9 de junho de 2014

Pode ser um clichê, mas o melhor do mundo são mesmo as crianças!



Fiquei triste com esta notícia sobre a baixa natalidade. Já sabemos que nascem cada vez menos crianças em Portugal, mas é mesmo assustador pensar que vai ser ainda pior. Um país sem crianças. Conseguem imaginar um futuro mais triste? Logo a seguir encontrei esta notícia, que revela que de acordo com o Instituto Nacional de Estatística cerca de 47%, das crianças portuguesas "vive em famílias sem outras crianças". Que tristeza! Não há crianças e as poucas que depois nascem não têm outras crianças com quem brincar. E dei por mim, mais uma vez, a pensar no terceiro filho e a dar graças pela família em que nasceram os meus filhos, rodeados de primos e de companheiros para a brincadeira e para asneira. Cada fim de semana, cada encontro, cada simples almoço ou lanche de família é uma festa recehada de crianças! E de facto, uma das maiores alegrias é vê-los a brincar uma tarde inteira, dias inteiros, super divertidos entre eles. Não precisam de mais nada a não ser uns dos outros para estarem felizes. Brincam, saltam, discutem, zangam-se, riem, choram, dançam, pulam, sujam-se e são crianças imensamente felizes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!