16 de abril de 2015

A pensar na festa de anos do mais pequenino...

Quem por aqui passa sabe que eu gosto muito de preparar as festas de anos dos meus filhos. Dá-me imenso gozo preparar aquele dia especial, que sei que os vais deixar felizes. Não gosto daquelas festinhas todas pipis's com tudo a condizer e tão perfeitinho que até dá medo de comer para não estragar (nem tinha orçamento para isso), mas gosto de preparar tudo com cuidado, com gosto e à medida dos sonhos dos meus filhos. Sobre o tema das festas, li este artigo e achei interessante.

O meu mais velho do coração - Janeiro:

Primeiro aniversário - Em casa, com a família chegada e os nossos amigos que são como família. Ou seja, mais de 30 pessoas reunidas para cantar os parabéns. Provou pela primeira vez pão de ló, feito para a ocasião, no mesmo dia em que fizemos a introdução do ovo.

Segundo aniversário - Cerca de 60 pessoas no Parque do Alvito. Bolo de anos do Mickey. Foram alguns amigos da creche, além da nossa família e amigos e respectivos filhos.Fizemos de manhã e estava um dia de sol radioso!

Terceiro aniversário - Também muita gente, que pertencemos a uma família muito, muito numerosa. Éramos cerca de 50 pessoas na Clareira Encantada em MiraFlores. Alugámos só o espaço. As comidas e tudo o resto foi por nossa conta. São Pedro esteve do nosso lado e, por isso, para além do espaço interior podémos usufruir do jardim, que é maravilhoso. Bolo do Jake, o herói do momento!

E também fomos à sala da creche cantar os parabéns!



Quarto aniversário - Correu tão bem o 3º aniversário, que quis repetir o sítio. Mas desta vez o tempo estava de bruxas. Foi dos dias mais chuvososos e ventosos desse ano. Temi que ninguém aparecesse, mas não falhou ninguém:-))) Fiz as comidas e preparei tudo, mas o bolo foi da Lénia e estava liiiindo!!


Quinto aniversário - Foi a primeira vez que fizemos uma festa à tarde (este meu filho dormi sempre umas sestas enormes e, por isso, optámos sempre por festas de manhã e funcionou lindamente). O espaço da Clareira Encantada já não dava para esta idade. Escolhemos o Ginásio Clube Português e ele adorou! Disse logo que tinha sido a melhor festa do mundo e que queria repetir para o ano. Mais uma vez tratei das comidas e bebidas, e mais uma vez a Lénia fez o bolo. 



Este ano, ao contrário dos anteriores, não convidou a turma toda. Nas festas do GCP há duas opções e dois preços, até 30 meninos ou mais de 30. Nós decidimos que íamos para a oção até 30 crianças e ele teve de escolher os amigos que mais gosta da escola, porque as restantes vagas eram para os imensos primos e filhos de amigos nossos. Ele não teve dificuldade nenhuma em seleccionar e na segunda feira seguinte levámos um bolo para a escola e fizemos uma festa com todos os meninos da sala.



Vejam ideias de menu aqui.

O meu mais novo - Abril:

Primeiro aniversário -  Eu, o pai e o mano fomos soprar a vela à sala do berçário (ele foi à escola de manhã para eu conseguir preparar o jantar de família). Depois fomos os quatro passear para a Expo. Fomos ao oceanário - programa escolhido pelo mais velho - e andámos de teleférico. E ao jantar tivemos toda a família chegada para um grande jantar de aniversário para soprarmos a vela em família!

Para este segundo aniversário - Contratei uma animadora que vai à sala do meu filho da creche fazer um teatro. Vai ter bolas de sabão e balões. Eu, o pai e o mano vamos lá estar e vamos cantar os parabéns e soprar as velas do bolo de iogurte que eu vou fazer. Depois conto como correu. E no fim de semana faremos um piquenique com toda a família e amigos mais chegados! Os convites já seguiram, o espaço está escolhido (São Pedro mantém a previsão de bom tempo, please), o menú está definido e a escolha do bolo está em andamento. A festa é a um sábado à tarde e o mano mais velho está tão entusiasmado e empenhado como se fosse a festa dele!
Eu: podias usar algum do teu dinheiro para comprar uma daquelas caixas pequeninas da lego com animais da quinta para dares ao teu mano nos anos, não achas boa ideia?
Filho: não me parece nada bem gastar dinheiro em legos para bebés!!!
:)))

E lá tivemos uma conversa sobre a partilha, o gosto em oferecer, a alegria de quem recebe... E ele conclui: Ele adora macacos! Vou pedir à C. (educadora) para fazermos um desenho giro de um macaco e depois metemos numa caixinha. O mano vai gostar, não achas?
Claro que vai. Até porque o melhor presente ele já recebeu: tu, como irmão!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!