4 de outubro de 2017

Dúvidas e inquietações de mãe...

Por que é que de repente choras até ao sufoco para ficar na escola? Por que é que de repente choras a manhã toda choras ao almoço e só acalmas na hora da sesta? Por que é que de repente nem eu, nem o pai nem a educadora percebemos o que se está a passar contigo? Por que é que de repente chamas por mim todo o dia na escola? Por que é que de repente  não brincas com os teus amigos, sem que nada se tenha alterado nem em casa nem na escola? Por que é que de repente só consegues e mal dormir na nossa cama? Por que é que de repente estás invadido de pesadelos e insónias? O que é que se passa, querido filho? Sempre foste feliz na creche e no Jardim de Infância, sempre gostaste da educadora, dos amigos, da auxiliar... Não consigo perceber o que te vai no coração e te deixa com essa tristeza... Todos os dias desta semana foram assim, cheios de lágrimas, de despedidas forçadas e aos soluços... E ficas tu num pranto e saio eu com o coração a chorar, principalmente porque sei que não têm sido lágrimas passageiras, daquelas que secam mal a mãe vira as costas, mas uma agonia que te acompanha até meio do dia, numa carência e tristeza de partir o coração de quem te vê. A educadora tem dado todo o colo e carinho possível, tens levado brinquedos, mas nada tem sido suficiente... Esperemos que um fim de semana de 4 dias ajude a acalmar esse coração...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!