5 de março de 2015

O dia do pai está a chegar

Eu perdi o meu pai quando o meu filho mais velho tinha 6 meses. Por isso, na primeira comemoração do Dia do Pai sem o meu pai presente automaticamente transferi os afectos deste dia para o pai do meu filho. Apesar do vazio, da saudade, do que ficou por dizer, dos abraços que ficaram por dar, dos pedidos de desculpa que ficaram por fazer, o Dia do Pai para mim não é um dia triste, é um dia de alegria e de amor em que enchemos o pai lá de casa - que infelizmente também já perdeu o seu pai - de mimos e beijos! É o dia em que o Pai dos meus filhos está no centro do nosso amor. É um dia de comemoração da nossa família. Adoro os presentinhos que eles fazem na escola, adoro a actividade que as educadoras preparam para um momento especial de pais e filhos e adoro preparar surpresas lá para casa. Espreitem aqui ideias giríssimas. Pai lá de casa, se por acaso andas por aqui, foge! Este post não é para ti. Ou melhor, é para ti, e por isso não podes ir espreitar mais nada! Tens de esperar até dia 19 de Março!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!