18 de novembro de 2014

Diálogo maravilhoso

Eu: A mãe tem 36 anos e o pai 40. Eu tenho menos 4 anos que o pai. 
Filho: Nunca o vais apanhar, pois não?
Eu: Não! Vou ter de andar sempre a correr atrás do pai:-)
Filho: Até serem como a bivó, velhinhos e queridos, e cheios de netinhos, não é?
Eu: (emocionada) É o que eu mais quero. Muita saúde para eu e o pai ficarmos velhinhos e podermos acompanhar-te a ti e ao mano e aos vossos filhotes, todos em paz e amor. Sempre amigos para não estarmos nunca sozinhos. 

E é mesmo o que eu desejo. Corremos e endoidecemos com coisas várias mas que, quando vamos a ver, não têm importância nenhuma. E eu tenho uma cirurgia muito complicada marcada para daqui a duas semanas e tenho medo. Tenho medo que corra mal. Tenho medo que a "profecia" do meu mais velho não se cumpra, mas vamos acreditar que sim! Que a vida vai ser generosa comigo. Que vou poder envelhecer ao lado do meu homem - que tanto apanha com os stresses e maus feitios desta vida a mil em que ando - rodeada dos meus filhos, amigos, sobrinhos e família que amo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!