15 de dezembro de 2013

Co-sleeping

Nunca habituámos o mais velho a dormir na nossa cama. Sempre dormiu lindamente na cama e no quarto dele. Sozinho. Sem dramas. Uma história, um mimo, a luz de presença acesa ( a partir dos 2 anos, mais coisa menos coisa) e uma noite feliz e descansada até de manhã, salvo uma ajuda para fazer xixi ou beber água. Mas desde que mudámos para a casa nova que todas as noites, todas as santas noites, vai para a nossa cama. Ao início, ia de manhã, depois começou a ir cada vez mais cedo  e agora quando acordo a meio da noite para ir dar um biberão ou pôr a chucha ao Afonso já lá tenho o miúdo. Entra sem fazer barulho, enrosca-se e ali fica. Primeiro dizia que como o mano lá estava não queria ser o único a dormir sozinho e que a família tinha de estar unida ( a lata!!) depois pus o mano no quarto deles e agora é o Afonso que dorme sozinho no quarto. Devia ir metê-lo na cama dele, quando o sinto chegar, mas estou a dormir tão descansada que só quero mesmo dormir. E quando faço o esforço de o ir pôr à cama dele, ele pede para eu ficar um minuto, mas ele acabo por adormecer. São uma confusão estas noites. Ontem o meu marido dizia: ou acordo com a família toda na cama, comigo quase a cair, ou estou sozinho e lá vos vou procurar!!

Não sei se esta atitude do mais velho tem a ver com o nascimento do irmão, mas a verdade é que isto só  começou a acontecer vários meses depois. E eu acho um péssimo hábito. 

Tenho que ser mais determinada durante a noite e ir pô-lo na cama as vezes que forem precisas, mas a preguiça e poder dormir às vezes falam mais alto!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!