. Não ter pressas, não ter barulho à minha volta... E é incrível a quantidade de coisas que já fiz! Tão bom!!! Agora vou esparramar-me ali no sofá um bocadinho... para depois, mais ao fim da tarde, ir bsucá-los com toda a calma e disponibilidade.

A fazer o álbum digital 2015...

... Já estou em Agosto. Que saudades do verão...
... e destas peles moreninhas e salgadas!! Tão boooooooooooommmmmm!! E para o ano já somos 5 e a princesa Francisca já vai a banhos connosco!

5 de janeiro de 2016

Como é que eu ainda me surpreendo???

Hoje uma senhora ia-me batendo na loja do cidadão porque eu estava a passar-lhe à frente!! Passo a explicar: tive de ir tratar de um assunto inadiável à loja do cidadão. Tentei tirar senha prioritária e não deu, mas não estava com a cruz que significa que já não há mais senhas. Fui até aos balcões e aguardei calmamente que terminassem de atender. Quando um dia senhores ficou livre perguntei se podia fazer uma pergunta. Ele disse que sim e eu perguntei se já não havia senhas prioritárias. Ele disse que não precisava de tirar senha que eles iam atendendo os prioritários. Pediu que me sentasse, com uma amibilidade e simpatia e eu assim o fiz. E eis que sinto uma pancada nas costas e uma mulherzinha, que não lhe posso chamar senhora, começa aos gritos comigo porque eu não tinha senha e lhe tinha passado à frente. Eu respondi que era prioritária... Não fosse a minha barriga de 9 meses passar despercebida e voltei-me para o senhor e continuámos a resolver o meu assunto, ignorando-a. A funcionária do lado ainda olha para mim como quem diz: haja paciência. E a mulher continuou a praguejar. 2 minutos depois vim-me embora com o assunto resolvido e a pensar que de facto é muito triste a falta de educação, de respeito e de civismo... E que a forma como se vivem as filas prioritárias e os lugares reservados a deficientes, grávidas e pessoas com bebés de colo reflectem bem o povo e o país que somos. E estou tão farta de ser ignorada e olhada de lado quando peço licença para passar numa fila prioritária. Ao início ainda me acanhava, mas na terceira gravidez uso as prioridades a que tenho direito mesmo correndo o sério risco de ser insultada! É triste, não é? Uma vez uma empregada do IKEA disse-me que o pior pesadelo deles é quando calham nas caixas prioritárias! Há sempre confusão. Sempre.

10kg!!!

Aumentei 10kg! 

O meu máximo em todas as gravidezes, mas a médica diz que eu estou óptima e que é um aumento mais do que razoável, que fica abaixo da curva esperada. Tinha 60 quando engravidei, uns 3kg a mais do que devia, e hoje bati nos 70... e confesso que ouvir o 70 me assustou um bocadinho, apesar de me sentir lindamnete, não me achar gorda, não estar inchada, usar as mesmas calças de grávida do início e ainda ter camisas e camisolas que me servem... Mas sempre são 70Kg mas eis que depois entra outra grávida, para fazer o CTG ao meu lado, e quando sobe à balança diz 91kg... E eu só pensava: desgraçada! Como é que será transportar 91kg para a frente e para trás! Ela não era alta, mas estava mesmo enorme... pobrezinha... E já nas 39 semanas. A enfermeira perguntava se ela tinha feito caminhadas para fazer avançar o parto e o ar desconsolado da rapariga a dizer que não... Não sei quanto é que ela pesaria antes de engravidar, mas transportar 90kg parece-me um esforço enorme... Se às vezes eu já me sinto pesada com os meus 70kg... Mas estas coisas têm muito a ver com os metabolismos. Eu não como muito mais do que o normal, excepto nos primeiros 3 meses de gravidez que como que nem uma leoa e ganho logo uns 4kg, mas também não me privo de nada e tenho a sorte de não fazer retenção de líquidos nem inchar...

Coisas a fazer antes da Francisca nascer!

  1. Arrumar a árvore e todos os enfeites de Natal;
  2. Fazer a depilação e arranjar os pés;
  3. Ir dar mais uma espreitadela aos saldos  e comprar o presente de anos (super atrasado) para o meu compadre e para a mãe do meu compadre;
  4. Festejar e organizar, com a ajuda do meu compadre, a festa dea aniversário do meu filho mais velho, já no sábado;
  5. Deixar as roupas dos meus filhos mais velhos preparadas para os dias de escola em que eu não vou cá estar;
  6. Organizar despensa, frigorífico e comidas para os dias em que vou estar na maternidade;
  7. Arrumar o escritório;
  8. Fazer o albúm digital de 2015 (já está feito até Junho);
  9. Ir ao cinema com o meu marido e jantar fora;
  10. Dormir umas sestas;
  11. Embrulhar os presentes dos manos para a Francisca e da Francisca para os manos!

A tranquilidade voltou! Está tudo tratado!

Hoje eu e o meu marido fomos à consulta com a minha obtectra, que é também a ginecologista que me operou à endometriose fez em Dezembro passado um ano. Coloquei-lhe a questão que me tinha sido levantada em Santa Maria: seria vantajoso fazer a versão cefálica externa para virar a Francisca? E depois de a ouvirmos falar dos prós e contras eu e o meu marido fomos tomar um café para decidir o que fazer. A hipótese de ir ter a bebé ao São Francisco ficou logo excluída por causa das possíveis aderências de endometriose que possam ter surgido e pela importância da cesariana ser feita pela médica que me operou e que sabe bem como é que eu fiquei a nível interno. A questão era: avançar para uma versão cefálica no HSM e ter lá posteriomente a bebé (onde também há uma médica de endometriose) ou descartar esta hipótese e avançar para a cesariana com a minha médica. E foi esta a nossa opção. Tomada a dois, com aconselhamento da médica, mas sem nos influenciar, apresentado apenas os prós e contras deste cenário. Fiquei tranquila com a minha decisão. Esta versão nunca tinha sido uma questão que me entusiasmasse, fazia-me um bocado de impressão andar a rodar a bebé, e se não fosse o médico da urgência de Santa Maria levantar o assunto eu nunca o teria ponderado... Mas o assunto surgiu, as questões foram levantadas e, felizmente, já nos decidimos. Estava a fazer-me muita impressão ter tudo no ar a tão poucos dias da Francisca nascer. A cesariana está marcada e só posso dizer que já não faltam muitos dias...

4 de janeiro de 2016

37 semanas da Francisca❤️

Parabéns, AMOR da mãe❤️

Já fazes 6 anos, filho querido da mãe, e o bolo para cantarmos os parabéns na escolinha já está pronto! Pediste um campo de futebol feito por mim e eu e o pai demos o nosso melhor!! 


De manhã quando acordares tens uma surpresa à tua espera e os pais e o mano que te amam para te encherem de beijos, abraços e de tudo de bom que mereces! Amanhã é o teu dia❤️ E graças a ti, todos os meus dias de há 6 anos para cá são melhores porque tu existes! Tem sido maravilhoso ser tua mãe! Tenho aprendido tanto, mas tanto contigo e tenho-me superado e desafiado para estar à altura do desafio que é... Até açúcar verde e campos de futebol já faço em bolos!! Parabéns, filho lindo e maravilhoso❤️ Que a vida te sorria sempre e que eu, o pai e os manos estejamos sempre aqui, juntos, unidos como uma equipa forte que se ama sempre e para sempre!! 

3 de janeiro de 2016

Agora ainda me baralharam mais!!

Hoje mal senti a Francisca o dia todo e nem com o pacote de pipocas doces que comi a ver os desenhos animados com o meu filho mais velho ela se mexia. Resolvi ir à urgência de Santa Maria, que é a mais perto de mim, para ver se estava tudo bem. Felizmente estava. Fizemos logo eco e ela mexia muito bem, apesar de eu não a sentir. O médico que me estava a observar disse que devia ser da posição dela, que está muito para trás... Mas depois de verificarmos que estava tudo bem com os movimentos fetais da minha filhota o médico levantou uma questão: tem até quarta ou quinta feira para se quiser vir cá para fazer a manobra para tentarmos virar a bebé. Eu já tinha lido sobre estas manobras e o médico disse-me que ali no hospital fazem muitas, estão muito habituados e a taxa de bebés que conseguem virar é de cerca de 50 por cento. Disse-me para eu falar com a minha médica, que ele conhece bem, para colocarmos esta hipótese. Até porque uma cesariana numa paciente com o meu historial de endometriose pode ser bastante complexa, até porque não sabem que tipo de aderências é que podem ter surgido desde que eu fiz a cirurgia em Dezembro de 2014... Ou seja, não é uma cesariana linear e, mais uma vez, em Santa Maria, estaria uma das especialistas, a par com a minha médica, em endometriose... Para o caso de apesar da tentativa de manobra acabar em cesariana... É isto baralhou-me aqui ainda mais... Eu tenho consulta na terça com a minha médica e ia falar com ela para dizer que ela continuará a ser a minha ginecologista e a minha médica que me acompanha na endometriose, mas que ia ter o bebé a São Francisco... Mas agora, depois do que o médico disse, já ponho em causa São Francisco por não terem especialistas em endometriose... E que deveria ser um médico bem por dentro da minha doença e da minha cirurgia a fazer-me a cesariana... E agora? Faço a manobra, arriscando ter a Francisca em Santa Maria? Gostava tanto, mas tanto que ela virasse mas não me apetecia nada ir para aquele hospital... Mas como dizia o médico: temos tudo o que é preciso, as competências e valências todas, só não temos as interações que são velhinhas... Estou mesmo confusa. Tenho de falar tudo com a minha médica na terça porque o tempo está a passar é preciso de decidir o que fazer... E ver o que é mais seguro para mim e para a minha bebé. 

Dos saldos para a Francisca!!

Um vestido amoroso e super barato da H&M!!

2 de janeiro de 2016

As malas para a maternidade estão feitas!

Andava a adiar, a adiar, mas já as malas estão feitas! Desta vez tenho mais tralha, e não é por ir ter uma menina e ter de coordenar os cor-de-rosa, mas como vai nascer num hospital público tenho de levar tolhas de banho (para mim e para ela) e fraldas (para mim e para ela:-) cuecas descartáveis e pensos. Só para isto enchi o saco de passeio... E como vai ser cesariana ficamos mais um dia, logo, mais uma muda! Mas está tudo pronto para o grande dia!! 


Os meus 3 rapazes!!

No primeiro Sábado do ano!

Breve balanço de 2016

Dia 1 e dia 2 o meu filho mais novo dormiu até às 11 da manhã... e eu também!!! Tão boooooooooooooooommmmmmmmmmmmmmm!!!!

Dia 1

Decidimos arriscar e ir a um dos nossos restaurantes preferidos, o La Paparrucha, com os miúdos. Queríamos um jantar especial e não podia ter corrido melhor. Quando entrámos o empregado olhou para nós e perguntou se tínhamos reserva, aposto eu que desejando que dissessemo que não para ele poder dizer que não tinham mesa... Mas tínhamos e todos os empregados foram amorosos com os nossos filhos. Eles portaram-se lindamente e adoraram o programa. Ao nosso lado um casal alemão estava encantado com eles e antes de sairem vieram desejar bom ano e dizer "they are so cute!" E são mesmo queridos e eu uma mãe babada!!  O meu filho mais velho, que é um castigo para comer, não resiste a boa carne mal passada e consolou-se com a carne Argentina. Quando terminámos e o empregado veio levantar os pratos ele vira-se e diz: "quero mais carne, se faz favor!". Para a próxima já não dá para partilhar com ele um bife de 400g... 


Continuámos numa boa onda e resolvemos ir mostrar-lhes o Pavilhão Chinês


Não ia lá há uns 20 anos, sem exagero, e continua igual... mas está completamente démodé... parou no tempo. Mas os miúdos adoraram as mini colecções de aviões, comboios, aquela loucura toda de miniaturas... e eu e o pai bebemos um café rápido. 

Estas mini férias de Natal e Ano Novo estão a ser muito boas, sem horas e sem rotina... E estamos todos a aproveitar ao máximo!

1 de janeiro de 2016

Entrámos em festa em 2016




Entrámos em 2016 com muita festa e muita alegria rodeados de amigos muito queridos e especiais (obrigada compadre !! pela maravilhosa festa que preparaste para nós) e família! Eu não faço grande alarido com a passagem de ano, mas faço questão de estar com os que mais amo e adorei a noite de ontem! Estávamos todos felizes, num ambiente maravilhoso e os miúdos deliraram com alegria, com a música, com os confetis e com o fogo de artifício que vimos pela janela!! Saltaram e dançaram até perto das duas da manhã, sem sono nem birras, e hoje o mais pequeno deixou-nos dormir até às 11 da manhã!! Bom Ano!!