16 de setembro de 2014

Endometriose # 5

Ontem tive consulta com a ginecologista especialista em endometriose que a Susana, da MulherEndo, me aconselhou. Adorei a médica. Experiente, calma, simpática e afável analisou a minha ecografia, a Ressonância magnética e a colonoscopia e explicou-me o que eu tinha e qual é a única forma de resolver: cirurgia. Tenho endometriose cujo o foco de origem foi o ovário esquerdo, ovário onde tive endometriose há 15 anos e ao qual fui operada na altura, mas que cresceu e se multiplicou e envolveu o entestino. Apesar de ter tomado sempre a pílula e de ter tido 5 gravidezes e dois filhos a endometriose não parou de crescer - como eu imaginava que sim - e até é surpreendente como é que eu consegui ter estes dois filhos maravilhosos, uma vez que a maioria das mulheres que chegam a esta especialista não conseguem sequer engravidar. A única coisa que trava a evolução da endometriose é a menopausa, mas a médica, devido aos meus 36 anos, não me quer já tirar tudo e provocar uma menopausa precoce. Para já, vamos fazer uma cirurgia, que inclui tirar o ovário afectado, a parte do intestino afectada, e limpar toda a zona onde tenho endometriose. É uma cirurgia que acarreta bastantes riscos, além dos normais associados a uma cirurgia, principalmente devido ao risco de infecção por se estar a mexer e cortar o intestino  depois a fazer a sua junção outra vez. A recuperação é lenta e dolorosa, mas o mais importante - e é àquilo que me agarro - é que hei-de ficar bem.

2 comentários:

  1. E é a isso que tens de te agarrar - Vais ficar bem, claro. Um beijinho de força.

    ResponderEliminar
  2. Força e Coragem! Vai tudo correr bem!

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!