24 de agosto de 2015

Diário de uma grávida#38

As várias gravidezes. 

O seguinte texto é da minha inteira responsabilidade e experiência e diverti-me muito ao escrevê-lo.

Na primeira gravidez:
- Tudo gira à volta do bebé e da mãe. É um momento idílico. A mãe faz um diário de grávida onde aponta tudo o que vive e o que sente.
- O pai está completamente focado. Vão juntos às consultas e às ecografias. Gravam as ecografias num CD bem identificado e quando chegam a casa deleitam-se a olhar para as imagens do pequeno rebento.
- A mãe tem todos os cuidados alimentares. Não facilita em nada.
- Ao final da tarde a mãe descansa e relaxa. Ouve música para grávidas e lê todos os guias e todas as Pais & Filhos. Senta-se confortavelmente no sofá e o serão é longo e relaxante.
- A mãe tem medo do parto e sente-se insegura relativamente às suas capacidades maternais.
- Como a mãe vive sozinha com o pai a casa está sempre em ordem.
- A mãe vai às aulas de ginástica Pré Parto e faz as aulas de recuperação Pós Parto, com uma disciplina invejável. Conta ao pai o que aprendeu e leva-o ao curso de preparação para o parto, onde os dois se dedicam à respiração.
- A mãe sonha com um parto natural.
- A mãe compra a roupa de grávida cuidadosamente e começa a fazer o enxoval do bebé com imensa antecedência. Olha e olha para aquelas roupinhas e imagina o sonho que vai ser quando tiver o seu lindo bebé nos braços.
- A mãe sabe de quantas semanas, dias e horas está grávida.
- Os pais falam e falam sobre o bebé que aí vem. Escolhem o nome com calma.
- Toda a gravidez é feita com calma. A mãe transborda felicidade. Lê com o pai o manual da grávida semana a semana até ele saber de cor ao livro
- A mãe está sempre a fotografar a evolução da barriga, faz uma sessão de fotografia no fim da gravidez e outra quando o bebé nasce.
- A mãe faz cerimónia nas filas prioritárias.

Na segunda gravidez:
 - Tudo gira à volta do filho mais velho, que é ainda um bebé. A mãe está muito encantada por estar a dar um mano ao seu filho primogénito e juntos lêem livros sobre a chegada de um irmão.
- O pai começa a pensar como é que vai ser quando nascer mais um filho. Consegue ir às ecografias e à primeira consulta com a obstectra. Gravam um CD com as ecografias, mas como o bebé ainda não tem o nome escolhido o CD fica por classificar. Mostram as imagens da ecografia ao mano, que acha que a televisão dos pais avariou.
- A mãe tem muitos cuidados alimentares, mas já não é fundamentalista.
- Ao final da tarde a mãe trata do filho mais velho, que ainda usa chucha e chora para entrar e sair do banho. Ouve as músicas da Carochinha e lê livros infantis. Quando encontra um exemplar antigo da Pais & Filhos lê-o com atenção, mas só uns minutos porque o filho mais velho a chama. Cai para o lado no sofá depois de ter tratado do filho e da casa e adormece feliz com a mão na barriga, que é maior do que a primeira, a sonhar com o filho que se vem juntar ao seu primogénito.
- A mãe tem medo de não ser capaz de amar dois filhos da mesma maneira.
- A mãe tropeça em pequenas peças de brinquedos que ficaram espalhadas pela sala e pelo corredor.
- A mãe vai às aulas de ginástica Pré Parto e ainda consegue ir a algumas aulas de recuperação Pós Parto.
- A mãe dá conselhos sobre a preparação para o parto às amigas e sabe que a epidural é que é bom.
- A mãe vai buscar a roupa de grávida da anterior gravidez e ainda compra mais umas peças giras. A mãe deleita-se a olhar para a roupa de recém-nascido do primeiro filho, lembrando-se dos momentos exactos em que o bebé vestiu aquela roupinha e assim prepara o enxoval do segundo filho. Com tanto amor como o primeiro, mas sem tantos custos. A mãe faz questão que a primeira roupa do bebé seja novinha em folha. A mãe imagina o sonho que vai ser quando tiver o seu lindo bebé nos braços e o encontro dos manos. A mãe chora por causa das hormonas da gravidez.
- A mãe sabe de quantas semanas está grávida, mas não tem muito tempo para pensar nisso.
- Os pais falam e falam sobre o bebé que aí vem. Escolhem o nome com a ajuda do filho mais velho.
- A mãe está cansada, mas feliz com a chegada do seu segundo filho.
- A mãe tira fotografias para marcar a evolução da barriga faz uma sessão de fotografia da barriga com o pai e com o mano mais velho.
- A mãe prepara o filho mais velho para a chegada do irmão.
- A mãe quer que o parto seja induzido porque não dá jeito nenhum se calham rebentar as águas e a mãe está sozinha em casa com o mais velho já a dormir.
- Nas fila prioritárias do supermercado, a mãe indigna-se com o facto de não repararem numa mulher grávida com um filho ao colo.

Na terceira gravidez:
- A mãe descobre que está grávida e fica radiante. O pai fica nervoso e a pensar: como é que vai ser com três?
- Tudo gira à volta dos dois filhos que correm pela casa e brincam às lutas, aos piratas e aos ninjas enquanto a mãe tenta que eles não se matem nem partam a cabeça. De vez em quando, e sempre que sente que a roupa não lhe serve ou que está a comer demais, a mãe lá se lembra que está grávida.
- O pai consegue ir às ecografias e deseja que as consultas com a obstectra corram bem, mas ele tem de ficar com os miúdos. A mãe esquece-se do CD, mas o pai, mais dado às tecnologias não se esquece. Como o bebé ainda não tem o nome escolhido o CD fica por classificar. Mostram as imagens da ecografia aos manos. O mais velho já percebe e acha fixe o mais pequeno diz que é ele que tem um bebé na barriga.
- A mãe tem muita fome. Aos 2 meses tem uma barriga de seis, pelo que já não dá para esconder a gravidez de ninguém.
- Ao final da tarde a mãe trata dos filhos mais velhos, que não querem tomar banho e discutem porque um quer ver o babyTV e o outro quer ver o Cartoon Network.
- A mãe tira as fraldas ao mais novo porque é insustentável ter duas crianças com fralda em casa.
- A mãe destruiu as músicas da Carochinha e os miúdos já cantam em inglês, as músicas que ouvem na rádio. A mãe continua a adorar ler livros infantis. A mãe já sabe de cor os artigos da Pais & Filhos e ainda bem, porque se quisesse ler uma revista inteira não tinha tempo porque “mãeeeeee!!” é a palavra que mais se ouve naquela casa. A mãe já nem vai à sala e vai directa para a cama depois de ter tratado dos filho e da casa e adormece exausta. Antes de cair num sono profundo relembra ao marido que o bebé ainda não tem nome.
- A mãe sabe que tem capacidade para amar 3, 4, 5 ou mais filhos. Mas sabe que não tem forças para ir além do terceiro e que lhe podem atar as trompas no parto porque à terceira é de vez.
- A mãe salta por cima das pequenas peças de brinquedos que ficaram espalhadas pela sala e pelo corredor.
- A mãe não vai às aulas de ginástica Pré Parto nem às de recuperação Pós Parto. Primeiro porque não tempo e segundo porque esse dinheiro está agora canalizado para as aulas de futebol, piano e afins das crianças.
- A mãe espera ainda lembrar-se das questões das respirações para o parto e relembra à obstectra para a maravilha da epidural.
- A mãe vai buscar a roupa de grávida da anterior gravidez e reza para que ainda sirva. A mãe deleita-se a olhar para a roupa de recém-nascido dos primeiros filhos e constata que estão impecáveis. Afinal, eles usam-nas poucas semanas ou meses. Tenta arranjar espaço nos armários dos filhos mais velhos para a roupa do bebé. A mãe encanta-se por estar de novo a mexer em roupa de recém-nascido e está feliz porque agora vem a menina e vai poder ir às compras sem culpas. Claro que vai aproveitar tudo o que for branco e neutro para a bebé, até porque a faz reviver os seus filhos quando eram recém-nascidos. E ela que pensava que essa era a fase mais cansativa da maternidade… Estava tão enganada.
- A mãe sonha com o encontro dos manos, mas tem alguns receios em relação ao mais novo, que passará a do meio, porque ele é muito mimado.
- A mãe raramente sabe de quanto tempo está e acha sempre que está de mais tempo devido ao tamanho exorbitante da sua barriga.
- Os pais não têm tempo para pensar no nome do bebé. O mais velho vai sugerindo o nome das namoradas dos seus heróis da televisão. Julieta, como no Dartacão???
- A mãe está exausta, mas feliz com a chegada do seu terceiro filho.
- A mãe quer fazer uma sessão de fotografia da barriga com o pai e com os manos. Aos cinco meses ainda não tem nenhuma fotografia da barriga,
- A mãe prepara o filho mais novo para a chegada do irmão, mas acha que ele não está nem aí. O mais velho quer cortar o cordão “bilical”.
- A mãe quer que o parto seja induzido porque não dá jeito nenhum se calham rebentar as águas e a mãe está sozinha em casa com os filhos.

- A mãe avança sem medos pelas filas prioritárias do supermercado enquanto tenta que os seus filhos não levem todas as guloseimas que encontram pelo caminho. As pessoas dão-lhe passagem, meio assustadas, e interrogam-se: o que é que aquela mulher pensou para ir ao terceiro filho? E eu sorrio. Feliz! Porque é assim que me sinto, mesmo quando tenho vontade de gritar e os meus filhos me deixam à beira da loucura com as birras e discussões. Estou orgulhosamente grávida e imensamente feliz pela família que eu e o meu maridão, o melhor pai do mundo, estamos a construir. E sei que esta princesa, apesar de ainda não ter nome, vai ser a filha mais nova mais querida, amada e fofa do mundo, cheia de beijos e abraços dos pais, dos manos e de toda a família!

1 comentário:

  1. Muito bom! Estou grávida de 13 semanas do 3º também, isto é tal e qual! Com um rapaz e uma rapariga (que também tenho de vigiar para não andarem a partir as cabeças...), o que vem aí pode ser o que quiser! ehehe
    Parabéns! ;)

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!