6 de novembro de 2014

Percebemos que andamos a trabalhar de mais quando...

A deitar o filho mais velho, naquele momento de mimo bom. Despedimo-nos para ir trabalhar.
Filho mais velho: Quando é que o teu trabalho acaba?
Eu: Vou trabalhar uma hora e depois já me venho deitar.
Filho mais velho: Não é isso, mãe. É quando é que acaba mesmo! Quando é que acabas o trabalho todo.
Lá lhe expliquei que o trabalho é contínuo, que a mãe tem de trabalhar para termos dinheiro.
Filho mais velho: Já deves ter muito dinheiro!!!
Expliquei que nem por isso. Trabalhava para receber dinheiro todos os meses, dinheiro esse que servia para poder pagar a casa, a luz, a água, a comida, a roupa, os livros, os brinquedos, o parque...
Filho mais velho: O parque?
Mãe: Desculpa, filho... O parque não temos de pagar.
Filho mais velho: Só o parque de estacionamento!

E este é o meu filho mais velho. Sempre atento e com a resposta e a pergunta certa!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!