25 de junho de 2014

Manhã demoníaca

Contei ontem aqui que agora o meu filho mais velho adormece muito tarde. Conto agora que a nossa manhã foi tão má, com tanto choro e birras descontroladas, que a porteira, que mora no andar de baixo, achou que tinha havido um acidente grave cá em casa e que íamos sair disparados a qualquer momento numa ambulância. Ele estava insuportável e cheio de sono e eu estava cheia de sono e sem paciência depois de ter estado a trabalhar madrugada adentro. Ele recusou toda a roupa que tínhamos escolhido e preparado juntos de véspera. Não queria fato de banho, não queria as crocs, eu vestia-o enquanto ele gritava, descontrolado, e dois segundos depois, despia-se. Lá em baixo deviam imaginar que nos estávamos a matar uns aos outros. E em segundo plano, o Afonso gritava porque (está há 2 dias com uma conjuntivite) não queria pôr gotas nos olhos! (E agora , às 23h05h, vou ali porque estou a ouvir movimentações, o que quer dizer que ainda não adormeceu. Desejem-me sorte para a próxima manhã)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!