8 de abril de 2015

A fúria do açúcar!

A grande reportagem da SIC, "Somos o que comemos" lançou uma enorme fúria contra o açúcar. Parece que só com esta reportagem é que as pessoas perceberam o mal que o açúcar faz, principalmente o açúcar branco. Agora entrou tudo na moda dos 21 dias sem açúcar. E os outros dias? Claro que temos de ter cuidado com o que comemos e com o que deixamos os nossos filhos comer, mas moderação e bom senso acima de tudo. Eu estava a banhos no Algarve, com as maravilhosas bolas de Berlim e claro que os deixei comer, até porque só soube deste alarido quando regressámos à civilização depois de um fim-de-semana de Páscoa com muitas extravagâncias e gulodices infantis. Se abusaram? Abusaram. Mas também comeram sopa, muita fruta e até apanharam laranjas directamente das árvores. E o que conta é todos os dias. Imploro à minha mãe para não lhes dar chupas e gomas, nunca gostaram de papas, sumos são muito raros lá em casa e os cereais são os Kellog's iogurte natural. O mais velho sempre detestou chocolate, começa agora a achar graça indo contra esta a corrente, e lá em casa o leite sempre se bebeu simples. De vez em quando levo-os ao MacDonald's, mas eles que comem pouco lá não é excepção e mal tocam na comida que o que querem são os brinquedos, e no verão comem gelados com moderação. E a bolas da praia, claro. Que fazem parte da tradição, assim como as conquilhas. São magros, principalmente o mais velho, que é mesmo muito magro, mas isso nunca me fez deixá-lo abusar nos doces, mesmo quando me diziam: deixe-o lá comer que ele é tão magrinho, mais uma bolinha de Berlim até lhe faz bem. Não faz e não comia. Claro que devemos ter cuidado com o açúcar, mas esta paranoia não deve ser como as dietas que começam à segunda e terminam à sexta à noite. Não devemos cair em exageros. Pelo menos, esta é a minha opinião. Estamos cada vez mais bem informados e é impressionante a oferta que temos hoje em dia nos supermercados, é um verdadeiro atentado e uma tentação. Cabe-nos a nós escolher o que colocamos no carrinho. E fazer com que toda a família coma de forma variada e equilibrada.

1 comentário:

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!