20 de agosto de 2013

Mãe de dois...

Ser mãe de dois exige muito, mas muito de nós. Então nestes primeiros meses, em que ainda nos estamos a ambientar, em que o mais velho ainda acha que assim que chama mãe esta está logo disponível e em que a creche está fechada e as férias do pai já terminaram são um desafio...

  • Tenho de fazer programas com o mais velho, mas é preciso escolher bem os locais porque eu posso ter de dar de mamar. E o problema não é a maminha de fora, que a mim isso nunca incomodou, é estar num sitio onde o meu índio não possa fugir, onde não se perca, onde não se afaste muito... Onde ele esteja à vontade sem eu ter de estar sempre a dizer, anda cá, não vás para aí... Estão a ver o parque do Alvito? É o género de sitio proibido se quero voltar para casa com os dois.
  • Tenho de ir à depilação e tratar das unhas. E vou com os dois? Ou levo o iPad para manter o mais velho quieto duas horas ou passado 5 minutos já ele desmontou o cabeleireiro... E depois calha na hora de dar de mamar. E não dá jeito dar de mamar com as unhas pintadas de fresco. Já tentei e não correu bem... Eu sei que tratar das unhas é fútil, mas uma mãe merece andar com as unhas bem arranjadas e é um dos meus mimos.
  • Ir ao supermercado. O mais pequeno no carrinho como fiz hoje é asneira, mas ele estava a dormir e não o quis pôr no marsúpio. Ao levar o mais novo no carrinho, o mais velho fez birra porque queria levar um carrinho de supermercado e eu já não tinha mãos... Como ia só comprar meia dúzia de coisas - que carreguei três andares mais os dois filhos- ia colocar em sacos de plástico presos na argola do carrinho que era mais fácil... O difícil foi convencer o mais velho desta solução...
  • Hora da sesta do mais velho birra de choro no carro... Hora de mamar do mais novo, choro no carro....

Estes são apenas alguns exemplos de ontem e de hoje. É que nós continuamos a ser só uma, mas eles são dois e precisam muito de nós.

A minha sogra tem 7 irmãos e teve 8 filhos. O meu sogro tinha 8 irmãos. Quase todos os irmãos dos meus sogros tiveram 5, 6, 7 ou 8 filhos... A semana passada lá na praia, a falar com uma tia do meu marido que tem 6 filhos, dizia-me ela: é importante não complicar. Não dá para ser muito picuinhas. Os tempos eram outros e mais fáceis para ter tantos filhos, mas é mesmo importante não complicar... A ver se mantemos a tradição familiar e ainda vamos ao terceiro filho. Para mim, a única coisa mesmo necessária para ter muitos filhos é paciência e disponibilidade. (Estou a falar de casos em que as pessoas não sendo ricas, têm trabalho e uma situação que permite dizer que onde comem 2 comem 3). 

2 comentários:

  1. Como eu compreendo este post: com um filho com 6 anos e gémeos com 8 meses, e o marido fora do país a trabalhar, acredita que o meu cenário consegue ser um pouco pior :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que sim!! Uma pessoa queixa-se, mas as coisas podem ainda ser mais complicadas. Bjs e boa sorte. Deixei de poder aceder ao teu blog. Bjs

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!