17 de março de 2014

Stress Matinal

Acordamos bem cedo com o Afonso, mas nem assim evitamos os stresses matinais. Hoje foi o mais velho que depois de escolher um iogurte, já não o queria, e trata de disparatar e de sujar a bata e a camisola, que tinha acabado de vestir de lavado. E eu devia ter tido mais calma, mas irritei-me, gritei e zangámo-nos. E eu fico com o coração do tomando de uma ervilha quando não tenho a calma que deveria ter. E ele, claro, dizia que só queria o pai. Mas com um respirar fundo, um abraço e beijos a coisa lá se compôs. Mas detesto começar o dia assim. E se por um lado ele fez asneira eu, como mãe, é que tenho a obrigação de não me deixar levar pelos nervos e manter a calma. Esperemos que amanhã corra melhor.

2 comentários:

  1. Acho perfeitamente normal que te tenhas irritado. Penso muitas vezes como era quando nós éramos pequenos.Os nossos pais também se irritavam connosco. Faz parte! Faz parte ele fazer asneiras. E também faz parte ficarmos com sentimento de culpa por nos termos irritado, e eles dizerem que não gostam de nós! ;)

    ResponderEliminar
  2. Como te compreendo.
    Eu tenho de vestir 3... Na realidade visto um, que nunca se quer vestir, dou a roupa a outro que se veste sozinho e tenho que garantir que a mais velha se veste com roupa apropriada à estação do ano, ou seja não a deixar sair da casa de t-shirt no inverno e de botas no verão, o que pode implicar mandar tirar tudo e começar de novo...
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!