6 de julho de 2016

O meu filho mais velho

Estava eu a arrumar em sacos as roupas da Francisca que já não lhe servem e algumas  roupas do Afonso que também já estão pequenas quando me diz o meu filho mais velho: oh, mãe, depois as pessoas (a quem eu ia dar as roupas) devolvem-te, não é? E eu disse que não, que estava mesmo a oferecer as roupas porque já não vamos precisar mais. E diz ele: oh, mãe, vamos, vamos! Nós ainda vamos ter mais um mano. Só mais um. Por favor. Eu quero ter mais um irmão. E eu expliquei-lhe mais uma vez que eu e o pai estamos muito felizes e abençoados com ele e com os manos e que financeiramente já seria mais complicado. Falámos das actividades extra e de tudo o que gostamos de fazer e de lhes proporcionar e que mais um filho já seria uma grande despesa, disse ainda que preciso de tempo para cada um deles, para dar atenção a cada um, dar colo e mimo, e que apesar do nosso carro ter 7 lugares com mais um mano perdíamos parte da bagageira... Não sei se ele ficou convencido, mas quero que ele entenda que não vamos ter mais filhos... No outro dia, com o mesmo assunto, ele dizia: mas às vezes as mães ficam à espera de bebé de surpresa (deve ter ouvido na escola) eu disse que sim, que é verdade, mas que não vai ser o nosso caso. Ele não concordou e daí ontem ter vindo outra vez pedir mais manos... É um amor pelo irmão e uma vontade de ter muitos irmãos, mas à primeira oportunidade andam às lutas... 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!