5 de dezembro de 2014

No mesmo corredor da maternidade

Estou internada no serviço de ginecologia e obstetrícia e, por isso, quando vou dar os meus passeios pelo corredor ouço os recém-nascidos chorar dentro dos quartos. E penso no futuro. Sei que agora vamos ter de decidir (em conjunto com as indicações médicas) se avançamos para o terceiro filho ou se fechamos a loja. Depois da cirurgia ainda nem falei disto com a médica, há tempo, e para já estou concentrada na recuperação, mas quando o meu marido falou ela, após a cirurgia, à porta do bloco ela disse logo que me tinha deixado um ovário e as trompas limpas para uma gravidez. (A possibilidade ou não de uma terceira gravidez dependia muito do estado em que a doutora encontrasse o meu sistema reprodutivo e a forma como estaria afectado pela endometriose, mas ela sabe do nosso desejo de ter mais filhos e garantiu que faria tudo o que estivesse ao seu alcance na cirurgia para me perservar). Vamos ver o que ela me diz para a semana na consulta. Mas tenho fé que há esperança de irmos ao terceiro filho. E isso é uma enorme alegria. Mas um dia de cada vez. Para já, concentro-me na recuperação e deixo os recém-nascidos chorar nos quartos das suas mães enquanto eu aproveito este internamento para fazer uma cura de sono. Isto de ter um quarto individual num hospital privado é um luxo. 

1 comentário:

  1. Que bom que tudo correu bem!
    Vai ver que vai estar tudo certinho para o terceiro rebento. ;) Continuação de melhoras.

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!