2 de julho de 2016

Será que o meu filho mais velho se recordará?

Tenho esta pergunta na minha cabeça: Será que o meu filho mais velho se recordará da festa que fizemos ontem de despedida da escola onde ele andou nos últimos 6 anos? Eu sei que nunca esquecerei, nem a festa (oh, meu Deus, foi tão linda com tantas lágrimas das mães...) nem tudo o que ele viveu ali os primeiros 6 anos da sua vida. Sei que as fotografias, os álbuns, os vídeos, os trabalhos religiosamente guardados ajudarão a conservar a memória, e espero que dentro do coração ele leve todo o amor, carinho, brincadeiras e ensinamentos bons que recebeu. A festa de ontem tinha a parte preparada pela educadora e por eles - abriram com uma valsa e dança como nos bailes de finalistas, e depois houve entrega de diplomas e as fitas e eles estavam a rigor, de capa e cartola mais as pastas... - e depois houve o nosso agradecimento com um vídeo best off dos últimos 6 anos, onde começámos logo a choramingar, mas o culminar do choro foi no palco a cantar uma letra adaptada por uma mãe. Eu soluçava... Para não ser tudo tão choramingas imitámos duas actuações dos miúdos, acabando connosco a dançar o panda style como eles fizeram numa festa, vestidos como eles estavam na altura. Houve lancho partilhado e um bolo. E uma festa que reuniu os pais, irmãos e avós dos meninos finalistas. No meio de abraços e lágrimas os nossos filhos receberam um marcador lindo que vinha a acompanhar um estojo que a educadora fez para cada um para a nova etapa...                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!