3 de dezembro de 2015

A Emel

Eu odeio a Emel. É um facto. Não há nada a fazer e sei que não serei a única. Mas a nossa relação está bem melhor desde que uso o ePark no telemóvel e não tenho aquele stress das moedas. E talvez para limparem a imagem e tentarem não ser tão odiados, a Emel está com uma campanha de solidariedade. Acho bem. Pode ser que as pessoas os comecem a detestar um bocadinho menos... Afinal eles só estão a fazer o trabalho deles e, na minha rua, o estacionamento melhorou imenso com a chegada da Emel e agora tenho sempre lugar à porta.
O meu filho mais velho vinha há uns tempos com a minha mãe. E ela não tinha moedas para o parquímetro. E ele diz-lhe: oh avó, já não é preciso moedas. Agora paga-se com o telemóvel! (Só que o telemóvel da avó é arcaico e não dá...)

1 comentário:

  1. Partilho do mesmo sentimento. Acho é que esta coisa devia ser não só no Natal, mas durante todo o ano. Aliás, uma coisa destas, que gere espaços públicos devia canalizar quase tudo e ao longo do ano todo o dinheiro para estas causas.

    O Pai,
    http://www.soupai.pt

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!