15 de setembro de 2014

A interacção dos manos



Cada vez interagem mais os meus dois pulguinhas! É o máximo! E ainda está só a começar. Hoje à mesa do pequeno-almoço, cada um à cabeceira da mesa, riam um para o outro, o mais velho piscava o olho, o outro ria e depois fazia uma gracinha, e o mano respondia, e estiveram o tempo todo a trocar gargalhadas e caretas, numa cumplicidade única. A certa altura, o mais velho levanta-se e vai abraçar o mano e diz: és a coisa mais querida da minha vida, mano lindo! Meu besnico (palavra que eu uso)! Depois, olha para mim e para o pai e diz: obrigado por me terem dado um mano tão querido. Aperta-o e estrafega-o até o outro refilar e volta para o seu lugar. E eu tive a certeza que não há nada melhor que este amor que se vive em família. E que o amor dos irmãos é mágico. E dei graças por lhes ter proporcionado a sorte de terem um irmão e peço para que a consulta que vou ter logo (com a ginecologista especialista em endometriose) me diga que ainda é possível arranjar isto tudo para eu voltar a engravidar. e se não for possível isto, pelo menos que me diga que é possível arranjar isto tudo para eu ficar bem e poder viver muitos e longos anos para ver os meus filhos crescerem!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!