E quando os anos chegam logo depois do Natal?

É o cenário perfeito para ser uma enchente de presentes! Nos outros anos, quando o meu filho era mais pequeno, eu fazia uma selecção e dos presentes que lhe tinham despertado menos atenção uns seguiam logo para dar depois a instituições e outros eram cuidadosamente escondidos para depois aparecerem numa tarde de febre em casa, num fim de semana de chuva, num dia em que ele se portou de forma especial... E correu sempre muito bem. Até porque eu não suporto a ideia dos meus filhos terem brinquedos com os quais não brincam quando há tantas crianças com quase nada... Os quartos não devem ser amontoados de brinquedos ignorados. E gosto de ir trocando, guardando uns, trazendo outros... Agora, que ele já é mais velho é ele que escolhe e separa os brinquedos que quer dar e fazemos essa selecção juntos. 

Comentários