28 de janeiro de 2014

Para o Pai, com saudades!

Ao fim da tarde eu e o mais velho dedicamo-nos a fazer uma construção de lego (enquanto o Afonso mergulhava na caixa e tirava as peças todas para fora, radiante). Decidiu fazer um castelo e enchê-lo de flores: é para darmos amanhã ao pai quando voltar (o meu marido foi ontem para fora em trabalho e só regressa amanhã à noite) e ele saber que tivemos muitas saudades dele! Até amanhã, maridão paizão!



Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!