4 de junho de 2014

O comilão

Pequeno A. é um bebé comilão e por todos os Santos que assim se mantenha, que para pisco já basta o mais velho. Do leque do seu vasto vocabulário estão as palavras mãe, mãn (mano), dá e nanana (banana)! É vê-lo aos saltos na cadeira da papa quando eu pego numa banana e começa ele, radiante, nanana, nanana! Eu ensino-lhe que é banana que se diz e ele, cada vez mais entusiasmado diz: dá nanana! Dá gosto vê-lo comer. Prova tudo, devora bolachas, adora sopa, pão, cerejas e está sempre de boca aberta. Não está nada gordo, mas tem umas bochechas e uns refegos que são mesmo bons para beijocar! E ontem, no jantar do meu aniversário, partilhou com a família a alegria de comer pizza! É mesmo meu filho. Haviam de o ver sentadinho, muito compenetrado, e com aquelas mãozinhas a comer a sua pizza. Isto depois de ter alambasado uma substancial sopa com carne e uma nanana!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!