21 de julho de 2016

Deixar os filhos voar...

Temos que deixar os nossos filhos irem ganhado asas para voarem. Não os podemos prender debaixo das nossas saias nem os podemos fechar numa redoma, protegendo-os de todos os perigos. Temos de os deixar ganhar asas para irem começando a voar. Voos mais pequeninos que se vão tornando maiores. Mas não é fácil deixar os nosso filhos saírem debaixo das nossas asas e da nossa protecção. Ontem o meu filho mais velho saiu da escola com os pais de um amigo da sala dele para um programa de dois dias: depois da escola  foram ter uma aula de bodyboard, depois dormiu em casa do amigo e hoje vai passar o dia na praia com o amigo, os irmãos do amigo e os pais. Eu conheço o pais, dou-me bem com a mãe dele, confio nela e eu e o meu marido deixámo-lo ir. Ele foi super entusiasmado e radiante e ontem à noite recebi fotografias dele super divertido. O whatsApp é maravilhoso e permite esta partilha permanente de fotos. O problema é que depois no habituamos a este relato permanente e como hoje ainda não tive notícias e não consegui falar com a mãe do amigo dele estou um bocadinho em versão mãe galinha cheia de nervos...  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!