19 de junho de 2014

O novo heterónimo de Fernando Pessoa

Ontem, a propósito do meu novo projecto profissional, apresentei Fernando Pessoa ao meu filho mais velho. Falei-lhe dos poemas e prometi que um dia destes lhe mostrava alguns livros deste poeta Português, depois dele me ter perguntado se é assim tão importante há livros dele em todas as casas?.  Expliquei que infelizmente não haveria em todas, mas que nós tínhamos alguns e que depois eu lhe lia alguns poemas. E foi esta a nossa conversa e mimo de boa noite.

Hoje, ao jantar, estava-lhe a pedir para contar ao pai o que lhe tinha ensinado ontem sobre o poeta Fernando Pe...  calei-me para ele concluir a palavra, ele lembra-se do que estamos a jantar e diz: Fernando Peru!!! Foi a risota total, e assim nasceu mais um heterónimo de Pessoa. Ao deitá-lo, voltei ao mesmo assunto. Então de que poeta falámos hoje? Ele olha e pergunta a medo, era Fernando Galinha, não era?? Nova risota. Não, filho. Era Fernando Pe... Peru, claro! Fernando Peru!!! 

E eu sempre que ouvir ou me lembrar de Fernando Pessoa, lembrarei sempre com imenso carinho e um sorriso nos lábios, este novo heterónimo criado pelo meu amor mais velho!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!