24 de janeiro de 2014

Uma manhã de muitas emoções

Hoje de manhã expliquei ao meu filho mais velho que o mano não vai à creche para poder ficar bom. O meu filho ficou inconsolável porque diz que com o mano lá não se sente sozinho. Ele não tem nem nunca teve problemas de sociabilização, deve ser mesmo um dos miúdos mais sociáveis da creche, mas adora ter lá o mano e tem um orgulho imenso nisso. Conto com a ajuda da educadora dele neste assunto para o fazermos ver que nem todos os meninos têm manos na creche e que nem por isso estão mais sozinhos. No berçário foi entre lágrimas que falámos da saída do Afonso. Parece um disparate, eu sei, mas somos todas mães e mulheres emotivas e ficaram todas com muita pena do Afonso sair. Esperamos que ele regresse em Setembro, mas para já mimo da mãe é a palavra de ordem! Logo vou com o bombocas buscar o mano mais velho e prevejo mais emoção... (e no meio disto tudo regressou-me hoje o período, ao fim de ano e meio, e estou completamente hormonal).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!