20 de agosto de 2013

Remorsos de mãe

Olho para o meu pequenino e penso que nesta altura o mais velho já ficava os dias inteiros na minha mãe para eu ir trabalhar. Tive de começar a trabalhar ao fim de 3 meses e pouco e hoje nem sei como consegui. Claro que consegui. Tinha de trabalhar e na empresa ( que mais tarde me deu um pontapé no rabo porque a minha gravidez de risco não deu jeito) precisavam de mim. Mas agora olho para esta coisa boa e pequenina e penso que não o quero largar. Quero aproveitar melhor esta fase. Passa tão depressa. Em pouco tempo estão a chamar-nos azelhas se não estacionamos bem o carro à primeira ( juro que já me aconteceu!!!).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!