18 de junho de 2015

Perímetro Cefálico#2

Na sequência das minhas dúvidas e deste post em relação à cabeça do meu filho Afonso hoje fomos ao médico de família para ele ser observado e eu ter uma segunda opinião. E claro que fiquei mais aliviada quando este se mostrou da mesma opinião do pediatra: vigiar, estar atento, mas para já nada de preocupações. É certo que o miúdo tem a cabeça torta e assimtétrica, é certo que houve alguma estagnação do aumento do perímetro cefálico, mas é ainda mais verdade que o miúdo está óptimo, está bem desenvolvido para a idade e não apresenta questões neurológicas como ver mal, mãos trémulas, dificuldade em realizar movimentos finos ou cair e esbarrar com as coisas mais do que é comum nesta idade. Sentou-o ao colo com lápis e papel para ver se ele fazia círculos e ele fez vários, tortos e de tamanhos diferente, mas círculos fechados. Antes disso, e enquanto conversávamos deu-lhe uns blocos e ele empilhou-os, como é costume. Por isso, para já, é para não stressar. Dentro de 6 meses, tal como tinha dito o pediatra será observado para ver se houve aumento ou não. Mas tudo indica que apesar de continuar com a cabeça torta - era muito mais torta quando nasceu e o pediatra disse que naturalmente até aos dois anos ficaria bem. Não está totalemente redonda, mas quase... - não está a impedir o cérebro de crescer e de se desenvolver. Claro que fiquei mais tranquila e é ir estando atenta, como estamos sempre. E se surgir algum sinal de alerta é para agir. caso contrário, voltará a ser observado depois do Verão.

1 comentário:

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!