12 de agosto de 2013

A cama dos pais

Adormeço sozinha esparramada na cama. Às 4 e meia dou de mamar ao Afonso, sentada, mas às escuras e ele volta para a cama dele. Ás 7 e meia acordo, ponho o Afonso na cama para dar de mamar, e já lá tenho o mais velho, atravessado a domir. A esta hora dou de mamar deitada. Coloco-o com cuidado, protegido com uma almofada, sabendo que vamos adormecer os dois. E assim é... Dormimos os três (já deixei de ir à praia de manhã com o Afonso e temos aproveitado para dormir as manhãs). Acordamos lá para as 9 e meia com o pequeno a palrar... O mais velho acorda e abraça logo o mano. E eu gosto de os ter ali... Só falta o Maridão. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!