13 de outubro de 2013

O perigo dos medicamentos e das crianças

Ontem apanhei um grande susto com o meu filho mais velho. Ele adora tomar remédios e nunca tivemos problemas nenhuns em dar xaropes, comprimidos e mais recentemente agora comprimidos em versão para mastigar ou chupar, que são os preferidos dele. Se por um lado é bom ter uma criança que não faz fitas para tomar remédios por outro é demasiado perigoso. E ontem apanhámos um valente susto. Depois de o deitar mil vezes, vejam o post anterior, ouvi a porta do armário da minha casa de banho a bater. Saltei de imediato e corri para lá e lá estava ele. Perguntei-lhe o que tinha tomado e ele abriu o armário e apontou para a caixa do Sungulair, remédio para as alergias e asma. O pai levou-o dali e eu fui ler o que dizia a embalagem para fazer em caso de sobredosagem. Mandava ligar para o médico e eu liguei de imediato para o pediatra, mas ele tinha o telemóvel desligado e liguei para a saúde 24, que depois me pôs em contacto com um médico dos venenos e intoxicações. Felizmente a dose ingerira não exigia cuidados nem preocupações e eu não ganhei para o susto. Já escondi a caixa dos remédios e temos de quadruplicar os cuidados e não deixar nada à vista. Tolerância zero para não haver um acidente grave. Vou comprar uma caixa que ele não consiga abrir e continuar com ela bem escondida. E vocês, têm os remédios bem escondidos e trancados?

2 comentários:

  1. Os meus estao bem a vista, dentro dos armários, nas prateleiras mais altas, onde para eu chegar, tenho de me por em bicos de pés (e tenho quase 1.70...)

    ResponderEliminar
  2. armários dos detergentes e de medicamentos e os da casa-de-banho todos trancados. Desde que começou a gatinhar :) até dos tachos e pirex estão trancados, não vá haver algum disparate com os vidros :) mesmo assim um dia subiu a um banco e bebeu um bocado de um ambientador... foi a minha estreia com a linha dos venenos

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!