27 de dezembro de 2014

O nosso Natal

Foi muito bom. Em família. Começou logo muito bem com a empresa do meu marido a dar-lhe o dia 24, o que significou mais tempo e família a gozar bem estás mini férias de Natal. Na consoada mais calminho, nós os quatro e a minha avó, mas num jantar delicioso ao ritmo dos nossos filhos, já que o mais velho estava numa ânsia de abrir os presentes que até fazia impressão. Fiz este bolo delicioso e molhado de chocolate e devo-vos dizer que foi de comer e chorar por mais. E eu tenho mais mão para comida comida, mas este bolo levou ao céu todos os que o provaram. Comprei um chocolate da Lindt que também pode ter feito a diferença. No começo das festas, tivemos a visita dos compadres, que sabe sempre bem para dar abraços bons e desejar Boas Festas. O dia de Natal foi a loucura típica de uma família muito numerosa com o Afonso ainda apardalado com tanto presente, embrulho e mais de 20 primos em euforia. Foi o primeiro Natal que ele percebeu mais ou menos o que se estava a passar e nem sabia para que lado se virar. No dia 26 continuámos com festa, desta vez com uns cunhados que vieram com um enorme pirex que nem se tinha aberto no almoço de 25, as duas filhas e duas sobrinhas do lado da minha cunhada. Animação total. Mais comida e mais conversa e as crianças aos saltos a jogar PlayStation e mais um ferby que não se calava. Os meus cunhados tiveram de sair para nos encontrarmos nas Amoreiras depois e eu tive de ir, à última hora, visitar uma amiga que tinha tido um bebé e que estava toda stressada com a amamentação e queria uma bomba de tirar leite. E lá apareci eu no hospital com 5 crianças que se especaram ao colo da parturiente a vê-la dar de mamar... Fui o mais rápida que consegui e em menos de 5 minutos estava, cheia de coragem, a envher a monovolume para ir com 5 crianças para as Amoreiras. Correu bem. Não pedi nenhuma:) e cada vez acho que se tivesse menos 10 anos gostava mesmo, mesmo de ter uma resma de filhos!!  Hoje foi dia de mais visitas natalícias, mais presentes e abraços de comemorações alargadas de Natal. Uma festa, portanto. Eu adoro o Natal... Os enfeites, as luzes, o calor das casas iluminadas,mas velas, os abraços, os risos, os doces, os reencontros, a alegria e o excitamento das crianças... E não sei de onde vem o som, mas estou a ouvir a "música no coração", que associarei sempre aos natais da minha infância, pois todos os anos dava o filme... E se calhar deve estar a dar hoje e o meu vizinho está surdo e pôs a televisão no máximo! Espero que também tenham tido um excelente Natal!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!