3 de fevereiro de 2015

Alta a dobrar!



O dia começou com mais uma ida à Estefânia para a consulta dos queimados. O bloco das consultas externas a abarrotar e o sistema informático em baixo. Estava um verdadeiro caos, mas o Afonso sentou-se na mesa dos legos a brincar e ali esteve entretido quase duas horas. O aquecimento central ligado sobreaquecia a sala cheia de gente. E enquanto o meu filho brincava o meu coração apertava-se com o sofrimento e má formações de muitas das crianças que aguardavam consultas de especialidades várias. Ali vão parar muitos dos casos mais graves e mais específicos e devemos ter orgulho por ter um hospital tão bom para as crianças. A nossa vez chegou e o Afonso foi lindamente atendido pela médica que o segue neste processo. (Era o quarto menino da manhã com queimaduras provocadas por chá a ferver). A queimadura está a cicatrizar muito bem e ele teve alta. Saiu de lá sem o penso e sem deitar nenhuma lágrima, o meu campeão. Dali corremos para a consulta de medicina física e de reabilitação para uma outra médica me falar dos cremes específicos que ele deverá usar. Estamos a colocar vaselina esterilizada à noite. Para o banho e para hidratar bem a pele estamos a usar produtos A-Derma Exomega. Gostei imenso. E daqui, fui a correr… Que é como quem diz, meti-me no carro e fui a voar buscar o mais velho para a consulta (varicela) no centro de saúde. E foi a segunda alta do dia. Já está bom, as borbulhas que tem estão secas e a cair e agora é altura de hidratar bem aquela pele. Para isso, nada melhor que o creme e óleo de banho que eu tinha comprado para o mano. Quando a saga dos médicos acabou eram duas da tarde e levei o meu filhote a almoçar a uma das minhas pizzarias preferidas. Ele já tinha almoçado e só quis um ice-tea. Eu lambuzei-me com uma pizza enorme com queijo de cabra e tomate cereja! E quando estávamos a regressar a casa diz ele: oh, mãe, hoje ainda posso jogar playStation? (Durante a varicela podia jogar durante a semana para não se coçar) Foi tão bom ter varicela… Tenho mesmo de ir à escola amanhã? Claro que ele já não se lembra das 24 horas infernais que passou cheio de comichões e sem dormir…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!