13 de novembro de 2014

Pensei que me dava o badagaio...

Os últimos meses têm sido loucos em termos de trabalho, esta semana, então, está a ultrapassar tudo comigo a trabalhar dia e noite para cumprir prazos, prazos esses sempre definidos a contar que trabalhemos em casa aos fins de semana. E eu estou farta de trabalhar ao fim de semana. Estou farta das reclamações do meu filho mais velho, estou cansada de não ter nenhum dia de "cabeça livre" e para ter este fim de semana (até porque vou estar sozinha com os miúdos) resolvi meter o turbo esta semana. Uma semana de pressão. De prazos. De trabalhar mais de 16 horas por dia. E ontem uma enxaqueca monstra que me impediu de trabalhar depois de jantar. Acordar com a sensação que estava com trabalho em atraso, depois de uma noite em que o pequenino voltou a estar acordado entre as 4h30 e as 5h30 da manhã. E há bocado, na corrida contra o tempo comecei a sentir uma enorme dor no peito, dificuldade em respirar, apetecia-me chorar, sentia um peso enorme no peito... Mas precisava de rever um guião, que ainda tinha de ser visto superiormente. Sentei-me de olhos fecjados num cadeirão e estendi as pernas. Estive assim uma hora, quase dormitei e passou a dor no peito. Pensei em ir ao hospital, estava a sentir-me tão mal... Vamos ver. Vou acabar aqui umas coisas, mas acho que não vou fazer serão como tinha combinado, o mardidão ficou de ir buscar os miúdos para eu ficar a trabalhar até aguentar. Acho que estou exausta.

1 comentário:

  1. Acho que precisas mesmo descansar... Às vezes achamos q aguentamos tudo, mas o corpo cede... As melhoras!

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!