23 de junho de 2014

Eu tenho dois amores!

São tão diferentes os meus filhos. Percebe-se bem que são irmãos e quando as pessoas os conhecem dizem logo: são iguais. Mas não são. O meu amor grande tem o tom de pele claro e o mais novo é morenaço. O pequenote está bem rechonchudo e é só preguinhas e refegos (apesar de não estar gordo na óptica dos percentis) e o mais velho é magro, magro. Um come tudo, tudo e o outro é um pisco, que come pouco e que se pudesse só petiscava. Um bate palmas quando vê a sopa e o outro bate palamas quando não há sopa! O mais velho tem dentes afiados como o drácula, o mais novo tem 7 favolas grandes. Um tem um pés fininhos e grandes o outro tem os pés sapudos. Mas são os dois super meigos e asneirentos, cada um adequado à idade, adoram música e dançar. Nasceram os dois numa família grande e isso reflete-se na personalidade deles. São sociáveis e gostam de festas e de confusão! Mas enquanto o mais velho quer é brincadeira, o mais novo procura o colo que estiver mais perto da mesa das comidas. O mais velho detesta chocolate, já o mais novo (ao colo de alguma tia ou de alguma prima) despacha uma fatia de bolo sem que eu me aperceba! Têm um fascínio por tudo o que é tecnologia e são o amor um do outro! E  o meu!!!


 

1 comentário:

  1. Os estranhos procuram semelhanças, as mães vêem as diferenças!
    Cada um é uma pérola única. Eu também tenho 3 pérolas, todas diferentes!
    Bjs,
    Paula
    http://vidademulheraos40.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!