18 de fevereiro de 2015

Uma mãe nunca está satisfeita

O filho mais velho adora televisão. Desde bebé, desde muito pequenino que adora e se interessa por ver dsenhos animados. Começou a ir ao cinema aos dois anos e é o grande cinéfilo lá de casa que não perde uma estreia. Tem energia para dar e vender, e ainda lhe sobra muita, mas desde pequeno que se concentra a ver bonecos e filmes. Eu contrariei sempre um bocadinho isto... Embora, confesse, que muitas vezes era a televisão que me permitia acabar um trabalho ao computador, acabar o jantar ou fazer um telefonema... Isto é o mais velho. 
 
Já o mais novo não quer saber da televisão para nada. Não se liga, não gosta, não quer, não vê nem deixa o irmão ver. Ele chama o irmão, quer brincar mas o irmão está ali grudado na televisão, então espera lá que eu já te digo... e vai ao botão da box e desliga-o e depois ri e corre a esconder-se. E passam horas nisto que acabam em brigas e choro. Eu que sempre tentei que o mais velho não ficasse tão colado na televisão confesso que gostava que o pequeno se sentasse a ver um Ruca ou a o Jake, mas não... Televisão não é com ele. Mas os comandos, o telemóvel da mãe e o ipad, sim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!