26 de outubro de 2015

Acrobacias de mãe!

Quando temos mais que um filho temos que dividir a nossa atenção. E por mais que queiramos ser justas e equilibradas, por mais que façamos um enorme esforço para que nenhum deles se sinta com menos atenção, a verdade verdadinha é que nem sempre conseguimos... ou porque um é mais pequeno e precisa de mais ajuda (para vestir, para comer, para tomar banho) ou porque um deles nos chamou primeiro para uma brincadeira... Seja qual for o motivo e por mais que nos esforcemos é verdade que nem sempre conseguimos dar a mesma atenção, no mesmo momento aos vários filhos (e daí a importância do dia do filho único) e eles reparam logo e chamam-nos a atenção: "Só estás a fazer a brincadeira do mano", "Só lhe estás a ligar a ele"... Há alturas em que não é verdade e que até estamos a conseguir dar a mesma atenção aos dois e é apenas uma passageira crise de ciúmes porque queria a mãe só para ele, mas quando por acaso é verdade (e não é porque não queiramos dar a mesma atenção aos dois, mas é porque eles são dois e nós somos só uma)  aquelas palavras matam-nos! E fazemos o pino com uma mão e uma barriga de 7 meses para garantir que nenhum deles sente, nem por um minuto que é menos importante ou que a sua brincadeira não interessa à mãe! É uma acrobacia diária esta de ser mãe de vários, mas é a melhor de todas! Porque apesar das brigas, das discussões, das rivalidade e dos ciúmes - o meu filho mais velho só agora, 2 anos e meio depois, é que de vez em quando mostra ciúmes do irmão - não há alegria e amor maior que ver os irmãos aos beijos, aos abraços e na macacada e na asneira juntos, numa cumplicidade, amizade e amor que cresce a cada dia!  A nós cabe-nos dar a voltar e desmultiplicar-nos em várias para que cada um deles tenha a mãe que precisa a cada momento e que não é o mesmo que o outro precisa. 

5 comentários:

  1. É realmente uma tarefa inglória! Mas com amor, carinho e dedicação tudo se consegue.

    O Pai,
    http://soupaieagorablog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. É maravilhoso ver a cumplicidade de manos e estou desejosa por sentir isso cá em casa! Estou bastante expectaste da reacção da minha filha à chegada do rebento... espero que corra tudo mesmo bem! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que vai correr! E espreita as dicas que eu escrevi a propósito da chegada do irmão, foi a Magda Mum's the Boss que me deu numa sessão de coaching, e acho que foram muito importantes. beijinhos e tudo a correr bem!

      Eliminar
    2. Graças a tudo o que tens escrito sobre adaptação à chegada de um irmão estou a pensar fazer essa sessão de coaching e também comprar o livro que sugeriste. Adoro ler os teus relatos dos manos. Claro que não é tudo perfeito, mas parece-me mesmo muito harmonioso!

      Eliminar
    3. Longe de ser perfeito é absolutamente perfeito, se é que me entendes. Porque ver a relação, os abraços, os carinhos, a maneira como se procuram um ao outro assim que acordam compensa todas as discussões, bulhas e zangas deles, que são tão próprias na relação dos irmãos mas que conseguem ser muito desgastantes. Um beijinho!

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!