7 de dezembro de 2013

José Cid, pés cansados e filhos bons!

Ontem fui ao concerto do José Cid com o meu marido, quatro cunhadas, três cunhadas, a sobrinha mais velha (17 anos) e o namorado, que foi oficialmente apresentado à família! Foi giro o concerto, mas o José Cid, nos seus 71 anos, tem mais pedalada que nós todos juntos e depois de 3 horas de concerto ele continuava a bombar e nós já não nos aguentávamos de pé. Saímos antes do concerto acabar e quando abrimos a porta de casa encontrámos o nosso filho mais velho ali, de pé. "Foi bom o concerto? Ainda bem que já chegaram. Já tinha saudades. " E abraçou-nos. Levei-o para a cama dele, aconcheguei-o e ele adormeceu. Fui para a cama, deitei-me, apaguei a luz e... o Afonso começou a chorar. A minha mãe acordou também e foi fazer o leite. Dei-lhe o biberão e voltei para a cama. Adormeci profundamente. De manhã, o mais velho foi-se enfiar na nossa cama e disse: depois contas-me como foi a vossa festa de ontem? Eu disse que sim, enrosquei-me nele e adormecemos. Acordei às 10h30 com a minha mãe a dizer que ia ver o mini tufão cá de casa a jogar futebol e que o Afonso tinha bebido o leite às 7 e estava novamente a dormir. E eu já não dormia 8 horas seguidas há mais de 7 meses. Que bom que foi! Isto de ter a minha mãe cá a dormir em casa é uma maravilha! Isto de repartir os ofícios nocturmos e matinais da maternidade com a avó é um luxo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!