13 de dezembro de 2014

Jantar de sábado

Hoje o jantar era carbonara. Quando estive em Roma rendi-me o Spagetti Carbonara, nunca tinha comido a verdadeira carbonara e fiquei deliciada. Hoje resolvi experimentar. Não ficou igual, mas também estava boa, mas mesmo bom foi o diálogo que antecedeu o jantar.
Eu: mesa!!
Filho mais velho: oh mãe, posso antes comer o puré do almoço e o que sobrou?
Eu: mas porquê, filho? A mãe fez um jantar tão bom.
Filho: eu não quero comer mortos. O pai disse que o jantar era carne humana!!

O que nós rimos!! E lá lhe explicamos que não íamos comer carne humana, mas massa carbonara e que ele ia adorar. 

1 comentário:

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!