2 de março de 2015

Orgulho de mãe

Fui buscar os miúdos à escola. Tinha sido um dia especial porque um dos melhores amigos do mais velho fazia anos hoje e tiveram uma festa. Na festa, que decorreu na escola, além de uma caça ao tesouro tiveram também bolo e guloseimas. Quando cheguei ao recreio para o levar para casa, ele conta-me da festa, entusiasmado, e pede-me as mini smarties que estavam no bolso do casaco. Eu dou-lhe as smarties, o mano pede uma e ele dá, junta-se mais um bocadinho aos amigos em jeito de despedida e depois dá um beijo a uma auxiliar de outra sala, que lhe crava um smarties, um pouco na brincadeira. Ele dá sem hesitar e ela aproxima- se da auxiliar da sala do meu filho e diz: pedi a pensar que ele não me dava, mas deu. E responde a querida Z.: claro que deu. O A. é um menino que partilha sempre com toda a gente tudo o que tem. E eu fiquei tão orgulhosa. É bom saber que eles interiorizam os valores que lhes queremos passar para que sejam boas pessoas, bons amigos e bons meninos e futuramente bons homens... Quando ele regressou para junto de mim, abracei-o e contei-lhe o orgulho que estava a sentir e porquê. Foi tão bom!! Eles saltam e pulam e parece que o que lhes dizemos entra por um ouvido e sai por outro, mas não é verdade... Ficá-la tudo. E eu noto que este meu filho está mesmo a dar um grande salto. Hoje voltou a tomar banho sozinho, a vestir- se e a secar o cabelo sozinho. Demora o seu tempo, mas faz tudo direitinho e a sentir-se muito crescido e importante. É bom ajudá-los a crescer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!