13 de março de 2015

Corrida número 1




Nem se pode bem chamar corrida. Mas foi o início. Não fazia qualquer tipo de desporto há precisamente um ano, altura em que recomecei a trabalhar a full time. Correr, então, não o fazia desde os tempos do liceu, há mais de 20 anos. Posto isto, devo dizer que foi muito bom e correu bem. A tarde estava maravilhosa e soube-me muito bem estar ali, sozinha, só com os meus pensamentos, a correr à beira rio.  O sol aqueceu-me a alma. Alternei corrida com marcha rápida durante uma hora e vinte minutos. Sem pressas, mas com direito a ficar bastante cansada. Soube-me muito bem e amanhã de manhã volto a calçar os ténis. O filho mais velho diz que vem comigo. Tenho de me esforçar ainda mais que não posso fazer má figura à frente dele. Hoje comecei devagarinho, mas já deu para sentir o corpo a doer. O banho que tomei quando cheguei a casa soube muito bem. Agora é continuar, ganhar confiança, ganhar ritmo e resistência. E como ensinamos aos nossos filhos: não desistir!

2 comentários:

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!