30 de dezembro de 2015

Coisas boas do meu 2015#2

Engravidar da minha filhota- depois de, mais uma vez, ter  levado a melhor à endometriose!  No dia 28 de Maio, soube que estava grávida e nem queria acreditar! Depois foi levar tudo com calma, com as expectativas baixas ao início, mas a ser abençoada com uma gravidez tranquila e muito feliz!



2 comentários:

  1. Boa tarde. O meu nome é Cláudia Monteiro e através de uma amiga fiquei a conhecer o seu blog e, nomeadamente a saber que tem Endometriose.
    Foi-me diagnosticada a doença a semana passada, na sequência de uma dor que tive que levou a que se pensasse que era apendicite o que levou a uma intervenção cirúrgica através de laparoscopia, e a partir da qual descobriram focos de endometriose. Tenho imensas dores e os médicos deram-me a entender que provavelmente não conseguiria engravidar.
    Questiono se a endometriose chegou a condicionar o seu dia-a-dia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia, se quiser tem o meu email do blog e podemos comunicar por lá, mas posso dizer-lhe que tenho endometriose diagnosticada há 20 anos, desde os meus 18 anos. Tinha dores menstruais horríveis, que passaram com a pílula contínua. Já fui operada duas vezes e sei que não ficarei por aqui, porque já tenho novos focos. Tenho 3 filhos maravilhosos, mas tive 3 abortos pelo caminho. A minha médica é a dra. Fátima Faustino, uma referência na doença. Ela dá consulta nos Lusíadas e no consultório privado. Ela é Top e sei que se não fosse ela dificilmente teria tido a minha terceira filha. Há muita ignorância em relação à doença, mesmo na comunidade médica, por isso é mesmo importante que seja bem seguida e vigiada. Envie-me um mail se precisar de mais ajuda. Um beijinho. E não desista, pelo menos até um especialista como a dra. Fátima dizer que é impossível.

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!