27 de outubro de 2013

Domingo de filho único

Isto de ter mais do que um filho exige uma grande ciência na gestão do nosso tempo enquanto mães. Cada um dos meus filhos precisa de mim, à sua maneira, e nem sempre consigo ser a mãe que gostaria para os dois. Com um bebé de seis meses, que exige muita dedicação, às vezes falta-me tempo (em quantidade e qualidade) para o meu filhote mais velho. Na última semana ele teve dias muito difíceis no jardim de infância com um comportamento que parece ser uma chamada de atenção. A educadora falou connosco e eu perguntei-lhe se ele andava triste e se era por isso que se andava a portar mal na escola. Ele disse que andava triste porque nunca mais tinha ido ao cinema com o o pai e com a mãe. Falei com o meu marido e decidimos que o Domingo seria dele. Cinema e depois almoçar ao MacDonald's, o que para ele é um mega programa. Quando percebeu que o mano não ia, disse logo que o mano também tinha de ir conhecer o MacDonlad's, mas eu expliquei que o mano era bebé e que ficava a almoçar e a dormir com a avó. Não ficou lá muito convencido, mas depois de irmos adorou! Adorou ter os pais só para ele. Até lhe comprámos duas gomas para ele levar para o cinema. Houve muitos beijos e muita atenção em exclusivo, mas quando regressámos correu a acordar o mano que já estava acordado. Foi um bom programa, mas confesso que ao almoço senti que me faltava ali qualquer coisa, faltava ali o pequeno Afonso... Afinal, a família só está completa quando estamos os 4. E é bom que todos sentimos isso!!

Nota: eu dormi o filme todo, claro, mas o meu filho adorou os Cães Astronautas. O meu marido, que esteve acordado, disse que o argumento era fraco. Mas foi o que havia para ver. Haviam de ter visto a nossa cara quando ontem estávamos a planear o programa e reparámos que o meu filho já tinha visto os filmes todos. Ao contrário dos pais, ele está sempre muito actualizado em questões cinéfilas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!