28 de maio de 2015

Perímetro Cefálico

Na última consulta do Afonso saí de lá um bocado tensa por causa da medição do perímetro cefálico. O pediatra disse que não havia razões para alarme, mas a verdade é que eu, como mãe, de vez em quando penso neste assunto. Ele nasceu um bocado amolgado e com a cabeça torta, mas o pediatra, logo nessa altura, disse que tudo iria ao lugar com o crescimento. De facto, já tem a cabeça quase redonda e mal se nota que ele tem a cabeça um bocadinho torta. Mas o facto de nos últimos 10 meses não ter havido aumento do perímetro cefálico deixou.me nervosa. O pediatra disse apenas para irmos vigiando e que caso houvesse necessidade marcaríamos para um neurologista. Ontem, este artigo da Pais & Filhos e uns comentários de umas mães num grupo do FB voltou a acender a minha luz do medo. E se...? Tentei marcar consulta com um bom neurologista pediátrico, mas é preciso ir referenciado pelo pediatra ou pelo centro de saúde. Gosto do nosso médico de família e já marquei uma consulta com ele para daqui a três semanas. E penso que já o deveria ter feito para me tranquilizar… Acredito que estará tudo bem, mas preciso de ouvir mais opiniões e preciso que me digam que está tudo bem. Coração de mãe é assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!