Livro para a mãe

Estou com curiosidade em ler o livro "Seja feliz sem dietas". Quem por aqui anda sabe que eu estou num plano de emagrecimento, que é muito mais do que uma dieta, mas é sim uma mudança na alimentação, que passa por fazer escolhas mais correctas não só para mim como para toda a minha família. A mim, a palavra dieta dá-me logo vontade de comer, é uma coisa restritiva. E eu gosto de comer, gosto do convívio que a comida traz, gosto de cozinhar... Logo, as dietas para mim são complicadas. Não fazem sentido. Mas tinha de me livrar do meu excesso de peso ganho nas gravidezes e também a comer no trabalho. E  achei graça a autora referir logo no início do livro, que foi a única coisa que ainda tive tempo de ler, o problema que são as refeições nas cantinas dos estúdios de televisão, que se não temos cuidado (leia-se: eu tenho de comer todos os dias bifes de peru com salada, sim ao almoço tenho obrigatoriamente que fazer dieta para fugir aos fritos, gorduras e sopas cheias de batata) aquilo é comida que só engorda. Tenho de perder o peso que acumulei nos últimos anos, mas tenho de o fazer de uma forma gradual e equilibrada, sem passar fome, mas deixando de lado o que não me faz bem e não é saudável, e apostando mais nos vegetais, na fruta, nas massas integrais, no pão escuro... Comecei também a beber muita água, coisa que raramente fazia, e tento ir 3 vezes por semana a uma aula express no ginásio com uma amiga, que é uma maneira de gastar calorias e desopilar a cabeça!

Vou ler o resto do livro e depois partilho aqui. Não sou do género de livros de auto-ajuda, mas achei graça a este por falar em mudança de hábitos e estilo de vida. Obrigada à Leya.

Comentários